Google+ Badge

domingo, 19 de abril de 2015

AS MORTES MISTERIOSAS DE TRÊS JORNALISTAS NORTE-AMERICANOS QUE DENÚNCIAVAM MENTIRAS SOBRE OS ATENTADOS DE 11 DE SETEMBRO




As mortes de Bob Simon, de 73 anos, acabou falecendo dia 11 de fevereiro na cidade de Nova York em um acidente automobilístico e no dia 12, Ned Colt, de 58 anos, faleceu por conta de um derrame cerebral, seguido em poucas horas por David Carr, de 58 anos, que colapsou e morreu em seu escritório na sala de redação do New York Times.
Os três jornalistas, mais Brian William, que teve que renunciar ao seu cargo na NBC, por supostamente mentir sobre uma notícia do Iraque, tinham formado uma companhia independente de notícias em vídeo no mês passado. Os jornalistas haviam afirmado que revelariam dados sobre um documento secreto dos russos, onde haveriam provas do envolvimento do governo dos EUA nos atentados de 11 de setembro de 2001.

http://www.rodrigoenok.blog.br/2010/12/os-misterios-do-11-de-setembro.html

EM 2013 


AUTOR QUE DENUNCIAVA O 11 DE SETEMBRO COMO UM PLANO AMERICANO É ENCONTRADO MORTO JUNTO COM TODA FAMÍLIA
Phillip Marshall, pesquisador, escritor e ex-piloto da CIA, foi encontrado morto em 2 de fevereiro de 2013, com sua esposa e filhos. Até mesmo o cão da família foi morto. As autoridades tratam a questão como suicídio, mas de acordo com aqueles que o conheciam Phillip, ele vivia com medo desde q...ue ele publicou seu livro "The Big Bamboozle: 9/11 e a Guerra ao Terror", em que culpa o governo dos Estados Unidos para os ataques.

Phillip escreveu no livro que a administração Bush, com a cooperação de inteligência saudita, foi responsável pelos ataques terroristas de falsa bandeira 11 de setembro de 2001 às Torres Gêmeas. De acordo com a Santa Barbara View, durante o processo de edição, Marshall expressou certo grau de paranóia. O Autor acusava o presidente George W. Bush, em seu livro de não-ficção, em ser em conluio com os serviços de inteligência da Arábia Saudita na formação dos sequestradores que morreram nos aviões usados nos ataques.

Techos do livro:

"A verdadeira razão para o ataque ter sido um sucesso foi devido a uma operação coordenada que preparou o treinamento dos seqüestradores para voar aviões comerciais de grande porte. Temos dezenas de documentos do FBI para provar que o treinamento de vôo foi realizado na Califórnia, Flórida e Arizona, nos 18 meses anteriores ao ataque"

"Depois de um exaustivo estudo de 10 anos do ataque mortal que usou um Boeing lotado de passageiros e tripulantes de como mísseis guiados, estou 100% convencido de que uma equipe secreta de agentes de inteligência sauditas foi a fonte a logística, treinamento de vôo, financeiro e tático visando o essencial para seqüestradores, 18 meses antes do ataque. Esta conclusão foi proposta há seis anos e todos os testes posteriores só confirmaram essa conclusão."

"Em 1 de março, dois ex-senadores norte-americanos. de posições distintas, também levantaram a possibilidade da participação da Arábia Saudita nos ataques que mataram 3.000 pessoas e estimulou a guerra global contra o terrorismo. Em depoimento, os ex-senadores Bob Graham e Bob Kerrey disseram acreditar que o governo saudita desempenhou um papel direto nos ataques terroristas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI