quinta-feira, 16 de outubro de 2014

O ESCÂNDALO SIVAM-RAYTHEON

O TIO SAN FERNANDO HENRIQUE VENDENDO AS RIQUEZAS DO BRASIL PARA OS EUA 




O Brigadeiro Ivan Frota respondeu ao artigo do jornal " O Globo" daquela data sobre a matéria intitulada " Sivam e a Honra". Nesse artigo, alguns militares da Aeronáutica defendiam a instalação do Sistema de Monitoramento da Amazônia, o Projeto Sivam ( Sistema de Vigilância da Amazônia). Gostaríamos de lembrar aos leitores e aos brasileiros que esse projeto sempre foi tachado de um dos maiores escândalos de agressão à soberania nacional de que temos notícia. O brilhante Brigadeiro Ivan Frota, indignado, disse: " ...do principal ponto de minha discordância com S-RAYTHEON, que é a imensa vulnerabilidade estratégica que significará entregar a mãos estrangeiras um projeto na Amazônia de tal magnitude e importância". O brigadeiro lembrava então da concorrência estabelecida na época, ganha pela empresa norte-americana RAYTHEON, especialista em sistemas de espionagem e eletrônica industrial, concorrência que foi orçada em 2 bilhões de dólares. 


A RAYTHEON havia comprado na época a E-SYSTEMS, uma das maiores empresas de sistemas de inteligência dos EUA. Essas empresas aglutinadas, foram responsáveis pela implementação do programa R-OTH-R ( Relocatable Over the Horizon Radar) de instalação de radares de longo alcance (mais de 3000 KM). Além disso, a RAYTHEON fazia parte do programanorte-americano chamado de ( High Frequency Active Auroral Research Program) que usando Física avançada de Ondas Eletromagnéticas, testava o aquecimento da Ionosfera, o que poderia interferir em transmissões telemáticas do mundo inteiro( rádio, TV, microondas), e produzir alterações climáticas que causariam furacões e tornados em várias partes do mundo. Ou seja, a RAYTHEON era uma empresa de Guerra Norte-Americana, e ganhou a concorrência para controlar o espaço aéreo da Amazônia

O Projeto era e é uma arma de guerra tecnológica de destruição de massas. O que nós não conseguimos entender até hoje é o fato de o Brasil possuir duas das melhores escolas militares de engenharia do Mundo, o ITA ( Instituto Tecnológico de Engenharia) e o IME ( Instituto Militar de Engenharia), escolas que tanto orgulho já trouxeram aos brasileiros, como os projetos de aviões, o projeto do tanque Osório, do tanque Cascavel, dos Sistemas Astrus de defesa, do Proalcool e tantos outros, e não ter utilizado o potencial acadêmico disponível nessas Escolas no Projeto. Por que essa Engenharia de ponta nacional não foi escolhida para construir o Sistema de Monitoramento da Amazônia?? Mais uma vez, as " mãos invisíveis" dos verdadeiros Donos do Brasil se sobrepuseram aos interesses nacionais, os mesmos Donos do Brasil que conheciam e conhecem do imenso potencial energético da Amazônia, que conhecem da colossal fonte de recursos minerais do solo Amazônico, e que conhecem do colossal parque bionatural existente em solo amazônico. Como explicar aos mais jovens brasileiros que o País e seus governantes entregaram a uma Nação estrangeira em 1996, e a interesses financeiros internacionais, a dignidade e a alma do nosso País, e que até militares que fizeram juramento de lealdade ao povo brasileiro e ao Brasil, concordaram com esse descalabro?? Um sistema de monitoramento da Amazônia construído por uma empresa de espionagem americana?? Gostaríamos de lembrar a argumentação do insigne brigadeiro Ivan Frota que afirmou: " Honra é ter coragem de abdicar das benesses e do interesse pessoal em nome da coletividade. Honra é pensar mais no País do que em si mesmo. Honra é ter coragem de lutar pelo que se acredita, mesmo tendo que enfrentar o Poder, interno ou externo, por mais gigantesco que seja. Honra é parafrasear Giordano Bruno, ao ser imolado em uma fogueira e que disse: - Eu lutei. Isto basta. A Humanidade é pouca contra mim, quando minha consciência está do meu lado- Ficam os conselhos de Honra". Parabéns ao brigadeiro. E que as futuras gerações de brasileiros percam essa doença que se chama ganância e se curem do mal da covardia e da traição de nosso povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI