Google+ Badge

quarta-feira, 26 de maio de 2010

PUCRS E A PESQUISA COM COBAIAS HUMANAS CRIANÇAS

Nota de repúdio

Nota de repúdio liga projeto à eugenia e a "práticas de exclusão e de extermínio" Publicidadeda Folha de S.Paulo Leia abaixo a íntegra da nota de repúdio contra a pesquisa com adolescentes homicidas: "É com tristeza e preocupação que recebemos a notícia de que universidades de grande visibilidade na vida acadêmica brasileira estão destinando recursos e investimentos para velhas práticas de exclusão e de extermínio. A notícia de que a PUC-RS e a UFRGS vão realizar estudos e mapeamentos de ressonância magnética no cérebro de 50 adolescentes infratores para analisar aspectos neurológicos que seriam causadores de suas práticas de infração nos remete às mais arcaicas e retrógradas práticas eugenistas do início do século 20. Privilegiar aspectos biológicos para a compreensão dos atos infracionais dos adolescentes em detrimento de análises que levem em conta os jogos de poder-saber que se constituem na complexa realidade brasileira e que provocam tais fenômenos é ratificar sob o agasalho da ciência que os adolescentes são o princípio, o meio e o fim do problema, identificando-os seja como "inimigo interno" seja como "perigo biológico", desconhecendo toda a luta pelos direitos das crianças e dos adolescentes, que culminou na aprovação da legislação em vigor, o Estatuto da Criança e do Adolescente.


A Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre esta planejando fazer uma pesquisa cientifica sobre a violência e para isto deseja fazer exames clínicos e testes com detentos menores infratores da FASE que nada mais é do que um presídio ou centro de recuperação para menores infratores, estão havendo protestos por causa desta situação eu particularmente não concordo com este tipo de pesquisa cientifica feita por entidades privadas e ainda mais usando crianças delinqüentes como cobaias é inaceitável, eles acreditam que estas crianças tenham algo de diferente das outras mas á única diferença delas é a de serem da classe nédia baixa e de serem excluídas socialmente, os cientistas da PUC pretendem pesquisar o cérebro destas crianças para saberem as causas da violência.

De todo o material publicado pelo criminoso nazista Josef Mengele a partir de 1960, quando ele se tornou conhecido do grande público, após a chegada á Argentina do pedido de extradição feito pela republica federal da Alemanha, destaca-se o enrome valor documental da autobiografia de Miklos Nyisxli, prisioneiro judeu que foi assistente de Mengele em Auschwitz, Médico o autor realizava autopsias das vítimas mortas em vários experimentos e enviava os resultados a um endereço: Berlin Dahlen, Institut Fur Rassenbiologische Forschunagen(...) Um dos institutos mais famosos do mundo.”
TRECHO DO RELATÓRIO DE JOSEF MENGELE 

Em outro trecho, diz: “Os gêmeos morreram na mesma hora. Agora jazem aqui, sobre minha mesa para dissecação dos cadáveres. Graças a sua morte, agora será possível analisa-los por meio de uma autópsia e descobrir o segredo da multiplicação humana. O grande objetivo dessas investigações é, de fato, a multiplicação raça superior. Trata-se, exatamente de colocar uma mãe alemã em condições de criar sempre gêmeos no futuro. Esse plano é uma loucura! Foi promovido pelos loucos teóricos da raça do Terceiro Reich. E, para as pesquisas necessárias, encarregam o doutor Mengele(...) Esse criminoso é capaz de passar horas comigo entre microscópios e fármacos, ou de estar na mesa de anatomia, com o jaleco sujo de sangue, observando e tocando com as mãos, também sujas de sangue. Trata-se da multiplicação da raça germânica: o objetivo final é que haja alemães suficientes para repovoar os territórios chamados de Lebensraun, ou seja espaço vital do Terceiro Reich, depois de deixa-los limpos da presença de checos, húngaros, poloneses, holandeses e outras populações. Nyiszli conseguiu obter, com os resultados das autópsias que podia analisar, uma aproximação bastante certeira dos planos finais dos nazistas. No entanto como muita gente, nunca conseguiu compreende-los em sua real extensão.


Isso se deve a que, por motivos políticos, o verdadeiro ideólogo racial do nazismo, o argentino Ricardo Walther Darré, passou como um fantasma pelas páginas da História. Darré foi a primeira pessoa a levar á prática as idéias raciais nazistas, impondo aos integrantes da SS, desde 1929, todo o tipo de restrição a sua admissão. Rambém fundou a Rusha, sigla em alemão de Escritório Central de Raça e Reassentamento.  

sábado, 22 de maio de 2010

UMA REDE DE COMUNICAÇÕES EXTRATERRESTRES














“Descoberta a Base Planetária do UFO”,

A suposição de que a raça humana é o único repositório de inteligência no universo, ou que a Terra é o único corpo no qual a vida se desenvolveu, deve ser colocada no mesmo plano que a visão geocêntrica do sistema solar a as crenças da Sociedade da Terra Plana. A estimativa cientifica em vigor é que aproximadamente oito bilhões – isto é: 8.000.000.000 – dos sistemas planetários presumivelmente habitáveis vivem apenas em nossa galáxia! O falecido Dr. James E. MacDonald uma vez ressaltou que enquanto ainda não tivermos nenhuma idéia inusitada de como chegar até Tau Ceti, o estado e o ritmo de nossa tecnologia deveria ser pelo menos interromper aqueles que insistem em que os habitantes de Tau Ceti são incapazes de chegar até aqui. E o astrônomo Fred Hoyle sugeriu a possibilidade da existência de “uma grande rede de comunicações interplanetárias” , mas somos como um pioneiro no sertão, que ainda não tem telefone. Julgando pela história de exploração do nosso próprio planeta, a noção de rotas de comércio interestelar parece bastante razoável. No seu livro The Interrupted Journey (Dial Press, Nova Iorque, 1966), John G . Fuller relata detalhadamente o caso Barney e Betty Hill, O COMEÇO "...Uma outra figura tinha uma face maligna... Ele parecia um nazista alemão. ELE é um nazista... Os olhos dele... seus olhos! Nunca tinha visto olhos como aquele" A citação acima foi feita sob hipnose regressiva por um dois primeiros abduzidos a se tornarem publicamente conhecidos, BARNEY HILL, que - juntamente com sua esposa BETTY - afirmou ter sido abduzido por entidades de pele cinza e levado para uma nave espacial que aparentemente era originada do sistema estelar de ZETA II RETICULI.

Os abdutores cinza alienígenas estavam obviamente trabalhando com um oficial militar humano que tinha toda a aparência de um completo nazista, e que foi encontrado por BARNEY. Embora este incidente tenha ocorrido mais de 15 anos depois da Europa ''supostamente'' ter sido desnazificada. Esta citação pode ser encontrada na enciclopédia paranormal "MYSTERIES OF THE MIND, TIME & SPACE", pag. 1379.

Durante a conversa lhe foi mostrado um mapa estelar do que lhe foi dito serem as estradas para o comercio e os caminhos de exploração, entre certas estrelas em algum lugar no universo. Não foi um astrônomo, mas sim Marjorie Fish quem aceitou o enorme desafio de isolar o modelo estelar especifico, do desenho da Sr. Hill, dentre as centenas de bilhões em nossa galáxia. Majorie Fish concluiu que o mapa de estrelas havia sido calcado na perspectiva da base da nave. Começando pela suposição de que o nosso sol apareceria no mapa – provavelmente com limite traçado – e que as estrelas básicas eram dois círculos grandes, com linhas que irradiavam deles, Marjorie Fish construiu com esmero, três modelos dimensionais, de dentro de aproximadamente sessenta anos luz do sol, numa tentativa de combinar o modelo estelar especifico ao desenho da Sra. Hill.Finalmente em 1969, nove estrelas apareceram num dispositivo angular muito bem definido para ser coincidência e, rapidamente foi capaz de identificar a maioria da estrelas. Mas só em 1972, depois de seis anos de trabalho intensivo, Marjorie Fish foi capaz de localizar o triangulo de estrelas do plano de fundo, que completava a identificação do desenho de Bethi Hill.A razão foi que até o atualizado Catálogo das Estrelas Próximas, Gliese, estivesse disponível, no outono de 1969, as ultimas três estrelas (identificadas pelo Gliese com os números 86.1, 95 e 97) possivelmente não poderiam ter sido determinadas. Assim, em 1964, quando Betty fez seu desenho, a estrela 86.1, não estava registrada em nenhum catálogo de estrelas da Terra e as outras duas estrelas, embora catalogadas, apareciam em posições paralaxes incorretas. Como o Dr. Hynek me disse “nenhum astrônomo na Terra, entre 1961 e 1964, poderia ter sabido que o triangulo de estrelas do plano de fundo, existia na sua presente posição geométrica”.




Do mapa completo de Marjorie Fish parece que apenas viajantes vindo em direção ao nosso sistema solar(Sol), da Constelação Reticulun, poderiam ter marcado a posição daquelas três estrelas. Se o chefe da tripulação tivesse realmente dito a Betty Hill que as linhas sólidas que conduziam para o que foi provado ser Zeta1 e 2 da Constelação Reticulun, diretamente para o Sol, fossem estradas de comércio, poderíamos muito bem ser parte de alguma forma de operação unilateral de comércio! A par de razoáveis considerações sobre o comércio, como poderíamos explicar a enorme distancia de mais envolvida? Uma viajem unilateral de Zeta 1, da constelação de Reticulun até White Mountains, em New Hamphshire, fica a uma distancia de mais de trinta anos luz. Isto é aproximadamente 176 340 000 000 000 milhas ou como Carl Sagan diria:“extremamente longe”. Todavia, a distância não é um problema, se considerarmos as teorias de Einstein sobre a dilatação do tempo. Se aumentar a velocidade o tempo diminui. Assim, quanto mais perto você de aproximar da velocidade da luz, mais devagar seu relógio funcionará, comparado com os relógios deixados na Terra. No Artigo “Descoberta a Base Planetária do UFO”, Stanton Friedman e B.Ann Slate, escreveram: “O que isto implica é que a tripulação da Constelação de Reticulun não teria que vir mais rápido do que a velocidade da luz para visitar nosso sistema solar e retornar enfrentando a perspectiva de residência num asilo de velhos. Usando o elemento tempo mudança de Einstein, uma viagem unilateral a 80% da velocidade da luz, numa velocidade constante, levaria vinte e dois anos. A 99% daquela velocidade levaria cinco anos e dois meses, mas a 99.9% dessa velocidade, a viagem poderia ser feita em apenas vinte meses!

sábado, 15 de maio de 2010

A DOMINAÇÃO DE NOSSO SISTEMA SOLAR




A DOMINAÇÃO DO NOSSO SISTEMA SOLAR
Segundo os argumentos pitagóricos, as coisas não são o que parecem ser pois os nossos sentidos são defeituosos revelando apenas a aparência (não-verdadeira) em vez da realidade (verdadeira). Com tal dimensão da abstração constituímos os nossos padrões de ação, sentimento e pensamento : todos previsíveis !
Na história contemporânea do continente europeu encontramos vestígios de uma super-sociedade dominando os poderes sociais e políticos constituídos : trata-se da misteriosa “Sinarquia do Império”. Constituindo um equilíbrio perfeito de uma harmonia total (como reflexo de leis cósmicas inexoráveis) sobre os poderes executivo, legislativo e judiciário, “...o ideal Sinárquico não destrói nem conserva uma ordem social por cima dos Estados e de seus chefes, porque esta ordem social não existe : precisa ser criada ! Por cima nas nossas nações e de nossos governos, de qualquer tendência que eles sejam, precisamos formar um governo geral que seja uma emanação de nossas próprias nações e que consagre tudo o que constitui sua vida interior...” (Saint Yves D’Alveydre, em “L’Arqueometre”, Dourbom, France, 1949) .
Segundo Jacques Weiss, o ideal político Sinárquico acalenta a idéia de um sistema pelo qual os cidadãos se agrupam sob a autoridade de um chefe (digno de tal autoridade). Essa autoridade estaria ao alcance de quem pudesse julgar o que seria bom e útil (segundo Platão, o ideal seria um governo de sábios !) . Diz ainda Weiss : “___Se o equilíbrio Sinárquico (povo ignorante de um lado e governante sábio do outro ) não puder ser obtido, o mundo terá que passar por inevitáveis catástrofes para poder progredir.”
Embora esse sonho de um governo chefiado por sábios tenha sido a esperança de uns poucos, os Templários chegaram perto. Hoje em dia não há uma Sinarquia, mas sim três tendências distintas . A primeira pretende se livrar de todas as pressões políticas, a segunda quer chegar ao controle político através de infiltrações nos ambientes profissionais, as hierarquias superiores, com a máxima : “Organizar a profissão é o instrumento principal da revolução Sinárquica !” A terceira tendência, chegada à brutalidade e ao extremismo, tem como finalidade derrubar as instituições republicanas com violência (o caso da Espanha foi raro), analise os fatos do Oriente Médio.
Convém citar que as revoluções que levaram ao poder , no mundo, os caudilhos do século XX seguiram mais ou menos uma das três tendências nos levando a acreditar na existência de um pacto Sinárquico mundialmente orquestrado por poderes que instauram regimes em qualquer lugar , os fatos do Oriente Médio devem ser analisados sob esta ótica.
Por outro lado, a tática de ação mundial dos “Governos Invisíveis” para total domínio do planeta consta do documento intitulado “Protocolos dos Sábios do Sião” mantido em segredo durante séculos e divulgado pelo escritor russo Serge Alexandrovich Niws em 1915.
Taxando o sistema político liberal de ineficaz, os “Protocolos” ensinam aos “governantes Invisíveis” como instaurar o seu regime totalitário em todo o mundo. O protocolo 24 prevê : “ Somente aqueles que são capazes de instaurar um governo firme e inflexível receberão as rédeas de nossos sábios ! “ Diz ainda o registro que foi divulgado dos “Protocolos”: “A Civilização não pode existir sem o despotismo absoluto : ela (a Civilização) não é obra das massas, mas de seus chefes, quem quer que eles sejam. A massa é primitiva e demonstra sua barbárie em todas as ocasiões propícias. Tão logo se apodere da liberdade, a massa a transforma em anarquia, que é a forma total da barbárie ! “ . O terceiro “Protocolo” ainda cita : “Por meio da miséria, do ódio, e da inveja que eles produzem, nós manobraremos o povo e nos serviremos de suas mãos para eliminar aqueles que se opões aos nossos planos .”
Embora tidos como falsos, os “Protocolos” constituem um documento estranhamente profético no qual reconhecemos o ápice maquiavélico político atual. Descobre-se, nesse documento, uma surpreendente previsão das técnicas totalitárias visando a tomada do poder através da robotização das massas “escravizadas”. É o império da quantidade sobrepondo-se à lógica da qualidade : os humanos-robôs artificialmente movimentados. Nota-se que , repentinamente, os governos democráticos dos países do terceiro mundo , vem sofrendo abalos na sua existência : Chile, Equador, Peru, Venezuela e Argentina. Constatamos também que – por influência de cima – a maioria dos valores morais encontra-se em crise : cada vez mais rebeliões em presídios, cada vez mais corrupção comprovada, cada vez mais atiradores matando inocentes, e ainda saques ao comércio, a residências, às empresas, aos quartéis e até às unidades policiais . E mais : A extrema-direita tentando introduzir-se na Polônia, na ex-Yugoslávia e na França , recentemente, indica uma forte influência – pelo que foi citado – do Pacto Sinárquico (que ressurge) ou dos “Protocolos”. É a grande massa popular sendo conduzida pela Sinarquia !
Ao traçarmos uma linha divisória entre duas das cores de um arco-iris, devemos saber que é uma linha imaginária. Poderá esta linha existir em nossa mente mas não será real no arco-iris. Assim, o Movimento Sinárquico, os “Protocolos” e a preseça alienígena na Terra podem nos parecer separados em nossa mente mas pertencem ao mesmo arco-iris da realidade não revelada.
Guardadas as devidas proporções, estamos notando que crescem a cada dia as ações dos extraterrestres em nosso planeta, nos mesmos moldes filosóficos da política mundial. Será que existe um PACTO SINÁRQUICO INTERPLANETÁRIO para ocupação da Terra, à partir de uma nova ordem social?
O que sabemos com muita certeza é que deve existir um planejamento muito bem elaborado para dominação do nosso Sistema Solar por parte de entidades alienígenas. Isto porque sua presença em nosso Planeta, na Lua (e em outros astros do nosso Sistema) é notada cada vez mais claramente. À partir de informações de haveria um pacto entre Governos da Terra e Entidades Alienígenas, sabemos que tudo pode acontecer, inclusive a extinção da raça humana !

Cuidado Mundo! J.Poggi / novembro.2005

sexta-feira, 14 de maio de 2010

DECLARAÇÃO DE JOHN LEAR "A VERDADE SOBRE OS ALIENS"

video


















29 de Dezembro de 1987

John Lear (JL) , um capitão de grande Companhia aérea dos EUA, já voou com mais de 160 aeronaves diferentes, sobre mais de 50 países. Ele possui 17 recordes mundiais em velocidade com um Lear Jet, e é o único piloto comercial a possuir o certificado de piloto cedido pela Administração Federal de Aviação. JL já voou pelo mundo em missões para a CIA e outras agências do governamentais, foi o designer do Lear Jet. JL começou a interessar-se pelo fenômeno UFO, 13 meses após falar com o Pessoal da USAF. Foi testemunha do pouso de uma nave em Bentwaters AFB, próxima a Londres, Inglaterra, e três pequenos ALF's (Alien Life Forms) andaram até o comandante da base:

Nota p/ a imprensa:

O Governo dos EUA continua a usar o seu pessoal treinado e profissional a suprimir a informação que se segue. A sua cooperação ao longo desses 40 anos passados excedeu suas mais selvagens expectativas e nós dizemos a você:

"O Sol não gira em torno da Terra"

"O governo dos EUA vêm tendo negociações com pequeninos extraterrestres cinzas por algo em torno de 20 anos"

A primeira verdade fez com que Giordano Bruno fosse queimado em 1600 d.C. por propor que isso era a realidade. A segunda verdade vêm causando a morte das pessoas do estado e da publicidade que tentam contar o que sabem.

Mas a primeira verdade foi contada. A igreja foi bem sucedida em suprimir essa informação por mais de 200 anos.

Agora, aproximadamente a 400 anos depois que a primeira verdade foi contada, nós nos deparamos com mais um fato chocante. A "horrible truth" (verdade horrível) é mais horrível do que o governo jamais imaginou.

Em sua intenção em defender a democracia, o seu governo vendeu você aos alienígenas. E aqui está como isso aconteceu. Mas antes de começar. Eu gostaria de Oferecer  uma palavra em defesa aos que nos venderam. Eles tinham as melhores das intenções.

A Alemanha havia recuperado um "disco voador" em 1936. General James H. Doolittle foi mandado à Suíça para investigar um OVNI caído próximo à Spitzbergen.

A "verdade horrível" é conhecida por um número bem limitado de pessoas: Eles eram pequenas e feias criaturas com braços em posição de reza e avançados em bilhões de anos à nossa tecnologia. Do grupo original, primeiro a aprender a "verdade horrível", muitos cometeram suicídio, o mais elevado era o General James V. Forrestal, que pulou para a morte de uma janela do décimo sexto andar de um hospital. Os registros médicos do General Forrestal estão selados até hoje.

O Presidente Truman colocou uma tampa sobre o segredo e apertou os parafusos para que o público geral pensasse que os discos voadores eram uma brincadeira. Ele tinha uma Grande surpresa para eles.

Em 1947, Presidente Truman estabeleceu um grupo com os 12 mais altos militares e cientistas. Eles foram conhecidos como MJ-12. O grupo ainda existe hoje, mas os seus membros originais não são mais os mesmos. O último do grupo a morrer foi Gordon Gray, secretário formado do exército, em 1984. Quando um membro estava para deixar o grupo, eles apontavam um novo Membro para preencher a posição. Há bastante especulação de que o grupo conhecido como MJ-12 tenha expandido para muitos mais membros.

Tiveram vários casos de queda de discos voadores na década de 40, um em O Caso Roswell, Novo México; um em Aztec, Novo México, e um próximo a Laredo, Texas, a cerca de 30 milhas a dentro da fronteira mexicana.

Considere, se você pode, a posição do governo dos EUA agora. Eles conseguiram atingir a posição de nação mais poderosa do mundo, produziram a bomba atômica, um feito estupendo, a URSS demorou mais 4 anos para desenvolver a dela, se somente com a ajuda dos traidores da democracia. Eles construíram um avião a jato capaz de romper a barreira do som. Eles construíram aviões com alcance intercontinental, capazes de carregar ogivas atômicas. Agora imagine como essas pessoas devem ter ficado em pânico, da mesma forma como ficou o público quando Orson Wells transmitiu via rádio: "A Guerra dos Mundos" em 1938. Imagine o choque desses lideres quando viram os corpos dessas criaturas franzinas, com grandes olhos, pele semelhante à de lagartos e unhas/garras encobertas de tecido que funcionavam como dedos. Imagine o pavor quando determinaram o quando esses "discos voadores" eram poderosos, e quando descobriram que nenhum componente deles tinha similar na Terra, e que eles voavam sem precisar de turbinas ou partes móveis; imaginando isso é a única forma de você compreender porque o governo utilizou-se de toda essa artimanha para esconder esses fatos, utilizando até mesmo de "força mortal".

Essa encobertação tão bem sucedida que até em 1985 quando um cientista sênior do Laboratório de Propulsão à Jato em Pasadena, Califórnia, Dr. Al Hibbs, pode ver um vídeotape com um enorme "disco voador" e escreveu o seguinte: "Eu não possuo assumir nada ao fenômeno UFO sem antes obter maior informação".

Em julho de 1952, o pânico tomou conta do governo, quando um esquadrão de OVNIS voaram sobre Washington D.C., e sobrevoaram a Casa Branca, o Capitólio e o Pentágono. Eles usaram de toda a imaginação e intimidação disponíveis pararemover essas lembranças da memória do público.

Diversos avistamentos ocorreram durante a Guerra da Coréia e muitos OVNIS foram recuperados pela força aérea. Muitos estão guardados na Base da Força Aérea Wright-Patterson, os discos são guardados nas bases aéreas mais próximas do local da queda.

Um "disco voador" é enorme e enorme também são os problemas lógicos para o seu transporte, para transportar um "disco voador" já houve casos em que o governo comprou fazendas inteiras, derrubou árvores e bloqueou grandes estradas, e utilizaram grandes veículos para muitas vezes transportar naves com centenas de metros de diâmetro.

Em 30 de abril de 1954, a primeira comunicação entre esses ALF's e o governo dos EUA teve lugar na Base da Força Aérea Holloman, em Novo México. Três "discos" pousaram e prepararam a área para uma troca entre os alienígenas e oficiais da inteligência dos EUA.

Durante o período de 1969-1971, MJ-12 representando o governo dos EUA fez um acordo com as criaturas, chamadas EBE's (extraterrestrial biological entities, nome dado por Detley Bronk, membro original do MJ-12 e sexto presidente da Universidade Johns Hopkins). O "acordo" tratava-se na troca de tecnologia que eles forneceriam para nos, e nós deveríamos "ignorar" as abduções e esconder os fatos. Os EBE's asseguraram ao MJ-12 que as abduções eram meramente para monitorar o desenvolvimento das civilizações.

Em fato, os propósitos das abduções eram:

(1) A inserção de uma esfera de 3 mm através da cavidade nasal, no cérebro do abduzido, esse dispositivo é usado para monitoração biológica, localização, e controle do abduzido.
(2) Implementação da "Posthypnotic Suggestion" para liberar uma determinada reação durante um tempo específico, a atuação dessa costuma ocorrer nos próximos 2 ou 5 anos.
(3) Exterminação de muitas pessoas, assim eles possuíam fontes de materiais biológicos e substâncias.
(4) Exterminação de indivíduos que representem problemas à continuidade de suas atividades.
(5) Aprimorar os experimentos de engenharia genética.
(6) Fertilização das fêmeas humanas e posterior terminação da gravidez para assegurar a segurança da criança híbrida.

O governo dos EUA não imaginava em quais conseqüências chegariam os termos desse "acordo". Eles acreditavam que as abduções eram essencialmente benignas, eles meramente insistiram que uma lista dos abduzidos deveria ser fornecida ao MJ-12 e ao Conselho de Segurança Nacional.

Os EBE's possuem uma desordem genética em seu sistema digestivo, que é atrofiado e pouco funcional. Muitos especulam que eles foram envolvidos em vários tipos de acidentes ou guerras nucleares. Assim, para se autosustentar, eles usam secreções de enzimas e hormônios obtidos de tecidos que eles removem dos humanos e animais. (Nota: Vacas e homens são geneticamente similares. Se o evento de uma catástrofe nacional ocorresse, o sangue das vacas poderia ser usado pelos humanos.)

As secreções obtidas são então misturadas com peróxido de hidrogênio e aplicado na pele. O corpo então absorve a solução, e também excreta os resíduos pela pele. As mutilações de gado prevaleceram durante o período de 1973 a 1983. As mutilações incluíam a remoção dos testículos, retos descentralizados do cólon, olhos, língua e garganta removida cirurgicamente com extrema precisão, algo que não seria possível de ser feito no campo, em tão pouco tempo. Em muitas dessas mutilações, o sangue havia sido todo drenado. O mesmo acontecia nas mutilações humanas, uma das primeiras foi com o Sargento Jonathan P. Louette, no base de Testes de Alcance de Mísseis de White Sands, em 1956, ele foi encontrado três dias após um Major da Força Aérea ter testemunhado a sua abdução por um objeto em forma de próximo ao local de queda dos mísseis. Sua genitália fora removida, seu reto foi descentralizado em preciso processo cirúrgico de "plugamento" de algo ao seu cólon, olhos foram removidos assim como todo o seu sangue, sem nenhum colapso cardiovascular. Muitas evidência, provam que os processos cirúrgicos são realizados na vítima, animal ou humano, ainda em vida.

As várias partes do corpo são levadas para vários laboratórios subterrâneos, um deles, localiza-se na pequenina cidade de Dulce, Novo México. Essa instalação ocupada pela CIA e Alienígenas, é descrita como sendo enorme.

Após o primeiro acordo, Groom Lake, um dos centros de testes mais secretos da nação, ficou fechado por um período em torno de um ano, entre 1972 e 1974, é uma instalação subterrânea construída para ajudar os EBE's. A tecnologia "barganhada" foi instalada lá, mas só podia ser operada pelos EBE's. O que se diz, é que essa tecnologia adquirida, não pode ser usada contra os EBE's, eles se precaveram.

Durante o período entre 1979 e 1983, algo não planejado pelo MJ-12 acabou acontecendo. Eles ficaram sabendo que mais pessoas estavam sendo abduzidas do que era relatado na lista de abduções, em adição, ficou-se sabendo que em várias nações, estavam desaparecendo crianças, que serviam de fonte de extração de secreções e outras partes requeridas pelos et's.

Em 1979 houve uma disputa entre as espécies pelo controle do Laboratório Dulce. Um grupo de forças especiais do exército foi chamada, na tentativa de libertar o máximo de pessoas em cativeiro na instalação, de acordo com uma fonte, 66 soldados foram mortos e nosso pessoal não foi libertado.

Em 1984, o MJ-12 estava em completo terror pelo erro de terem feito acordos com os EBE's. Eles promoveram sutilmente os filmes "Contatos Imediatos do Terceiro Grau" e "E.T." para dar ao público uma impressão de que os alienígenas são benevolentes e que eles são nossos "amigos do espaço". O MJ-12 "vendeu" os EBE's ao público, e agora eles estavam à face de que era o oposto do que eles "venderam". Em adição, um plano foi formulado em 1968 para fazer o público se precaver da existência dos alienígenas entre nós, vinte anos depois culminou em diversos documentários a serem lançados entre 1985-1987, o que acabou nunca acontecendo. O documentário tentava mostrar a história e intenções dos EBE's. A descoberta da "Grande Decepção" pôs esse plano e sonhos do MJ-12 em completa confusão e pânico.

Numa reunião, parte do pessoal do MJ-12 queria contar tudo ao público, todos os esquemas e trapaças ao público, afim de obter o perdão e ajuda do povo. Mas a grande maioria do MJ-12 achava que não havia cominho para apaziguar as coisas e não seria prático excitar o público com a "Horrible Truth" e o melhor plano é continuar a desenvolver uma arma que pudesse ser usada contra os EBE's, com o disfarce de "SDI", a Strategic Defense Initiative, não tinha nada haver com o sistema de defesa contra possíveis ataques nucleares dos Russos; Dr. Edward Teller, "pai da bomba-H" estava presente nos túneis de testes em Nevada Test Site (Sítio de Testes em Nevada), dirigindo os trabalhadores e associados com palavras de um homem "possesso", a ele fora apresentado aos membros do MJ-12, como o dr. Henry Kissinger, Almirante Bobby Inman, e possivelmente o Almirante Poindexter; e a ele foi contada a "Horrible Truth" fazendo-o associar-se ao MJ-12.

Antes da "Grande Decepção" ser descoberta, um acordo meticuloso havia sido feito para liberar informações ao grande público, diversos documentários e vídeo tapes haviam sido feitos. William Moore, baseado em suas pesquisas, escreveu "O Caso Roswell Incident", um livro publicado em 1980 com detalhes da queda, recuperação e subsequente encobrimento de um UFO com 4 corpos de alienígenas, no Novo México, existe um vídeo tape de dois agentes de imprensa entrevistando um militar associado ao MJ-12, esse militar responde questões relativas ao MJ-12 e a encobertação, a recuperação de vários discos voadores e a existência de um alienígena vivo (um dos 3 alienígenas em vida, nomeados de EBE-1, EBE-2 e EBE-3, estão em uma instalação chamada YY-II em Los Alamos, Novo México. A única outra instalação desse tipo, segura eletromagneticamente, é a Edwards Air Force Base em Mojave, California). Os nomes dos oficiais previamente mencionados por poucos são: Harold Brown, Richard Helms, Gen. Vernon Walters, JPL's Dr. Lew Allen and Dr. Theodore von Karman estes nomes integram a atual pasta de membros do MJ-12, entre outros.

Esse militar relata o fato de os EBE's afirmarem que eles é que criaram Jesus Cristo. Os EBE's possuem uma espécie de gravador, onde está gravada as principais épocas da história da Terra, esse dispositivo exibe as "filmagens" sob a forma de holograma, por isso torna-se difícil filmálos com métodos convencionais, mas a crucificação de Cristo foi filmada e incluída no filme que deveria ser mostrado ao público. Os EBE's afirmam ter criado Cristo, isso na visão da "Grande Decepção" poderia romper os valores tradicionais e causar reações indeterminadas.

Outro videotape mostra uma "entrevista" com um EBE, como os EBE's comunicam-se telepaticamente, um Coronel da Força Aérea serve como intérprete. Pouco antes da "correção" no material estocado, em 1987, diversos homens da imprensa, incluindo Bill Moore, foram convidados a Washington D.C., para pessoalmente filmar o EBE em um tipo similar de entrevista, e distribuir o filme ao público, aparentemente isso não aconteceu.

Se o governo não nos conta a verdade, é porque uma invasão EBE já está acontecendo, já houveram milhares de abduções, temos diversas bases alienígenas espalhadas pelo mundo, seria isso os preparativos para uma grande movimentação de EBE's? Não imagine essa invasão, com os ET's desembarcando de naves com armas laser, mas sim numa invasão muito bem planejada, que vem sendo executada ao longo de milhares de anos...

Texto original de John Lear.

terça-feira, 4 de maio de 2010

- Operação PaperClip Operação Northwoods




Guerra ao Terror - Operação PaperClip

Operação Northwoods O Maine Operação Gladio Operação PaperClip Afganistão Gripe das Aves Referências


A Operação Paperclip consistiu na emigração dos nazis para os Estados Unidos.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, houve a "caça aos cientistas alemães". Isso é conhecido por todos.

Todos nós conhecemos Werner Von Braun, o arquitecto da NASA e o "herói" da conquista do espaço.

Não sabemos, no entanto, que ele era um nazi convicto. Não nos é dito que a sua principal obra, a bomba V2, era construída numa fábrica gerida pelas SS e usando trabalho escravo dos campos de concentração.

Von Braun, como muitos dos cientistas nazis, pertenciam ao partido nazi e eram nazis convictos.

Isso apresentava um problema: a lei americana proibia expressamente a emigração de nazis para os Estados Unidos.

Isso significava que praticamente todos os cientistas, já em solo americano, teriam de ser expatriados de volta para a Alemanha. Quer o Departamento da Guerra quer a CIA não queriam perder o seu contributo, fruto de muitos projectos avançados que tinham decorrido na alemanha nazi.

Assim, o presidente Trumman autorizou o "projecto Paperclip" em 1946, o projecto para trazer cientistas alemães seleccionados para trabalharem para os Estados Unidos. No entanto, Trumman excluiu expressamente todos os que "tenham sido membros do partido nazi e mais do que participantes nominais nas suas actividades, ou apoiantes activos do nazismo ou militarismo".

A Agência de Investigação do Departamento da Guerra (JIOA), conduziu investigações sobre o passado dos cientistas. O seu director, Bosquet Wev, submeteu o primeiro lote de dossiers ao departamento da justiça para serem apreciados.

Os dossiers eram incriminadores. Samuel Klaus, o representante do departamento da justiça, afirmou que "todos os cientistas do lote eram nazis convictos". Os pedidos de visto de entrada foram recusados.

Wev reagiu mal. Considerava que a devolução à Alemanha dos cientistas iria constituir uma ameaça maior à segurança dos Estados Unidos do que mantê-los em território americano.

Quando o JIOA começou a investigar os nazis, Reinhard Gehlen, chefe da inteligência na frente leste, encontrou-se com Allen Dulles, o director da CIA. Dulles prometeu-lhe que a sua organização ficaria em segurança dentro da CIA.

Wev decidiu contornar o problema. Dulles mandou alterar os dossiers sobre os cientistas alemães, removendo-lhes quaisquer informações incriminatórias. Dulles integrou a organização de Gehlen na CIA, donde foi responsável por vários projectos de espionagem e relacionados com as experiências nazis durante a guerra.

A Inteligência Militar "limpou" os dossiers relativos aos cientistas. Em 1955, mais de 760 cientistas nazis tinham já cidadania americana, tendo-lhes sido dadas posições de relevo na comunidade científica americana. Muitos tinham sido membros do partido nazi e da Gestapo, e conduzido experiências em seres humanos nos campos de concentração, tinham usado trabalho escravo, ou cometido outros crimes de guerra.

Este "branqueamento" dos nazis foi mantido secreto até do presidente Trumman, ao ponto de este o negar em Potsdam, o que só serviu para exacerbar as suspeitas soviéticas.

Alguns exemplos destes cientistas:

ARTHUR RUDOLPH

Durante a guerra, Rudosph foi Director da fábrica Mittlewerk nos campos de concentração Dora-Nordhausen, onde 20.000 trabalhadores morreram de espancamentos, enforcamentos e fome. Rudolph era membro do partido nazi desde 1931.

O seu ficherio militar dizia em 1945 "100% nazi, do tipo perigoso, ameaça à segurança. Internamento sugerido".

O Dossier final do JIOA dizia: "nada no seu registo indica que tenha sido um criminoso de guerra ou um nazi convicto"

Ridolph recebeu cidadania americana e projectou mais tarde o Saturno V usado nas missões Apollo. Em 1984, o seu registo de guerra foi finalmente investigado, e ele fugiu para a Alemanha Ocidental.

WERNHER VON BRAUN

De 1937 a 1945, von Braun foi o director técnico de Peenemunde, onde o foguetão V2 foi desenvolvido. O seu dossier foi reescrito para que não surgisse o facto de ser um nazi fervoroso.

Von Braun trabalhou em mísseis guiado para o exército do EUA e foi mais tarde director do Marshall Space Flight Center da NASA . Emn 1970, tornou-se num dos administradores associados da NASA.

KURT BLOME

Um cientista nazi de alto nível, disse aos seus interrogadores militares em 1945 que tinha sido mandado em 1943 investigar o efeito de vacinas em prisioneiros dos campos de concentração. Foi julgado no Tribunal de Nuremberga, sob a acusação de ter praticado a eutanásia em prisioneiros doentes e conduzido experiências em seres humanos. Apesar de absolvido, as suas alegações prévias eram conhecidas, e era aceite a sua participação em experiências sinistras.

Dois meses depois do seu julgamento em Nuremberga, Blome foi entrevistado em Camp David, acerca de guerra bacteriológica. Em 1951, foi contratado pelo Corpo de guerra Qúimica do Exército dos EUA. O seu ficheiro não menciona o seu julgamento em Nuremberga.

MAJOR GENERAL WALTER SCHREIBER

O Tribunal Militar dos EUA em Nuremberga investigou provas sobre "Schreiber ter encarregado médicos de conduzir experiências nos prisioneiros dos campos de concentração e ter arranjado os fundos para financiar essas experiências". O Assistente da Acusação afirmou que Schreiber teria sido condenado se os soviéticos não tivessem retido as provas de 1945 até 1948 e as apresentado em tribunal.

Mais uma vez, o ficheiro de Schreiber não menciona este facto. Schreiber foi colocado na Escola de Medicina da Força Aérea em Texas. Quando estes dados foram tornados públicos, a JIOA tratou de lhe fornecer "visto e um emprego na Argentina, onde a sua filha vivia". Em 22 de Maio de 1952, fugiu para Buenos Aires.

HERMANN BECKER-FREYSING e SIEGFRIED RUFF

Estes dois, junto com Blome, pertenciam aos 23 acusados no Julgamento de Nuremberga àcerca dos "Casos médicos". Becker-Freysing foi condenado a 20 anos de prisão por conduzir experiências em prisioneiros de Dachau, tais como fazê-los passar fome e depois fazê-los beber à força água do mar que tinha sido quimicamente alterada para a tornar potável. Ruff foi absolvido (numa decisão muito renhida) de acusações de que ele tinha morto pelo menos 80 prisioneiros de Dachau em câmaras de baixa pressão para simular as condições a 20000 metros de altitude. Antes do seu julgamento, ambos foram pagos pela Força Aérea do Exército para escreverem relatórios acerca das suas experiências grotescas.

GENERAL REINHARD GEHLEN

Cinco anos depois do fim da guerra Gehlen continuava no seu escritório na Baviera, de onde dirigia a sua vasta rede de espionagem na Rússia. Os seus principais ajudantes eram nazis fervorosos que tinham cometido alguns dos mais horrendos crimes da Segunda Guerra Mundial. Gehlen e o seu conjunto de operacionais das SS foram contratados e rapidamente tornados membros da CIA após a entrega aos EUA da sua vasta documentação sobre a União Soviética.

Gehlen obtinha muito da sua informação por intermédio de uma das mais terríveis atrocidades da guerra: a interrogação, tortura e assassinato pela fome de cerca de 4 milhões de prisioneiros soviéticos. Prisioneiros que se recusassem a colaborar eram frequentemente torturados ou sumariamente executados. Muitos foram executados mesmo depois de terem dado as informações, outros eram simplesmente deixados a morrer de fome. Gehlen e a sua organização manobraram, portanto, para serem capturados pelos americanos, dois meses antes do fim da guerra, após terem microfilmado os seus ficheiros e escondido-os nos alpes austríacos.

O general William Donovan e Allen Dulles da CIA foramalertados sobre a rendição de Gehlen e a sua oferta de um emprego em troca da sua informação sobre os soviéticos. A CIA disputou com a inteligência militar o controlo de Gehlen e da sua rede. Dulles arranjou instalações para uma rede privada de espionagem na Alemanha Ocidental, e chamou-a de Organização Gehlen. Gehlen prometeu não contratar nenhum ex membro das SS, SD, ou Gestapo, mas contraou-os à mesma e a CIA nada fez para o impedir. Dois dos primeiros recrutados foram Emil Augsburg e Dr. Franz Six, que tinham feito parte dos eizatzgruppen, que matavam judeus, intelectuais e simpatizantes soviéticos sempre que os encontrassem. Outros dos primeiros recrutados foram Willi Krichbaum, lider da GESTAPO para a frente leste e os chefes da GESTAPO de Paris e Kiel.

Com o encorajamento da CIA, a Organização Gehlen e Licio Gelli estabeleceram "caminhos de fuga" para tirar os criminosos de guerra nazis da Europa para que nãop fossem perseguidos.Estabelecendo campos de trânsito e emitindo passaportes falsos, a Organização Gehlen ajudou mais de 5.000 nazis a sair da Europa e restabelecerem-se por todo o mundo, especialmente na América do Sul e Central. Lá, criminosos como Klaus Barbie (o carniceiro de Lyons) ajudaram os governos a criarem esquadrões da morte no Chile, Argentina, El Salvador e outros.

KLAUS BARBIE

Conhecido como o Carniceiro de Lyons, durante a Segunda Guerra, Barbie fez parte do grupo das SS responsável pela morte de milhares de franceses durante a ocupação alemã.

HEINRICH RUPP

Parte do melhor trabalho de Rupp foi feito para a CIA, depois de ser importado através da Operação Paperclip. Rupp foi condenado por fraude bancária. Tinha sido um operacional da CIA e participado em vários escândalos financeiros. Estaria envolvido, junto com o director da CIA William Casey, então o gestor de campanha de Reagan e Donald Gragg, actualmente embaixador na Coreia do Sul, em três reuniões em Paris para sabotar a reeleição de Jimmy Carter fazendo atrasar a libertação dos refêns no Irão. Os refês, foram libertados em 20 e Janeiro de 1981, imediactamente após Reagan e Bush entraram em funções. Ao Irão, foi prometida a devolução dos bens iranianos congelados, bem como o estabelecimento da operação Irão-Contra.

LICIO GELLI

A história deste sinistro personagem daria um ou mais livros. Basta resumir:

Chefe da Operação Gladio

Era agente duplo da CIA e da KGB

Fundou e dirigiu a Loja Maçónica P2, que recebia uma verba de 10 milhões de dólares mensais da CIA.

Tinha ligações de membros altamente colocados na Máfia, no Vaticano, e era colega de Mussolini. Tinha relações com Roberto Calvi, chefe do Banco do Vaticano. Calvi foi assassinado.

Calvi e outros da sua Loja estiveram por detrás do assassinato do papa João Paulo I.

Ele, Klaus Barbie e Einrich Rupp encontraram-se com Reagan no Uruguai para preparar o fornecimento de mísseis Exocet à Argentina.

Ajudou a criar as Brigadas Vermelhas na Itália, e espiava os seus membros e trabalhava para os nazis ao mesmo tempo.

Foi convidado de honra da tomada de posse do presidente Reagan.

Era amigo pessoal do papa Paulo VI, de Juan Péron e do Muhamar Kaddafi, enquanto colaborava no financiamento da campanha de George Bush.

Os seus crimes são demasiado numerosos para poderem ser relatados aqui.

Dr. HUBERTUS STRUGHOLD

Mais um médico ligado às experiências com prisioneiros em Dachau.

Como chefe do Instituto de Medicina Aeronáutica da Luftwaffe, participou em 1942 numa conferência que discutiu experiências levadas a cabo em prisioneiros. As experiências incluíam a imersão em água gelada, sujeição a câmaras pressurizadas, ingestão de água do mar, etc. Strughold tinha aformado desconhecer estas experiências até ter sido informado delas depois da guerra.

Foi nomeado director do Departamento de Medicina Espacial na Escola de Medicina Aeronáutica.



Alguns cientistas alemães da Operação Paperclip
Na sequência de um protesto da Alemanha Ocidental, de que os esforços dos EUA teriam privado a Alemanha das suas capacidade científicas (ninguém falou em nazis), o Projecto Paperclip foi oficialmente encerrado. Mas, como pode ver pela organização então criada, nada mudou. Os nazis tornaram-se operacionais da CIA, envolvidos em operações clandestinas por todo o mundo, trabalhando directamente com George Bush, a CIA e Henry Kissinger, bem como com a Loja Maçónica P2.

Mas isto é apenas um dos resultados da Operação Paperclip.

Operação MK-ULTRA

Outro projecto secreto que surgiu de Paperclip foi o MK-ULTRA.

Foi criado um laboratório secreto pelo director da CIA, Allen Dulles, em Montreal, dirigido pelo psiquiatra Dr. Ewen Cameron. A ironia está em Cameron ter sido um membro do Tribunal de Nuremberga para julgar os casos contra os médicos alemães.

Foi o projecto de Richard Helmes, mais tarde director da CIA. Dedicado à pesquisa de técnicas de "lavagem cerebral", MK-ULTRA tinha ligações com a pesquiza de guerra química e bacteriológica, conhecida como MK-DELTA.

Os "médicos" que participaram nestas esperiências usaram as mesmas técnicas dos "médicos" nazis. As técnicas usadas por Cameron incluíam electro-choques, privação de sono, implantes de memória, apagamento de memórias, experiências com drogas psicoactivas, e muitas mais práticas crueis.

Alguns outros nomes de cientistas nazis alemães:

Bernhard Tessman - Chefe dos projectistas em Peenemunde, ajudou a esconder 14 toneladas de documentos nos últimos meses da guerra, mais tarde recuperados, na sequência da sua rendição junto com Von Braun aos americanos. Mais tarde, foi Vice-Director do Centro Espacial Marshal da NASA

Alexander Martin Lippisch - O génio da aeronáutica alemã, projectista do avião-foguete Messerchmit 163 - Komet e de vários modelos revolucionários de aviões delta. Foi o responsável por diversos projectos de aviões com asas delta, principalmente na Convair, incluindo o F102 Delta Dagger, o F106 Delta Dart e o B58 Hustler.

Hans Joachim Pabst von Ohain - Um dos primeiros "inventores" do motor a jacto. Trabalhou para a Força Aérea dos Estados Unidos, na base aérea Wright-Patterson. Foi nomeado director do Laboratório de Pesquisa Aeronáutica da Força Aérea e em 1975 era o cientista chefe chefe da divisão de propulsão aérea.

Kurt Lehovec - um dos cientistas pioneiros na pesquisa e construção dos circuitos integrados. Lehovec é Professor Emeritus da Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles.

A Operação Paperclip não foi um caso único. Também houve uma operação semelhante, para recuperar os cientistas japoneses responsáveis pelas "experiências" de guerra química e bacteriológica nos cidadãos chineses, a recuperação da ultra-secreta e sinistra Unidade 731.

Aprendemos, assim, que os nazis, supostamente derrotados na Segunda Guerra Mundial, não só não foram castigados pelos seus crimes como passaram a ocupar cargos de relevo em áreas estratégicas nos países americanos. Nos Estado Unidos, dirigiram a NASA, foram figuras de destaque na CIA e na máquina político-partidária.

Foram, ou são?

sábado, 1 de maio de 2010

Stephen Hawking diz que humanidade deve evitar contato com alienígenas





Alienígenas predadores

O renomado físico britânico Stephen Hawking sugeriu que os seres humanos devem evitar fazer contato com seres extraterrestres.

Em uma série de documentários a ser exibida em maio no Discovery Channel, Hawking diz que é "perfeitamente racional" acreditar que pode existir vida fora da Terra, mas adverte que os alienígenas podem simplesmente roubar os recursos do planeta e irem embora.

No passado, foram enviadas sondas para o espaço levando artefatos com diagramas e desenhos mostrando a localização da Terra.

Exemplo humano

"Se os alienígenas nos visitassem, as consequências seriam semelhantes às (que aconteceram) quando (Cristóvão) Colombo desembarcou na América, algo que não acabou bem para os nativos", afirma.
"Nós só temos que olhar para nós mesmos para ver como vida inteligente pode evoluir para alguma coisa que não gostaríamos de encontrar."

Aparência dos ETs

Hawking diz que a probabilidade matemática é de que existam seres vivos em outros lugares do universo mas "o verdadeiro desafio é imaginar como poderia ser a aparência dos alienígenas".

O programa especula sobre várias espécies de extraterrestres, inclusive herbívoros de duas patas e predadores semelhantes a lagartos.

Hawking admite, contudo, que a maior parte dos seres em outras partes do universo provavelmente não passará de micróbios.

Vida fora da Terra

Em uma série exibida recentemente na TV da BBC - Wonders of the Solar System (Maravilhas do Sistema Solar) - o físico britânico da Universidade de Manchester, Brian Cox, também sugeriu que pode haver vida em outra parte do nosso sistema solar.

Segundo Cox, pode haver organismos sob a camada de gelo que envolve Europa, uma das luas de Júpiter. A sonda Cassini identificou "ingredientes da vida" na lua Encélado, de Saturno.

Cox afirmou que aumentam os indícios de que pode haver vida em Marte. "Nós só saberemos com certeza quando a próxima geração de naves espaciais, adaptadas para procurar vida, for lançada para as luas de Júpiter e as planícies áridas de Marte nas próximas décadas." Cientistas brasileiros também afirmam que é possível haver vida na lua de Saturno.

O Dr. David Kipping, da Universidade College London, defende que vida fora da Terra pode estar nas luas dos planetas extrassolares.

Cientistas austríacos estão estudando as possibilidades da existência de vidas exóticas no espaço, diferentes da vida que conhecemos na Terra.

Em uma reunião internacional, que juntou 2 mil astrônomos de 70 países no Rio de Janeiro em 2009, defendeu-se que a busca por vida fora da Terra será o foco das pesquisas espaciais no futuro próximo.