Google+ Badge

sexta-feira, 30 de abril de 2010

A guerra contra o patrimônio público



Muito além da pseudoeficiência privada

O sistema econômico capitalista tem entre suas características fundamentais a do desenvolvimento desigual entre as nações. No seu processo de expansão, formou-se um centro (Europa, Estados Unidos da América do Norte e Japão -Ásia) e uma periferia (o resto do mundo). Esta é composta por nações que foram colonizadas e, salvo exceções, mesmo depois da proclamação da "independência" se mantiveram integradas de modo subordinado ao centro imperialista do sistema.

Por essa razão, nessas nações, como é o caso do Brasil, a burguesia foi gerada pelo capital externo e pelo latifúndio, sendo dependente e associada ao capitalismo central, incapaz de formular ou aderir a um projeto de desenvolvimento nacional autônomo, do tipo "O capital se faz em casa", como descrevia Barbosa Lima Sobrinho o modelo japonês.

Os setores médios é que historicamente se preocuparam em romper ou pelo menos reduzir a dependência do nosso país. A partir da Revolução de 30, esses setores conseguiram avanços significativos, quando, nos dois governos de Getúlio Vargas (1930-1945 e 1951-1954) se estruturou um setor econômico estatal forte e de base, abrangendo a siderurgia (CSN, Usiminas, Vale do Rio Doce), extração de combustível fóssil (Petrobras) energia elétrica (Eletrobras), Finanças (Banco do Brasil). No caso do BB, houve fortalecimento e redirecionamento de seus programas de financiamento, pois o banco fora criado já em 1808 por dom João VI, quando a Corte portuguesa se instalou no Brasil, fugindo da invasão napoleônica.

Só foi possível a criação de empresas estatais sólidas com investimento público. Como os recursos públicos advêm da arrecadação de tributos, nada mais verdadeiro que definir que elas são patrimônio do povo brasileiro.

A guerra contra o patrimônio público

O capital estrangeiro imperialista e seu sócio interno, a grande burguesia brasileira, nunca aceitaram essa estratégia. Sempre escamoteando suas verdadeiras razões, golpearam o segundo governo de Vargas em nome do combate à corrupção (1954) e o governo de João Goulart (1964), para debelar o risco de implantação de uma república sindicalista e impedir o avanço do comunismo. Como sabemos, o verdadeiro motivo em todas essas ocasiões foi a eliminação dos obstáculos à plena dominação da economia brasileira, entre os quais o "estado-empresário".

A ditadura militar (1964-1985) preparou o terreno para o profundo ataque que viria a seguir, especialmente a partir do governo Collor de Melo (escancarou as portas do país, eliminando o pouco de legislação protetora da economia brasileira que ainda existia e privatizou a Usiminas), Itamar Franco (privatizou a CSN) e Fernando Henrique Cardoso. Este foi fundo, completando a privatização das siderúrgicas (Vale do Rio Doce, maior exportadora de minérios do Mundo), a distribuição de energia elétrica, o sistema de telecomunicações, as rodovias, a terceirização de serviços públicos, etc. Ironicamente, FHC fora um dos formuladores da Teoria da Dependência, mas logo que assumiu o governo pediu que esquecessem o que ele escrevera e passou a cometer o que Barbosa Lima Sobrinho costumava classificar em seus artigos, de crime de lesa-pátria.

A alegação dos governos privatistas, especialmente de FHC, era de que os recursos serviriam para reduzir a dívida pública e melhorar os serviços públicos. Ocorreu exatamente o contrário. As privatizações geraram em seu governo 76,61 bilhões de dólares, mas a dívida pública, que era de 60 bilhões de dólares em julho de 1994, pulou para 245 bilhões de dólares em novembro de 1998. Ou seja, o patrimônio público diminuiu e a dívida aumentou.

Não poderia ser diferente, pois os criminosos aceitaram que compradores pagassem parte do valor devido com as chamadas "moedas podres", que são títulos da dívida pública com valor zero ou próximo disso no mercado e aceitos pelo valor de face para a compra de empresas do Estado. Outra parte da compra foi financiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Quer dizer, recursos públicos sendo utilizados por empresas privadas, inclusive estrangeiras, para adquirir patrimônio público.

O que mudou?

Apesar do discurso de campanha do presidente, a realidade é bem outra. No governo de Lula, tanto no primeiro como no segundo mandato, foram privatizados bancos estaduais, a exemplo do Banco do Estado do Ceará e Banco do Estado do Maranhão, a privatização de estradas, que fere frontalmente o direito constitucional de ir e vir, se ampliou e também foram mantidos os leilões de campos petrolíferos, o que enfraquece a Petrobras. Sem falar na terceirização de serviços públicos, canal de repasse de dinheiro público para enriquecimento de empresas capitalistas.

Mas a burguesia não abre mão de ter a propriedade direta dos bens econômicos do Estado. Quando seus representantes instalam a CPI da Petrobras, seu objetivo não é exatamente o de moralizar a gestão, de pôr um fim à corrupção, nada disso, pois em corrupção eles são mestres ou doutores. É de propor sua privatização, sob a alegação de uso político, desvio de recursos, etc. Como se a empresa privada fosse modelo de boa gestão e honestidade. E os balanços fraudulentos? E os desvios de recursos para contas privadas? E a contaminação do leite, etc. etc.?


FONTE: http://www.averdade.org.br/modules/news/article.php?storyid=105

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Sobre o Recrutamento de Membros para a Maçonaria








A maçonaria, uma irmandade secreta, usa clubes sociais tais como o Kiwanis International, Rotary International e outros como organizações alimentadoras ou centros de recrutamento para alistar novos membros em acréscimo a orientações pelos seus próprios membros. No topo do espectro secreto estão três organizações inter-relacionadas que capitalizam em seu relacionamento reservado com todo o universo da maçonaria. O grupo fundador na Alemanha (Illuminati – Universidade de Ingolstadt), o grupo americano (Sociedade Skull and Bones – Universidade de Yale. NOTE: George H. Bush, William Clinton e George W. Bush são todos membros), e o Grupo Inglês (Cecil Rhodes Scholars – Oxford University. NOTE: O Primeiro-Ministro da Inglaterra, Tony Blair, é um membro desse grupo.) estão inter-relacionados. Não é de se surpreender que tanto Clinton quanto Bush tenham camaradagem com Blair.

Há mais de 8,400 clubes Kiwanis com mais de 600,000 membros em mais de 70 nações e áreas geográficas. Ele foi fundado em 1915 e situado em Indianapolis, Indiana. Como uma organização de serviço eles se comprometeram a um objetivo mais ilustre, iluminando os efeitos devastadores de desordens por deficiência de iodo (IDD). A sociedade consiste de negócios ativos ou isolados e homens e mulheres profissionais. A media de um membro dos Kiwanis é 55.1 anos, um curso superior, casado e uma dona de casa. Ele ou ela é um proprietário ou gerente de uma firma em $25 millhões ou menos.

Rotary International é uma organização de negócio e líderes profissionais unidos por todo mundo com um propósito declarado de prover serviço humanitário, encorajando altos padrões éticos em todas as vocações, e ajudando a construir boa vontade e paz no mundo. Em mais de 160 países do mundo todo, aproximadamente 1,2 milhões de Rotarianos pertencem a mais de 30,000 Rotary clubs. Os Rotary clubs do mundo encontram-se semanalmente e são não-políticos, não-religiosos e abertos a todas as culturas, raças e credos.

Por toda sua história, Rotary International tem colaborado com muitas organizações cívicas e humanitárias bem como agências do governo de várias nações em seus declarados esforços para aprimorar condição humana. Um excelente exemplo do que essas parcerias podem efetuar pode ser encontrado no ambicioso programa PolioPlus do Rotary. Lançado em 1985 em acordo com a Organização Mundial de Saúde, o Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC) e UNICEF.

O Rotary tem tido um relacionamento especial com as Nações Unidas por mais de meio século. Em 1945, a Conferência da Carta das Nações Unidas em San Francisco, California, USA, quase 50 Rotarianos serviram como delegados, conselheiros e consultores. E a United Nations Educational, Scientific, and Cultural Organization (UNESCO), estabelecida um ano depois, pode traçar suas origens em uma conferência do Rotary promovendo intercâmbio cultural e educacional internacional que foi organizado em Londres em 1943. Em 1946, o mesmo ano em que a UNESCO veio à existência, foi garantido ao RI status de organização não-governamental (ONG) com as Nações Unidas e a UNESCO. Hoje, um número crescente de projetos são implementados em colaboração com agências das Nações Unidas por todo o mundo. Trabalhando com a UNAIDS, Rotary clubs promovem consciência e prevenção da AIDS. Os Rotary clubs venezuelanos estão trabalhando com a assessorial de campo da FAO para aumentar a produção de vegetais e galinhas. Os Rotary clubs nigerianos estão trabalhando com o Fundo de População das Nações Unidas para expandir uma educação material e programa de fazer espaço infantil. Na Polônia, o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas ajudou os Rotary clubs de Warsaw e Duluth, Minnesota, USA, a criar um programa de especialização em empreendimento conjunto.

Representantes do Rotary são apontados pelo presidente do RI elevar a consciência e reconhecimento dos programas do Rotary, políticas e atividades no interior da comunidade internacional. Os representantes do RI, baseados nas maiores cidades ao redor do mundo, monitoram a maioria dos eventos e encontros, trocando informação e agindo como ligações.

Atualmente, os representantes do RI são nomeados para:

As Nações Unidas (New York, Geneva, Vienna)
UNESCO
Conselho da Europa
Organização da Unidade Africana
UNCHS/Habitat and UN Environmental Programme
UN Food and Agriculture Organization and the World Food Programme (FAO)
Banco Mundial
Organização dos Estados Americanos

Os representantes freqüentemente tomam medidas antecipadas em eventos que são relacionados às atividades do Rotary ou atividades ou ênfases de programa. Nos últimos dois anos, o Rotary apresentou exemplos de seu trabalho humanitário em numerosos eventos, incluindo:

EXPO 2000, Hannover, Germany — Junho a Outubro de 2000
Second World Water Forum, The Hague, Netherlands — Março de 2000
UN Commission on the Status of Women, New York, NY, USA — Março de 2000
Hague Appeal for Peace, The Hague, Netherlands — Maio de 1999
Global Meeting of Generations, Washington, D.C., USA — Janeiro de 1999
WHO Executive Board Meeting, Geneva, Switzerland — Janeiro de 1999
UN General Assembly Special Session on Narcotics (UNDCP), New York, NY, USA — Junho de 1998
Seventh Conference of Ministers of Education of African Member States (MINEDAF VII), Durban, South Africa — Abril de 1998
UN Commission on Sustainable Development, New York, NY, USA — Abril de 1998
UNESCO/International Literacy Institute (ILI) Literacy Forum, Dakar, Senegal — Março de 1998

O Rotary experimentou um repentino crescimento no começo dos anos 90 quando se expandiu nos países do antigo bloco soviético seguindo o colapso do Muro de Berlim e a União Soviética. No começo de 1989, clubes na Europa Central e Oriental que tinham sido separadas por mais de 50 anos foram restabelecidos, e o primeiro Rotary club russo foi decretado em 1990.

A franco-maçonaria contemporânea se tornou estabelecida durante a breve parte do século XVIII na Inglaterra. Eles, porém, produziram uma história retornando à construção do Templo de Salomão. Nos dias atuais, a franco-maçonaria é uma usurpação do sistema de guilda europeu da Idade Média.

A descrença permanente como o único fator importante trabalhando em favor da franco-maçonaria. As pessoas decentes acham incompreensível que ali poderia haver indivíduos tão maus conforme tentam tomar o controle do mundo em benefício de Lúcifer. Na Franco-maçonaria tudo tem um duplo sentido. Assim, o candidato está praticando o ocultismo durante seu trabalho de grau sem saber. Falsas interpretações são dadas a ele para preveni-lo de suspeitar do ofício ser algo menos "honestamente." Um outro fator é que raramente, se sempre, faça qualquer coisa escondida sob seu próprio nome. Com vistas a avançar sua agenda, estabelece outras organizações, para as quais dá tarefas especiais. – Somente o 30º até o grau 33 da franco-maçonaria são secretos aos objetivos Luciferianos..

B'nai B'rith: Uma Ordem Maçônica secreta significando "Irmãos do Pacto" – (Samir Raafat, Insight Magazine, March 1, 1999). As similaridades físicas entre salas maçônicas e lojas da B'nai B'rith –uma organização Judaico-Sionista moldada sob o modelo Maçônico– são tão óbvias para alguém não confundir as duas. Seguindo a criação do Estado de Israel em 1948, foi aberta temporada para oponentes da franco-maçonaria perseguir suas reivindicações que os halls maçônicos eram subversivos e perigosos, empenhados em minar o nacionalismo e patriotismo árabe. Não distante as campanhas de calúnia anti-maçonaria propagandas pelo Vaticano na metade do ultimo século e começo desse agora, artigos pipocaram no pós 1948 Mundo Árabe "provando" a conexão entre Sionismo e Franco-maçonaria.




Esta é uma teoria da conspiração. Não há reivindicação se isto não é verdade. A Conspiração do flúor é uma cortina de fumaça por trás da maior conspiração(a do sal iodado) Os conspiradores do Governo Mundial conseguiu pagar para os banqueiros para promoverem o comprimido de Iodeto de Potássio para proteger contra a radiação nuclear. Este tablet KI (iodeto de potássio) é venenoso e causa depressão que pode levar ao uso de drogas, ganho de peso, perda de peso além de deficiência e retardo mental.

Problemas na infância: a deficiência de Iodo aumenta a mortalidade infantil; diminuição na capacidade de trabalhar e aprender. Devido aos problemas decorrentes da carência de iodo no nosso organismo, podem ocorrer atrasos no desenvolvimento social e econômico de toda a comunidade que apresenta altos índices de DDI, prejudicando a qualidade de vida destas pessoas e das gerações futuras. 


Quais as vantagens do sal marinho natural?

O sal marinho contém cerca de 84 elementos benéficos à saúde que são eliminados ou extraídos para a comercialização durante o processo industrial para a produção do sal refinado.
O sal marinho, não lavado, contém iodo de fácil assimilação e em quantidades ideais.
Não é necessário usar uma grande quantidade de sal marinho na dieta, pois o teor de sódio deste sal é menor que no refinado, que possui elevadas concentrações de sódio sob a forma de cloreto. Isto pode ser verificado provando-se os dois. O sal refinado produz uma sensação desagradável devido a sua concentração, ao passo que uma pedrinha de sal marinho é agradável ao paladar.

E se eu não encontrar no supermercado, como farei para obter o sal marinho?

Você pode comprar o sal marinho grosso (aquele usado em churrascos), bater no liqüidificador e depois passar por uma peneira.

O que pode significar na minha vida esta mudança alimentar?

Saúde: Melhor controle da pressão arterial, ingestão barata de minerais essenciais à saúde, além de evitar se “envenenar” com as maciças doses de aditivos usadas no sal refinado industrializado.

A princípio, parece um exagero lhe propor mais esta mudança na sua rotina de vida. Mas trata-se de um detalhe que pode mudar sua vida quando aliado a outras dicas saudáveis que mensalmente você tem o privilégio de receber como um presente do Jornal Centro em Foco.
Agora que você conhece os perigos do sal refinado industrializado, afaste este mal da sua vida.



sábado, 17 de abril de 2010

O Vaticano e as Sociedades Secretas










O plano dos Mestres dos Illuminati, os criadores e principais promotores do Plano da Nova Ordem Mundial é infiltrar o Vaticano e fazer com que um de seus homens chegue a papa, torne-se líder de uma Religião Global Unificada e depois destrua a Igreja Católica e todo o cristianismo. Evidências alarmantes que esse objetivo já pode ter sido atingido e que diversos ocupantes de cargos da alta hierarquia católica sejam membros de sociedades secretas ocultistas!

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma

Agora você está com a
"THE CUTTING EDGE"

(Transcrição de um programa de rádio)

Aqui é David Bay, diretor de Old Path Ministries.

E este é The Cutting Edge, um programa de rádio dedicado a exortar e informar o povo de Deus. Estamos comprometidos com o estudo e exposição da imutável, inerrante e inspirada Palavra de Deus. As visões expressas aqui são nossas e não são necessariamente compartilhadas por esta emissora.

A falência moral de nossa sociedade está bem comprovada.

Poucas pessoas compreendem por que falimos moralmente. No entanto, quando olhamos para a sociedade com os olhos de Deus, por meio da Bíblia, podemos facilmente compreender a razão de estarmos enfrentando problemas sem precedentes. O estudo da nossa sociedade por meio dos olhos de Deus é o que sempre tentaremos fazer aqui; fique conosco para aprender algumas verdades esclarecedoras.

Vimos anteriormente os vínculos entre as sociedades secretas e a implementação da Nova Ordem Mundial. Estudaremos hoje como o Vaticano está sendo controlado por essas sociedades secretas, à medida que agem para completar a Religião da Nova Ordem Mundial, que acreditam ser uma parte indispensável da Nova Ordem Mundial. Os escritos da Nova Era deixam bem claro que essa Religião da Nova Ordem Mundial, como a chamam, será uma religião ocultista, que restaurará as Antigas Religiões de Mistério da Babilônia e do Egito e que destruirá totalmente o cristianismo. O Vaticano está agora liderando a investida.

Estaremos discutindo esse assunto a partir de várias fontes:

The Broken Cross, de Peirs Compton, 1981. Esse autor é um sacerdote católico que tornou-se totalmente desanimado com o estado atual da Igreja Católica.

A Conspiração Ocultista: A História Secreta dos Místicos, Templários, Maçons e das Sociedades Ocultistas, de Michael Howard, editora Campus, Série Somma, tradução para o português de Ivo Korytowski. Howard é um autor de Nova Era (leia a resenha).

Behold a Pale Horse, livro do autor cristão de Nova Era Bill Cooper, publicado em 1991 (leia a resenha).

Vejamos primeiro The Broken Cross:

Compton é um ex-editor de um jornal católico, The Universe. Ele rastreia a alegada infiltração de igreja romana pelos Iluministas. O autor é um católico tradicional e ainda praticante, que escreveu esse livro como um protesto pelo fato de a Igreja Católica abandonar seus ensinos sobre a doutrina cristã. "Há uma sensação que nossa civilização está correndo perigo mortal... A civilização declina quando a razão é virada de cabeça para baixo, quando o egoísmo e a depravação, o feio e o corrupto são promovidos como as normas das expressões sociais e culturais... quando o mal, sob diversas máscaras toma o lugar do bem."

"... Nunca antes o homem foi deixado sem um guia, uma bússola... divorciado da realidade... sem religião." [págs. 1-3].

Em seguida, Compton relaciona alguns erros da Igreja Católica nos anos recentes:

Declínio na crença nos absolutos [págs. 2-3].

Sua prontidão para contemporizar com a perversidade neste mundo (pág. 3).

Pregação do humanismo em nome da caridade cristã [pág. 3].

Deixar de ser a inimiga inflexível do comunismo e começar a participar em diálogos de contemporização, contribuindo assim para a ruína da sociedade.

Abrir mão do credo em um Único Deus Verdadeiro nos céus pelo falso credo que existem muitos deuses nos céus e na Terra [pág. 3].

Compton então faz a pergunta crítica — "O que causou as mudanças na Igreja?" Após reconhecer que a maioria das pessoas naturalmente rejeita a idéia de uma "conspiração", o autor afirma:

"Vemos... a operação de um longo e deliberado esquema para destruir a Igreja a partir de dentro. Todavia, existem mais provas de todo tipo para a existência dessa conspiração do que há para alguns dos fatos comumente aceitos da história... Esquemas secretos, ocultos... dos acadêmicos... e da mente pública, foram a... força de direção de grande parte da história." [pág. 4].

"O desejo pelo domínio mundial, seja pela força das armas, da cultura ou da religião, é tão antiga quanto a história..." [pág. 5].

Após rastrear algumas tentativas da tomada do controle do papado por elementos não-cristãos, Compton começa a falar sobre Adam Weishaupt, o sacerdote jesuíta que criou os Mestres dos Illuminati. Compton diz: "... Adam Weishaupt podia ver as possibilidades diante de si com uma mente militar. Ele tinha ímpeto e visão. Conhecia o valor da surpresa, que está firmada nos segredos... Ele podia misturar a humanidade em um todo... suprimir o dogma... O estado ideal que Weishaupt tinha em mente estava... fundado no sonho impossível da perfeição humana... Em 1 de maio de 1776, a sociedade secreta que iria afetar profundamente grande parte da história subseqüente veio a existência com o nome de Illuminati". [Iluministas].

"Os Illuminati tinham um plano... decidiram em uma linha de conduta muito ambiciosa. Ela iria formar e controlar a opinião pública. Combinaria as religiões, dissolvendo todas as diferenças de crença e ritual que as mantinham separadas; tomaria o controle do papado e colocaria um agente seu no Trono de Pedro." [págs. 7-8].

Em 1818, um membro dos Illuminati, Nubius, disse que o objetivo dos Illuminati era "a aniquilação total do catolicismo e, posteriormente, de todo o cristianismo". Se o cristianismo sobrevivesse, mesmo que fosse sobre as ruínas de Roma, tempos depois, poderia renascer e viver." [pág. 13] Posteriormente, examinaremos os mesmos objetivos, conforme expressos no livro de Nova Era de Michael Howard, A Conspiração Ocultista. Compton continua a citar as explicações de Nubius sobre a necessidade de os Illuminati infiltrarem-se no papado:

"O papa... nunca ingressará em uma sociedade secreta. Portanto, as sociedades secretas têm a obrigação de fazer o primeiro avanço em direção à Igreja Católica e ao papa, com o objetivo de conquistar ambos." [pág. 13].

Isso nada mais é do que a decisão dos Iluminati de se infiltrarem no papado. O objetivo desde o princípio (1776) era plantar um Iluminista jurado no papado, sem que o povo católico saiba que isso aconteceu. Nubius então reconheceu que esse processo pode levar muitos, muitos anos. Ele previu a necessidade de infiltração e tomada do controle dos conventos e dos seminários, para ganhar as mentes das freiras e, especialmente, dos sacerdotes, que ascendem depois ao cardinalato. São os cardeais que elegem o papa. [págs. 12-15].

Como Weishaupt foi financeiramente apoiado em seus planos de estabelecer os Mestres dos Illuminati? Compton explica:

"Weishaupt recebeu o apoio financeiro... de um grupo de banqueiros ligados à Casa de Rothschild. Foi sob a direção deles que os planos de longo prazo dos Illuminati foram traçados..."

Em seguida, Compton confirma a natureza espiritual desse plano dos Illuminati de implantar a Nova Ordem Mundial:

"A afirmação de ser possesso por uma influência do outro mundo pode não ser inteiramente falsa... ter os testes que tornavam um Illuminati de puro sangue (a cerimônia ocorria à noite, em uma cripta, nas imediações de Frankfurt)..." [págs. 8-9].

Lembre-se da nossa discussão anterior em outro artigo, sobre as iniciações realizadas na sociedade secreta norte-americana Caveira e Ossos, da qual o ex-presidente George Bush é membro? [Nota de A Espada do Espírito: Veja os detalhes lendo o artigo Sociedades Secretas Mataram o Senhor Jesus Cristo, Parte 2 de 2] Ela também realiza suas iniciações em uma cripta, no meio da noite.

Compton então revela a longevidade e a influência das sociedades secretas:

"A força peculiar das sociedades secretas sempre foi o segredo... Algumas vezes elas tinham um significado ocultista afetado, que... geralmente levava-os a introduzir... ritos absurdos e desagradáveis de iniciação. Havia um círculo de Iluministas que persuadia os candidatos a entrar em uma banheira com água... puxando-os por meio de um cordão que era amarrado em seus genitais... Era essa obsessão sexual pervertida que fez alguns dos discípulos de Weishaupt se submeterem à autocastração." [pág. 11].

Trevor Ravenscroft, em seu livro The Spear of Destiny [leia a resenha] informa que o último ato oficial de Eckart, da Sociedade de Thule, foi castrar magicamente Adolf Hitler. Esse ritual teve o efeito de tornar Hitler em um dos maiores assassinos sadistas da história. Bill Cooper, em seu livro Behold a Pale Horse, diz que a sociedade Caveira e Ossos inicia seus membros por meio de uma fita colocada em volta de seus genitais. Isso novamente vincula os Mestres dos Illuminati, a Sociedade de Thule e a Caveira e Ossos.

Compton registra mais da influência ocultista dos Mestres dos Illuminati: "... Alguns ritos e símbolos derivavam de um significado inegável daquilo que geralmente é chamado Magia Negra, ou da invocação de um poder satânico cuja potência é como um raio sinistro..."

"Por meio dos símbolos... um homem é guiado e comandado... Os Iluministas faziam uso de... uma pirâmide, ou triângulo, que há muito tempo é conhecido entre os iniciados como um sinal da fé mística, ou solar. No topo da pirâmide, ou algumas vezes, na base, havia, ou na verdade, ainda há, a imagem de um olho humano separado, que é chamado de olho aberto de Lúcifer, a estrela da manhã..."

"A pirâmide era um dos símbolos que representava a deidade desconhecida e sem nome nas seitas pré-cristãs. Séculos mais tarde, ela foi ressuscitada como um símbolo da destruição da Igreja Católica; e quando a primeira fase dessa destruição foi implementada... por aqueles que tinham se infiltrado e ocupado algumas das mais altas posições na hierarquia da Igreja, eles a reproduziram como um sinal de seu sucesso."

E quando isso aconteceu? Em 1976, exatamente 200 anos após Weishaupt iniciar seu plano de infiltrar o papado, colocando um Iluminista como papa. Compton continua:

"O Olho Que Tudo Vê dentro de uma pirâmide contemplava do alto as multidões que se reuniam para o Congresso Eucarístico da Filadélfia em 1976. Ele foi usado pelos jesuítas que editaram o anuário da Sociedade; e apareceu em uma série de selos que o Vaticano lançou em 1978." [págs. 10-11].


O autor cristão de Nova Era, Bill Cooper, confirmou esse fato chocante para mim em uma conversa telefônica.

Compton continua:

"O Olho, que pode ser rastreado até os adoradores da lua na Babilônia, ou astrólogos, veio a representar a Trindade Pagã Egípcia de Osíris, o sol; Ísis, a deusa da lua; e o filho deles, Hórus..." [págs. 11-12].

A pirâmide e o Olho Que Tudo Vê são realmente antigos símbolos ocultistas. O livro satânico Magic Symbols [Símbolos Mágicos], demonstra claramente esse fato na página 140-141. Para comprovar o fato que a Igreja Católica Romana tinha utilizado o Olho Que Tudo Vê e a Pirâmide em seus escritos, viajei até Filadélfia, na Pensilvânia, e visitei o Seminário Católico de São Carlos. Na Biblioteca Memorial Ryan, encontrei um livro intitulado Symbols in the Church (Símbolos na Igreja). Os autores descrevem o propósito do livro, "Este livro tem o objetivo de orientar os artistas e artífices eclesiásticos de todos os gêneros... que estejam interessados... na decoração das igrejas e dos objetos litúrgicos..." Em outras palavras, era um livro oficial dos símbolos autorizados que poderiam ser usados para criar literatura ou obras pictóricas que seriam aceitáveis para a liderança católica romana. Assim, fiquei chocado ao descobrir o Olho que Tudo Vê dentro de uma pirâmide, na página 27. Esse Olho Que Tudo Vê estava na seção de símbolos que representam Deus, o Pai. No entanto, esse símbolo não era o símbolo pagão de Deus olhando dos céus para os assuntos humanos; em vez disso, era o símbolo pagão do homem aperfeiçoando-se para chegar aos céus. Era o símbolo dos Mestres do Illuminati, em um livro oficial de arte da Igreja Católica Romana!!

Isso confirmou que Pierre Compton estava absolutamente correto, os Iluministas estavam infiltrados na Igreja Católica. Mas, ao estudar esse livro dos símbolos católicos, fiquei chocado ao ver que havia muitos símbolos que os católicos estavam usando que eram ou diretamente copiados daqueles encontrados no livro dos símbolos satânicos, Magic Symbols, ou que tinham sido modificados apenas ligeiramente. O tempo não nos permite examinar todas essas ocorrências agora, mas voltaremos a um estudo futuramente.

Assim, desde o início do século 19, os Iluministas e a Maçonaria começaram a se infiltrar na Igreja Católica Romana, começando inicialmente a infiltração pelos seminários e colégios, colocando sacerdotes e freiras que eram secretamente iluministas. O objetivo final era conquistar o Colégio de Cardeais e, em seguida, o papado. Por volta de 1846, já havia sido feito um progresso suficiente na infiltração da Igreja Católica, desse modo enfraquecendo-a a partir de dentro, e os Iluministas sentiram que era hora de criar a Força de Antítese que batalharia contra a Força Ocidental da Tese, liderada pelos EUA. A batalha entre essas duas forças produziria no fim o desejado Sistema de Síntese, a Nova Ordem Mundial. Compton registra como esse novo Sistema de Antítese foi criado.

"Em 1846, havia uma sensação de mudança no ar, uma mudança que seria estendida além das fronteiras da Igreja e transformaria muitas facetas da existência... Dois anos mais tarde, um corpo altamente secreto de inicia dos, que chama a si mesmo de Liga dos Doze Justos dos Illuminati, financiou Karl Marx para escrever o Manifesto Comunista..." [pág. 16].

Esse fato histórico também é citado por Ralph Epperson em seu livro The Unseen Hand (A Mão Invisível), e por Anthony Sutton, em seu livro Wall Street and the Bolshevik Revolution (Wall Street e a Revolução Bolchevique). A maioria das pessoas fica chocada com esse conceito por três simples razões: Primeiro, nossos livros de História tiveram o cuidado de nos ensinar que a história é apenas uma série de acidentes não-relacionados e não o resultado de uma conspiração. Segundo, muitos de nós não conseguem compreender que seres humanos possam executar um plano global para dominação por um período tão extenso de tempo. Terceiro, a maioria das pessoas ainda acredita, ingenuamente, que nossos representantes eleitos exercem seus mandatos com nossos melhores interesses em vista.

Compton continua sua exposição sobre a infiltração do Vaticano pelos Iluministas:

"Por volta da metade do século XIX, o Estado Italiano tinha sido tomado pelos Iluministas." [pág. 17].


No entanto, o ofício religioso do papado estava fora do controle deles. Neste ponto, devemos lembrar que o papado e toda a Igreja Católica Romana estavam sendo fatalmente enfraquecidos pela inclusão de falsas doutrinas pagãs. Era somente uma questão de tempo antes que os Iluministas pudessem derrubar o papado, implantando um de seus homens. O papado estava condenado a cair como uma árvore que tinha sido apodrecida ao longo de séculos, antes de subitamente cair sob o ímpeto de um vento persistente. Esse objetivo de infiltrar Iluministas no Vaticano é melhor detalhado em um livro ocultista intitulado A Conspiração Ocultista, de Michael Howard. Os livros ocultistas sempre são muito instrutivos, pois os autores não têm nada a esconder e porque muitos escrevem sob a influência de seus "espíritos-guia" Ademais, os ocultistas são muito abertos sobre essa conspiração.

O objetivo supremo dos Iluministas de colocar um de seus homens como papa não foi bem-sucedido até o início dos anos 60, quando o Concílio Vaticano II foi convocado. Compton diz:

"Os liberais ou progressistas, seguros por terem trazidos os desígnios das sociedades secretas a uma conclusão bem sucedida, estavam exultantes... Todo o mundo da religião estava agora permeado por sua influência..." [pág. 62].

"Em menos de uma década, a Igreja tinha sido transformada de uma inimiga implacável do comunismo em um advogado ativo e poderoso da co-existência com Moscou e com a China. Ao mesmo tempo, mudanças revolucionárias nos ensinos mantidos por séculos moveram Roma mais para perto daquele neopaganismo humanista, do Conselho Nacional de Igrejas [EUA] e do Conselho Mundial de Igrejas". [págs. 62-63].

"Quando os efeitos do Concílio Vaticano II tornaram-se aparentes, o bispo de Regensburg foi levado a observar que as principais idéias da Revolução Francesa, "que representam um importante elemento no Plano de Lúcifer, estava sendo adotado em muitas esferas do catolicismo". Embora conduzido grandemente atrás dos bastidores... a luta entre a Igreja e as sociedades secretas tinha sido mais amarga e prolongada que qualquer conflito internacional..." [pág. 75].

Agora que o Concílio Vaticano II tinha implementado o Plano de Lúcifer, como o bispo de Regensburg observou, "restava conjugar uma visita verdadeiramente histórica com um rito iniciatório que colocasse um selo nessa recém-admitida realização..." Assim, "o papa Paulo VI, em 4 de outubro de 1965, visitou a Assembléia das Nações Unidas. " [pág. 67] e proferiu um discurso em que "propagou o evangelho social tão querido pelos revolucionários, sem uma única referência às doutrinas religiosas que eles achavam tão perniciosas." [pág. 68].

Após o discurso, o papa Paulo VI foi levado à Sala de Meditação das Nações Unidas. "Um boletim, cuidadosamente editado, que supostamente discutia o significado e propósito da sala, foi produzido pela Lucis Press, que publica material impresso para as Nações Unidas." O fato de a Lucis Press ser a editora que publica e dissemina materiais para as Nações Unidas é uma indicação devastadora da natureza de Nova Era e satânicas da ONU. A Lucis Trust foi fundada em 1922, originalmente com o nome de Lucifer Trust, por Alice Bailey, como uma firma editorial para disseminar os livros de Alice Bailey e de Helena Blavatsky. Em 1923, Bailey alterou o nome da editora para Lucis Trust, pois Lucifer Trust revelava de forma clara demais a verdadeira natureza do movimento de Nova Era. [Constance Cumbey, The Hidden Dangers of the Rainbow (leia a resenha), pág. 49] Uma rápida visita a uma livraria especializada em livros de Nova Era, revela que a Lucis Trust publica muitos livros ocultistas.

Agora vamos retornar à visita do papa Paulo VI às Nações Unidas, em 4 de outubro de 1965:

"Essa Sala de Meditação era um centro dos Illuminati, entregue ao culto do Olho Que Tudo Vê, que... estava dedicado aos serviços dos cultos pagãos, e à destruição do cristianismo em favor das crenças humanistas." [págs. 68-69].


Esse ritual de iniciação ocultista do papa Paulo VI na Sala de Meditação das Nações Unidas "representou o estágio inicial de um esquema, o cumprimento do qual seria... a construção do Templo da Compreensão, em uma área de cinqüenta acres perto do rio Potomac, em Washington DC... O propósito subjacente do Templo era revelado claramente por seu... Olho Que Tudo Vê... que representava as seis fés mundiais — budismo, hinduísmo, islamismo, judaísmo, confucionismo e cristianismo. "O palco está assim armado para a formação e anúncio da Religião da Nova Ordem Mundial. Essa nova religião será uma combinação de todas as religiões do mundo, o que representa os sinos do enterro para o Isolamento do Verdadeiro Cristianismo. As palavras de Jesus: "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." [João 14:6] significam que nenhuma outra religião, inclusive a Religião da Nova Ordem Mundial pode oferecer o caminho ao céu. Satanás terá obtido uma grande vitória e o palco estará armado para o desdobramento dos eventos previstos no livro do Apocalipse.

Agora, considere o próximo passo do papa Paulo VI. "Ele também fazia uso de um símbolo sinistro, criado pelos satanistas no século VI, que tinha sido revivido ao tempo do Concílio Vaticano II. Esse símbolo era a cruz vergada, em que era exibida uma figura repulsiva e distorcida de Cristo, que os feiticeiros e praticantes de magia negra na Idade Média fizeram para representar o termo "Marca da Besta". No entanto, não apenas Paulo VI, mas seus sucessores, os dois papas João Paulo carregavam esse objeto e o seguravam para ser reverenciado pelas multidões, que não tinham a menor idéia que representava o Anticristo. [pág. 72] Na página 56, Compton imprime uma foto do papa atual, João Paulo II, segurando essa cruz vergada.

Quão chocante que um papa católico romano possa utilizar um objeto satânico conhecido, que representa o Anticristo, e fazer os fiéis na multidão se ajoelharem diante dele e reverenciá-lo! Isso nos faz lembrar da profecia em Apocalipse 13:12, que ele [o Falso Profeta] fará aqueles que habitam na Terra adorarem ao Anticristo.

No entanto, a pior revelação ainda está por vir.

O papa Paulo VI compareceu ao Estádio Yankee "vestindo uma alva", um traje antigo... vestido por Caifás... que pediu a crucificação de Cristo." (Ibidem).

"Depois de alguns dias do retorno de Paulo VI a Roma, o bispo de Cuernavaca, Mendes Arceo, declarou que 'o marxismo era necessário para realizar o reino de Deus no tempo presente', enquanto Paulo VI fazia saber que Roma... estava pronta a olhar de outra forma as sociedades secretas." [pág. 72].

Em certa manhã de verão, os jovens seminaristas católicos ficaram grandemente alarmados por uma revelação em um jornal chamado "Borghese... pois trazia uma lista detalhada de clérigos, alguns dos quais ocupavam posições de destaque, que, dizia-se, eram membros de sociedades secretas. Era uma notícia inacreditável, pois... os alunos conheciam a Lei Canônica 2335, que proíbe expressamente que um católico ingresse em qualquer sociedade secreta, sob pena de excomunhão... e a Lei Canônica 2336, que prescreve medidas disciplinares a serem impostas contra qualquer clérigo que venha a aderir a uma sociedade secreta. Michael Howard, autor de A Conspiração Ocultista: A História Secreta dos Místicos, Templários, Maçons e das Sociedades Ocultistas, fala a respeito dessa mesma lista, mas vai além, revelando que a maioria desses altos funcionários eram membros da Maçonaria. [pág. 191]. Howard afirma que alguns desses funcionários graduados do Vaticano eram:

O secretário particular do papa Paulo VI
O diretor-geral da Rádio Vaticano
O arcebispo de Florença
O prelado de Milão
O editor-assistente do jornal do Vaticano
Sete bispos italianos
O abade da Ordem de São Bento.
Os alunos ficaram chocados com essa revelação, pois diversas bulas papais tinham sido promulgadas contras as sociedades secretas.

Esse artigo foi negado com veemência por um escritor em L´Aurora, M. Jacques Plonchard, que assegurou que nenhum prelado tinha sido afiliado a uma sociedade secreta desde 1830. Entretanto, investigadores determinados, alguns apresentando-se como membros do Governos, obtiveram acesso ao Registro Italiano das Sociedades Secretas e compilaram uma lista de cardeais, arcebispos e bispos que eram membros de sociedades secretas. Essa lista incluía 125 prelados. Em seguida, Compton relaciona esses nomes nas páginas 78-84. Ele diz: "O Registro Francês das Sociedades Secretas é melhor guardado do que o italiano, de modo que os detalhes das iniciações recentes não podem ser citados. A lista mais sustentada de clérigos que pertencem às sociedades secretas francesas cobre algumas décadas anteriores à Revolução Francesa (1785) e chegava [então], mesmo em um tempo em que a infiltração da igreja por seus inimigos estava em uma escala menor que logo seria atingida, a algo em torno de 256 membros."

O palco ficou armado para a plena aprovação papal da participação em sociedades secretas. Em 27/11/1983, o papa João Paulo II promulgou uma bula que legalizou a participação dos católicos romanos nas sociedades secretas.

Agora podemos compreender como o papa João Paulo II, com uma cara tão limpa, pode exibir a cruz vergada ocultista. Agora podemos compreender como ele pode buscar com afinco o domínio da Nova Ordem Mundial, conforme garante Malachi Martin em seu livro The Keys of this Blood [leia a resenha]. Martin é um sacerdote jesuíta aposentado, que lecionou no Pontifício Instituto Bíblico do Vaticano.

Finalmente, após mais de 200 anos, a sociedade secreta Mestres dos Illuminati — os originadores da Nova Ordem Mundial, alcançaram um de seus principais objetivos, a infiltração de um de seus homens como Sumo Pontífice da Igreja Católica Romana. Esse marco ocorreu, como já dissemos, no início dos anos 60, com a ascensão de Paulo VI ao papado. Esse período de tempo também encaixa-se com o período geral de degradação espiritual e apostasia que observamos em programas anteriores e nos nossos Seminário em fita cassete. Interessantemente, o autor cristão de Nova Era, Bill Cooper, em seu livro Behold a Pale Horse [leia a resenha], afirma: "Em 1952, uma aliança foi formada trazendo... juntos pela primeira vez na história: As Famílias Negras (nobreza européia, que historicamente sempre praticaram o espiritismo e o ocultismo), Os Illuminati, o Vaticano e a Maçonaria, agora trabalhando em conjunto para implementar a Nova Ordem Mundial." [pág. 80].

Hoje, é muito evidente que o papa João Paulo II é um Iluminista. Podemos ver isso concretamente pelo uso da cruz vergada. Podemos ver isso por seus discursos em favor do programa da Nova Era e por suas muitas viagens internacionais. No entanto, a confirmação final para nós ocorreu em 1990, quando participei de um seminário de quatro horas de duração em Boston, ministrado pelo diretor da Casa da Teosofia na Nova Inglaterra. Ele afirmou que no momento certo na história mundial, o papa viajará a Jerusalém para presidir uma Conferência Espiritual Ecumênica. Nessa conferência, o papa anunciará que todas as religiões do mundo estão agora unificadas. Assim, disse o diretor, a Religião da Nova Ordem Mundial está estabelecida. Essa informação, dada por um homem que conhece perfeitamente os planos dos Illuminati, porque trabalha com eles, revela que o Plano prevê que o papa católico romano será o líder da Religião da Nova Ordem Mundial.

Essa revelação significa duas coisas importantes:

O plano para substituir o papa católico por um Iluminista foi atingido, após 200 anos.
O papa católico romano provavelmente será o Falso Profeta descrito no livro do Apocalipse.
Finalmente, acrescente a isso o fato que os líderes-chave no Plano da Nova Ordem Mundial já identificaram publicamente o papa católico romano como o planejado líder da Religião da Nova Ordem Mundial. Esse será o papel do Falso Profeta, que trabalhará com o Anticristo para enganar o mundo e que terá os mesmos poderes ocultistas que o Anticristo.

O tempo para a implementação final está muito próximo.

Você ouviu The Cutting Edge, um programa de rádio da Old Path Ministries.


--------------------------------------------------------------------------------


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

ANTIGOS MISTÉRIOS DA BABILÔNIA






À medida que o sol aparecia no horizonte nas planícies de Babel, o céu era tingido por uma variedade de cores. O Poderoso Caçador contemplava os primeiros raios de luz que batiam na estrutura colossal. As instruções tinham sido explícitas, os planos tinham sido seguidos nos mínimos detalhes, e agora, a torre imponente que serviria como catalisadora da cultura e tecnologia do passado distante estava praticamente concluída. Não era apenas uma obra construída com pedras. Era muito mais significativa que apenas sua aparência física. Era algo esotericamente espiritual e profundamente religiosa. A religião que representava, os "Antigos Mistérios", continha crenças e doutrinas de uma era anterior; uma época quando os homens e os seres angélicos caídos experimentavam juntos todas as paixões que podiam imaginar. Ninrode aquecia-se com os raios de sol da aurora e era tomado de uma imensa euforia de satisfação pessoal, mas neste mesmo dia o próprio Deus estorvaria seus planos ambiciosos de estabelecer um império mundial.
A construção seria interrompida. Os sonhos de Ninrode seriam feitos em pedaços, mas mesmo com sua morte e posterior desmembramento de seu cadáver, os Mistérios Antigos continuariam a existir. Com a ajuda da viúva e do filho (Semíramis e Tamuz), a Sabedoria Antiga seria cuidadosamente preservada na Religião de Mistério da Babilônia. (1) Quando os seguidores de Ninrode se espalharam pela face da terra, levaram os Antigos Mistérios desde o Egito até a China. Com a passagem do tempo, a Sabedoria Antiga foi guardada pela "elite de pessoas sábias" da Babilônia, da Média e da Pérsia, de Pérgamo e de Roma. Ela encontrou um bom refúgio nas religiões orientais, na Cabala judaica e no gnosticismo ocidental. (2).
Após a virada do terceiro século da nossa era, o poder da Igreja de Roma começou a crescer. No entanto, isso provocou um cisma entre os guardiães dos Mistérios. Quando Constantino adotou o cristianismo, a Igreja Católica Romana recebeu a influência de muitas das doutrinas das Religiões de Mistério da Babilônia. "Isso resultou em algo muito diferente daquilo que Jesus Cristo e seus discípulos ensinaram. Os ensinos da Igreja Romana tornaram-se uma forma sofisticada de filosofia pagã camuflada com os ensinos de um Deus onipotente e transcendente." (3) A Igreja adotou a adoração da mãe e do menino, o batismo de bebês, a confissão a um sacerdote e muitos outros aspectos da Religião de Mistérios da Babilônia. No entanto, a Igreja Católica não adotou os aspectos ocultistas das Religiões de Mistério. Esses aspectos permaneceram com as Escolas de Mistério do Oriente, os Cabalistas, e os Gnósticos até o tempo das Cruzadas. Os aspectos ocultos da Sabedoria Antiga apareceram publicamente em França com a ascensão da Dinastia Merovíngia e as lendas de "Percival e a Busca Pelo Santo Graal". O cisma explodiu e tornou-se um grande conflito quando os Cavaleiros Templários (A Ordem do Templo) retornaram das Cruzadas como os homens mais ricos do mundo.
Os Cavaleiros Templários e o Priorado de Sião (A Ordem de Sião) tornaram-se a elite cultural que adotou totalmente os aspectos ocultistas dos Antigos Mistérios. Isso os colocou em rota de colisão com a Igreja de Roma e seus aliados. O Priorado de Sião passou a operar às escondidas e tornou-se uma "sociedade secreta" da elite, enquanto os Cavaleiros Templários foram violentamente atacados pelo rei francês Filipe IV, o Belo, e pelo papa Clemente V. Em 13/10/1307, Filipe IV ordenou a prisão de todos os Cavaleiros Templários. No entanto, na noite anterior, um número desconhecido de Cavaleiros partiu da França, com dezoito navios carregados com o lendário tesouro da Ordem. (4). Uma parte desses navios aportou na Escócia e os Templários associaram-se com os Guardas Escoceses, com os Rosa-cruzes, o Colégio Invisível, e a Sociedade Real (todos grupos ocultistas) e juntos formaram o Rito Escocês da Maçonaria. (5). Os maçons têm os Templários como antecessores, bem como guardiães autorizados de seus segredos arcanos. (6). Conseqüentemente, o Rito Escocês é "orientado em forma de magia, enfatizando uma hierarquia social e política, uma ordem divina e um plano cósmico subjacente." (7) Essa é exatamente a essência dos Mistérios Antigos de Ninrode.
Enquanto isto, o poder da Igreja de Roma continuava a crescer. A Igreja Católica e a Maçonaria eram inimigas juradas de morte, e a influência ocultista pública da Maçonaria crescia muito lentamente. No entanto, por volta de 1750, apareceu uma nova geração de cavaleiros místicos. Eram um braço da Maçonaria, e chamavam-se a si mesmos de Jacobinos. (8) O grito jacobino de "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" levou ao primeiro grande feito da Maçonaria Iluminista, a Revolução Francesa. Os Jacobinos nomearam um ex-jesuíta rebelde, Adam Weishaupth, de "Grande Patriota". (9) Weishaupth adotou os mistérios antigos e organizou a Ordem dos Iluministas em 1776. Por volta de 1778 infiltrou-se na Maçonaria como um maçom completamente iniciado. Em seguida, induziu a elite européia da Maçonaria européia ao Iluminismo — 600 homens em 1783. (10) No outro lado do Atlântico, maçons místicos estavam sob o cerco dos Iluministas ocultistas. Os Iluministas viam a América como o 13o passo na evolução, e o destino espiritual da América acompanhando a união mundial no espírito da liberdade, igualdade e fraternidade. (11) Por volta de 1789 a Maçonaria mística do Novo Mundo sucumbiu diante da visão ocultista de um mundo do Iluminismo de Weishaupth, o guardião dos Antigos Mistérios de Ninrode.
A Revolução Industrial mudou tudo. Os homens passaram a agir e pensar de uma forma diferente, e o materialismo tornou-se a ordem do dia. Devido a essa influência, o Humanismo Secular surgiu no início do século XX. Os ocultistas e gnósticos do passado eram considerados fanáticos ou lunáticos. Novamente o ocultismo passou a ser algo muito privado. No entanto, muitos desses homens eram muito ricos e poderosos. O Iluminismo estava vivo e bem, embora oculto dos olhos críticos do público geral. Assim, a Maçonaria tornou-se uma organização fraternal e beneficente, por necessidade. Como conseqüência disso, a vasta maioria dos homens que estão nos graus inferiores não tem a menor idéia do propósito da sociedade ou das reais intenções da elite.
A intranqüilidade dos anos 60 e o surgimento da "Cultura das Drogas" moldaram o início de outra reemergência pública do ocultismo. O Movimento de Nova Era dos anos 70 e 80 popularizou muitas crenças ocultistas. Essa nova renascença do ocultismo posicionou a Maçonaria para exercer um papel fundamental no sonho que Ninrode teve há 4400 anos, de um mundo unificado, sob um reino ocultista. Atualmente, a Maçonaria serve como um conduíte entre as organizações políticas da elite global (Clube de Roma, Sociedade Teosófica, Rosa-Cruzes, Lucis Trust, World Goodwill, etc.). Esses grupos reconhecem a posição da Maçonaria como uma organização religiosa ocultista com a capacidade de fazer a ligação entre a religião e a política. (12) Muitos maçons continuam insistindo que a Maçonaria não é uma religião. No entanto, os próprios escritos deles contradizem essas afirmativas. Albert Pike, Grande Comandante do Rito Escocês (1860) escreveu: "Toda loja é um templo de religião e seu ensino instrução em religião." (13).
A qual religião Pike está fazendo referência? Suas próprias palavras oferecem o esclarecimento necessário: "A Maçonaria é a sucessora nos Mistérios." (14).
Muitos maçons modernos tentam distanciar-se de Pike e de sua obra gnóstica (e profundamente ocultista) Morals and Dogma [leia a resenha]. Insistem que os ensinos dele não são os da Maçonaria, mas simplesmente suas interpretações pessoais. Insistem ainda que a Maçonaria moderna, que faz muitas obras beneficentes, não deve ser julgada pelos escritos de alguém que viveu cem anos atrás. Essa linha de raciocínio é muito confusa para aqueles que reconhecem a Lenda de Hirão-Abi, supostamente de três mil anos atrás. Eles não dizem que a Maçonaria originou-se no tempo de Salomão? Todos os ensinos anteriores ao século XX devem então ser desconsiderados? Isso também nega os 32 graus do Rito Escocês criados por Pike? Além disso, recentemente, em 1989, o Grande Comandante do Rito Escocês, C. Fred Kleinknecht escreveu: "O ponto mais alto dos nossos ensinos é Morals and Dogma, escrito há cem anos..." (15).
Pike não é o único porta-voz que fala a verdade sobre o que é a Maçonaria. Alice Bailey, que foi porta-voz da Sociedade Teosófica e membro da Co-Maçonaria junto com seu marido Foster Bailey, declarou:
"O movimento maçônico tem a custódia da lei, é o guardião dos Mistérios e o trono de iniciação... uma organização ainda mais ocultista pode ser conseguida... voltada para ser uma escola de treinamento para os futuros ocultistas avançados." (16).
Alice Bailey sumarizou a história inteira da Maçonaria. Ela revela o fato que a Maçonaria iluminista é a guardiã atual da Sabedoria Antiga de Ninrode. A descrição do Grau 32 do Rito Escocês é esta:
"SUBLIME PRÍNCIPE DO REAL SEGREDO"
"A ciência oculta dos Antigos Magos estava encoberta nas sombras dos Mistérios Antigos; foi revelada de forma imperfeita, ou melhor, foi desfigurada pelos Gnósticos; é imaginada sob as obscuridades que cobrem os pretensos crimes dos Templários; e encontra-se envolta por enigmas que parecem impenetráveis, nos Ritos da Mais Elevada Maçonaria" (17).
Aqui, a guarda dos Mistérios Antigos foi rastreada dos Magos na Medo-Pérsia, ao Gnosticismo ocidental, aos Cavaleiros Templários e finalmente, ao Rito Escocês da Maçonaria.
Os "Mistérios Antigos" ainda são muito misteriosos. Muito do que contêm somente será revelado no futuro. No entanto, há um nível de compreensão disponível não somente para os iniciados como também para aqueles que buscam diligentemente a verdade. Gregson registra que há um grande ganho para esses iniciados:
"Para Babilônia eram levados todos os sacerdotes e mestres do Egito, da Palestina, Mitra, Grécia, e mestres de toda a parte do mundo. Os reis também queriam ser iniciados nos ritos dos Mistérios." (18).
Os reis merovíngios também eram sacerdotes. Eles tinham o poder político e o poder religioso. (19) Muitos dos aspectos religiosos dos Mistérios podem ser vistos não somente nos rituais da Maçonaria, mas também nos ensino extrabíblicos da Igreja de Roma. Ambas lutam pelo domínio mundial. A Igreja tem a vantagem na arena religiosa com ensinos arraigados. A sociedade atual ainda não está preparada para o ocultismo grosseiro dos Iluministas. A Maçonaria tem vantagem na política. A maioria dos líderes mundiais participa de pelo menos um grupo Iluminista. Conjectura-se que a Igreja e a Maçonaria estejam aproximando-se uma da outra. O próprio passado do papa João Paulo II implica que até ele pode ser um agente Iluminista. Na sua juventude, ele estudou Teosofia com muito interesse e suas visões de Maria vão do místico para o ocultista. (20).
Os aspectos políticos dos Mistérios Antigos podem ser vistos claramente em um documento intitulado PROTOCOLOS DOS SÁBIOS DE SIÃO. Embora muitas pessoas afirmem tratar-se de um documento judaico conspiratório, é mais provável que tenha sido redigido pelo Priorado de Sião. Os pontos básicos são estes:
1. Esquema para alcançar o domínio mundial;
2. Advento de um Reino Maçônico;
3. Um rei da linhagem sanguínea de Sião... da raiz dinástica de Davi;
4. O Rei dos Judeus será o verdadeiro papa;
5. O governante mundial será o patriarca de uma igreja internacional;
6. Somente o rei e mais 3 que o patrocinarão saberão o que se passa. (21)
Para o leitor que está habituado com a Profecia Bíblica, há uma súbita revelação. Se OS PROTOCOLOS DOS SÁBIOS DE SIÃO foram redigidos por uma sociedade secreta iluminista, todos os fatos da história, desde Ninrode, passam a ter uma ligação em comum. Aqui está o sumário:
1. Ninrode procurou restaurar o sistema pré-diluviano implantando um governo mundial, liderado por um rei-sacerdote, energizado diretamente por Satanás.
2. Quando Deus estorvou os planos de Ninrode, a estratégia de Lúcifer foi criar um sistema de falsas religiões que preservassem esses poderosos Mistérios Antigos até o tempo em que ele (Lúcifer) possa estabelecer seu reino.
3. Esses mistérios foram guardados desde aquele tempo por um grupo de elite selecionado. Houve alguns períodos na história em que o lado ocultista mais escuro dos mistérios foi aceito, e períodos em que o ocultismo foi perseguido.
4. A Bíblia fala sobre o surgimento de um reino mundial futuro liderado pela Besta (o Anticristo), que declarará ser Deus. Esse reino mundial será acompanhado por uma igreja mundial até o tempo em que não seja mais útil para a Besta. A Besta declarará então ser o Messias dos judeus e o legítimo herdeiro ao trono de Davi.
5. É bem possível que os 3 que estarão apoiando o rei sejam os "3 reinos" subjugados pela Besta, conforme profetizado em Daniel 7:24.
A Besta revelará os segredos dos Antigos Mistérios, que foram cuidadosamente guardados pelos ocultistas durante milênios, como prova de sua posição para estabelecer totalmente seu reino.
As religiões dos Mistérios Antigos não adoravam o Deus da Bíblia. Ninrode era um servo de Lúcifer, e o sistema religioso resultante era luciferiano. A despeito de todas as objeções em contrário, a prova incontestável é que a Maçonaria não honra o Deus das Escrituras, mas algum outro Deus. Na verdade, os ensinos da Maçonaria estão afastados em 180 graus da Bíblia. (22).
1. O Templo Maçônico sempre tem uma entrada no ocidente e o altar está no oriente. Na Bíblia, temos a informação que a entrada para o jardim do Éden estava no oriente. Embora isso possa parecer coincidência, a entrada para o Tabernáculo estava no oriente com o Santo dos Santos no ocidente. O templo de Salomão (e os outros templos judaicos) tinham suas entradas pelo oriente, e o Santo dos Santos ficava no ocidente. Para entrar no jardim do Éden e ir até a árvore da vida, era necessário ir do oriente para o ocidente. Para entrar no Tabernáculo ou no Templo, o sacerdote precisava ir do oriente para o ocidente. Na Maçonaria isso está invertido em 180 graus. (23). Na verdade, um dos sinais da Maçonaria é a declaração "Tenho viajado no oriente". (24) Isso parece muito mais significativo quando se considera as supostas origens da Maçonaria com Salomão. Se Deus deu instruções explícitas a Salomão para a construção do Templo, por que ele criaria o projeto do Templo Maçônico invertendo tudo? A inversão de imagens é muito comum no ocultismo. Os ensinos ocultistas parecem ser a imagem negativa do positivo da obra de Deus.
2. Existem certos juramentos na Maçonaria que são muito suspeitos. Por exemplo, como maçom, você precisa jurar que encobrirá os crimes dos outros maçons. Isso é o mesmo que dizer uma mentira e chamá-la de moral. (25) A Bíblia diz em Apoc 21, "... todos os mentirosos receberão a parte que lhes cabe no lago que arde com fogo e enxofre." Como alguém pode dizer que crê nas Santas Escrituras e racionalizar um comportamento totalmente em oposição ao que elas dizem?
3. A Maçonaria ensina a doutrina da Universalidade. Basicamente, é a irmandade de todos os homens e a paternidade de Deus. .."
O autor maçom Manly Hall revelou a posição oposta da Maçonaria quando escreveu:

Ordem. (4). Uma parte desses navios aportou na Escócia e os Templários associaram-se com os Guardas Escoceses, com os Rosa-cruzes, o Colégio Invisível, e a Sociedade Real (todos grupos ocultistas) e juntos formaram o Rito Escocês da Maçonaria. (5). Os maçons têm os Templários como antecessores, bem como guardiães autorizados de seus segredos arcanos. (6). Conseqüentemente, o Rito Escocês é "orientado em forma de magia, enfatizando uma hierarquia social e política, uma ordem divina e um plano cósmico subjacente." (7) Essa é exatamente a essência dos Mistérios Antigos de Ninrode.
Enquanto isto, o poder da Igreja de Roma continuava a crescer. A Igreja Católica e a Maçonaria eram inimigas juradas de morte, e a influência ocultista pública da Maçonaria crescia muito lentamente. No entanto, por volta de 1750, apareceu uma nova geração de cavaleiros místicos. Eram um braço da Maçonaria, e chamavam-se a si mesmos de Jacobinos. (8) O grito jacobino de "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" levou ao primeiro grande feito da Maçonaria Iluminista, a Revolução Francesa. Os Jacobinos nomearam um ex-jesuíta rebelde, Adam Weishaupth, de "Grande Patriota". (9) Weishaupth adotou os mistérios antigos e organizou a Ordem dos Iluministas em 1776. Por volta de 1778 infiltrou-se na Maçonaria como um maçom completamente iniciado. Em seguida, induziu a elite européia da Maçonaria européia ao Iluminismo — 600 homens em 1783. (10) No outro lado do Atlântico, maçons místicos estavam sob o cerco dos Iluministas ocultistas. Os Iluministas viam a América como o 13o passo na evolução, e o destino espiritual da América acompanhando a união mundial no espírito da liberdade, igualdade e fraternidade. (11) Por volta de 1789 a Maçonaria mística do Novo Mundo sucumbiu diante da visão ocultista de um mundo do Iluminismo de Weishaupth, o guardião dos Antigos Mistérios de Ninrode.
A Revolução Industrial mudou tudo. Os homens passaram a agir e pensar de uma forma diferente, e o materialismo tornou-se a ordem do dia. Devido a essa influência, o Humanismo Secular surgiu no início do século XX. Os ocultistas e gnósticos do passado eram considerados fanáticos ou lunáticos. Novamente o ocultismo passou a ser algo muito privado. No entanto, muitos desses homens eram muito ricos e poderosos. O Iluminismo estava vivo e bem, embora oculto dos olhos críticos do público geral. Assim, a Maçonaria tornou-se uma organização fraternal e beneficente, por necessidade. Como conseqüência disso, a vasta maioria dos homens que estão nos graus inferiores não tem a menor idéia do propósito da sociedade ou das reais intenções da elite.
A intranqüilidade dos anos 60 e o surgimento da "Cultura das Drogas" moldaram o início de outra reemergência pública do ocultismo. O Movimento de Nova Era dos anos 70 e 80 popularizou muitas crenças ocultistas. Essa nova renascença do ocultismo posicionou a Maçonaria para exercer um papel fundamental no sonho que Ninrode teve há 4400 anos, de um mundo unificado, sob um reino ocultista. Atualmente, a Maçonaria serve como um conduíte entre as organizações políticas da elite global (Clube de Roma, Sociedade Teosófica, Rosa-Cruzes, Lucis Trust, World Goodwill, etc.). Esses grupos reconhecem a posição da Maçonaria como uma organização religiosa ocultista com a capacidade de fazer a ligação entre a religião e a política. (12) Muitos maçons continuam insistindo que a Maçonaria não é uma religião. No entanto, os próprios escritos deles contradizem essas afirmativas. Albert Pike, Grande Comandante do Rito Escocês (1860) escreveu: "Toda loja é um templo de religião e seu ensino instrução em religião." (13).
"Para Babilônia eram levados todos os sacerdotes e mestres do Egito, da Palestina, Mitra, Grécia, e mestres de toda a parte do mundo. Os reis também queriam ser iniciados nos ritos dos Mistérios." (18).
Os reis merovíngios também eram sacerdotes. Eles tinham o poder político e o poder religioso. (19) Muitos dos aspectos religiosos dos Mistérios podem ser vistos não somente nos rituais da Maçonaria, mas também nos ensino extrabíblicos da Igreja de Roma. Ambas lutam pelo domínio mundial. A Igreja tem a vantagem na arena religiosa com ensinos arraigados. A sociedade atual ainda não está preparada para o ocultismo grosseiro dos Iluministas. A Maçonaria tem vantagem na política. A maioria dos líderes mundiais participa de pelo menos um grupo Iluminista. Conjectura-se que a Igreja e a Maçonaria estejam aproximando-se uma da outra. O próprio passado do papa João Paulo II implica que até ele pode ser um agente Iluminista. Na sua juventude, ele estudou Teosofia com muito interesse e suas visões de Maria vão do místico para o ocultista. (20).

sábado, 10 de abril de 2010

O MANUAL USADO PARA O CONTROLE DA ECONOMIA MUNDIAL E DOS SERES HUMANOS (Operations Research ,Technical manual TM-SW7905.1)





O controle das lojas franco-maçônicas

[...] Criaremos em todos os países da Terra lojas franco-maçônicas, nós as multiplicaremos e atrairemos as personalidades que se destacam. [...]
[...] Colocaremos todas essas lojas sob o domínio de nossa administraçao central que somente nós conhecemos e que os outros ignoram completamente. 
[...] Quem ou o que é que pode vencer um poder invisível? Eis aí onde se encontra o nosso poder. A franco-maçonaria não judia nos serve de cobertura sem o saber.
Mas o plano de ação de nosso poder continua sendo um segredo para todo o povo e mesmo para o restante da confraria. [...]



« Armas silenciosas para guerras tranquilas »

Operations Research ,Technical manual TM-SW7905.1
( pesquisa de operações, manual técnico )



Segurança.

É manifestamente impossível falar de engenharia social, ou de automatização de uma sociedade ( engenharia de sistemas de automatismos sociais ou : armas silenciosas ), sobre uma escala nacional ou internacional sem implicar objectivos extendidos de controle social e de destruição da vida humana ( escravidão ou genocídio ).

Este manual é por si, uma declaração de intenção análoga. A presente publicação deve manter-se distante de toda a opinião pública . Do contrário, poderia ser interpretado como uma declaração formal e técnica de guerra interior.



Introdução Histórica

A tecnologia de armas silenciosas evoluiu a partir de investigações operativas (Operations research, OR ) uma metodologia estratégica e táctica desenvolvida pelo estado maior militar em Inglaterra durante a segunda guerra mundial. O objectivo inicial das investigações Operativas era estudar problemas estratégicos e tácticos de defesa aérea e terrestre visando a utilização efectiva de recursos limitados contra os estrangeiros inimigos.

Os que estavam em posições de poder, aperceberam-se que essas técnicas seriam úteis para controlar uma sociedade. Mas eram necessários melhores instrumentos.

A engenharia social (a análise e a automatização de uma sociedade) requer a posta em relação de uma grande quantidade de informação e dados económicos sempre variáveis, vale dizer que um sistema ultra-rápido de tratamento da informação era necessário para ganhar à sociedade, e predizer quando esta chegaria a capitular.

As calculadoras relegadas eram demasiado lentas, mas o computador eletrónico inventado em 1946 por J . Presper Eckert e John W. Mauchly fez possível cumprir com essa missão.

A seguinte etapa decisiva era o desenvolvimento de uma metodologia de programação por linhas de código em 1947, pelo matemático George B. Dantzig.

Depois em 1948, o transistor, inventado por J. Bardeen, W. H. Battain, e W. Shocley, prometeram um campo de acção para a expansão e evolução rápida do computador graças à redução do espaço e da energia requerida.
Com estas três invenções sob sua direcção, os que estavam em posição de poder pressentiram fortemente que era possível para eles de controlar o conjunto do mundo apoiando-se num botão.



Imediatamente, a Fundação Rockfeller pôs isto em execução subvencionando um ciclo de estudos de 4 anos no Harvard College, criando o Harvard Economic Research Project para estudar a estrutura da economia americana. Um ano mas tarde, em 1949, a US Air Force juntava-se ao projecto.

Em 1952, o período de estudos culmina, e um encontro de alto nível da Elite foi levado a cabo para determinar a seguinte fase de investigações em operações sociais. O procjeto Harvard tinha sido muito frutuoso, e alguns destes resultados foram publicados em 1953, sugerindo a possibilidade de uma engenharia sócio-económica (*).


A Guerra Calma foi calmamente declarada pela Elite Internacional depois de seu encontro levado a cabo em 1954.
Bem que o sistema de armas silenciosas fossem concebidas 13 anos antes, a evolução deste novo sistema de armas não sofreu reveses ou contratempos maiores.

(*) "Studies in the Structure of American Economy" (1953), de Vassili Leontief (diretor of Harvard Economic Research Project), International Science Press Inc., White Plains, New York.



Energia

A energia é reconhecida como a chave de todas as actividades sobre terra. As ciências naturais são o estudo das fontes e de controle da energia natural, e as ciências sociais, expressas teoricamente através da economia são o estudo das fontes e controle da energia social.
Ambos são sistemas compatíveis: as matemáticas. Em conseqüência, as matemáticas são a primeira ciência da energia

Toda a ciência é essencialmente um meio para um objectivo. O meio (estratégia) é o conhecimento. O objectivo é o controle. Mas lá disso, fica uma só pergunta:
Quem será o beneficiário?

Em 1954, esse foi o tema de preocupação principal. Conquanto foram relevadas questões morais, desde o ponto de vista da lei da selecção natural, foi admitido que uma nação ou que uma população mundial quem não utilizaria a sua inteligência não seria melhor do que animais que não têm inteligência. Tais pessoas são animais domesticados por eleição (deles mesmos) e consentimento.

Em conseqüência, no interesse do futuro ordem mundial, de sua paz e de sua tranqüilidade, foi decidido de levar a cabo uma guerra calma contra o publico americano com um ultimo objectivo de deslocar a energia social e natural (riqueza) da massa indisciplinada e irresponsável para as mãos de alguns sortudos autodisciplinados e responsáveis.



A fim de conseguir este objectivo, foi necessário criar, proteger e de utilizar novas armas que, como o futuro o dirá, eram um tipo de armas tão subtis e sofisticados em seu princípio de funcionamento e sua aparência publica que obtiveram o apelido de "armas silenciosas".

( Nota: Silvio: Eu posso citar algumas que me ocorrem: microondas Haarp, armas de energia direccionada : DEW )
Em conclusão, o objectivo da investigação económica, tal como é levada a cabo pelos dirigentes do capital (bancos) e das indústrias de bens e serviços, é o estabelecimento de uma economia totalmente previsível e manipulável


Afim de atingir para uma economia totalmente previsível, os elementos das classes inferiores da sociedade devem ser levadas a um controle total, isto é ser postas à rua submetidas ao jugo, e atribuídas a um dever social de longo prazo desde uma idade temporã, antes de que tenham uma oportunidade de fazer-se perguntas ou questionamentos sobre a propriedade da matéria.

Para chegar a tal conformidade, a célula familiar das classes inferiores devem ser desintegradas por meio de um processo de aumento de preocupações por parte dos pais.
A qualidade da educação dada às classes inferiores deve ser da mais pobre, de maneira que a brecha da ignorância que isola as classes inferiores das classes superiores seja e permaneça incompreensível para as classes inferiores.

Com tal incapacidade, mesmos os melhores elementos das classes inferiores têm pouca esperança de extirpar-se do lote que lhes foi atribuído na vida. Esta forma de escravatura é essencial para manter um verdadeiro nível de ordem social, paz e de tranqüilidade para as classes superiores dirigencial.


Nota, Silvio: Aqui começa a verificar-se que bate certo, Temos o exemplo de pequenas aldeias onde fecham escolas, aumento da preocupação dos pais quando sobem os preços dos livros escolares, fica quase impossível sustentar os estudos dos filhos. Os meninos ricos podem estudar em colégios privados e por veves tais colégios fabricam-lhes boas notas, enfim, isto para garantir que os pobres não terão boas oportunidades e nunca ocuparão os cargos de doutores ou engenheiros, pois esses cargos estão vagos para os filhotes da elite.



Introdução descritiva das armas silenciosas

Em conclusão, o objectivo da investigação económica, tal como é levada a cabo pelos dirigentes do capital (bancos) e das indústrias de bens e serviços, é o estabelecimento de uma economia totalmente previsível e manipulável




Nota, Silvio: Aqui começa a verificar-se que bate certo, Temos o exemplo de pequenas aldeias onde fecham escolas, aumento da preocupação dos pais quando sobem os preços dos livros escolares, fica quase impossível sustentar os estudos dos filhos. Os meninos ricos podem estudar em colégios privados e por veves tais colégios fabricam-lhes boas notas, enfim, isto para garantir que os pobres não terão boas oportunidades e nunca ocuparão os cargos de doutores ou engenheiros, pois esses cargos estão vagos para os filhotes da elite.





Estas armas disparam situações, em vez de balas; propulsadas pelo tratamento de dados, em vez de reacção química, disparando sua origem de bytes de informações em vez de grãos de pó; a partir de um computador em vez de uma espingarda, manipulado por um programador de computadores em vez de um franco-atirador de elite.

Não produzem ruído de explosão evidente (as armas silenciosas), não causam dano físico ou mentais aparentes, nem interferem de maneira evidente com a vida cotidiana social de cada um.
Produz no entanto, um infaltavél " ruído", causa infaltáveis danos físicos e mentais, e interfere de forma infaltável na vida social cotidiana, ou mais bem infaltável para um observador treinado, para aquele que sabe que olhar e observar exatamente.


O publico não pode compreender esta arma, e então não pode crer que é em realidade atacado e submetido por esta arma.
O publico pode sentir instintivamente que algo não vai bem, mas em razão da natureza técnica desta arma silenciosa, o não pode expressar seu sentimento de maneira racional, ou tomar em mãos o problema com inteligência.
Em conseqüência, o não sabe como gritar por ajuda e não sabe como associar-se com outros para defender-se.
Quando um arma silenciosa é aplicada gradualmente, as pessoas se ajustam, adaptam-se a sua presença, e aprendem a tolerar suas repercussões sobre suas vidas até que a pressão (psicológica via económica) volta-se demasiado grande e se afundam.

Em conseqüência, o arma silenciosa é um tipo de arma biológica. Ela ataca a vitalidade, as opções e a mobilidade dos indivíduos de uma sociedade, conhecendo, entendo, manipulando e atacando as suas fontes de energia social e natural, bem como as suas forças e debilidades físicas, mentais e emocionais.

Nota, Silvio : Se mencionam armas biológicas, eu posso citar algumas substâncias que interferem com o comportamento humano, estamos a ser diariamente doseados: fluor na água,H1N1, químicos na atmosfera ( chemtrails ) ,químicos nos frutos, poluição atmosférica e terrestre, aspartame nos refrigerantes e comidas light, carne animal  animais que foram alimentados com rações, etc.


Introdução teórica

"Dai-me o controle sobre a moeda de uma nação,
e não terei por que me preocupar daqueles que fazem suas leis."

Mayer Amshel Rothschild (1743-1812)


A tecnologia actual das armas silenciosas é uma extensão de uma idéia simples descoberta, sucintamente expressada, e efectivamente aplicada por Mayer Amshel Rothschild.
O Sr. Rothschild descobriu o componente passivo faltante à teoria económica, conhecida sob o termino de indução económica. Obviamente, ele não pensou sobre a sua descoberta nos termos do século 20, pelo que a análise matemática teve que esperar a segunda revolução industrial, a chegada das teorias físicas e eletrónicas, e finalmente a invenção do computador eletrónico, antes mesmo de ser efectivamente posto em aplicação para o controle da economia mundial.



O Sr. Rothschild tinha descoberto que o dinheiro ou as contas de crédito sobre depósito tinham a aparência necessária do poder que podia ser utilizado para induzir às pessoas trocando as suas riquezas contra uma promessa de riqueza maior (em vez de uma compensação real).


Afinal do controle económico teve que esperar que tivesse suficientes dados económicos e uma equipa informática rápido para registrar e ter uma aproximação mais certeira sobre as oscilações económicas criadas pelo " price-shocking " e o excesso de energia sob forma de crédito papel (indução-inductabilidade /inflacção ).

O campo da indústria aeronáutica provê a maior evolução em engenharia económica mediante a teoria matemática do "choque-testing". Neste procedimento, um projéctil é disparado a partir de um avião para terra (solo), e a impulsão do retrocesso (do avião) é medida por censores de vibrações localizados sobre a carroçaria, e conectados a registradores gráficos.

Estudando o eco ou as refracções do impulso de retrocesso sobre o avião, é possível descobrir as vibrações criticas na estrutura do avião (...). Desde o ponto de vista da engenharia, isto significa que as forças e as debilidades da estrutura do avião em termos da energia vibratória podem ser descobertas e manipuladas.


Aplicação à economia:

Para utilizar este método de " choque testing " aeronáutico na engenharia económica, os preços dos produtos estão submetidos a um choque, e a reacção do publico é medida.
O eco resultante do choque económico é interpretado teoricamente pelos computadores e a estrutura psyco-económica é assim descoberto.
É por este procedimento que é descoberto o que define o lar familiar e faz possível a sua avaliação (veja-se avanços de econometria .)

Desde então, a resposta do lar-família ao manejo dos choques futuros pode ser predecida e manipulada, e a sociedade converte-se então num animal bem regulado com as suas renas sob o controle de um sofisticado sistema de contabilidade de energia social regulado por computador.
Finalmente, cada elemento individual da estrutura esta sob o controle de um computador através do conhecimento das preferências pessoais, um tal conhecimento é estendido pela associação informática de códigos de barra com a identificação exacta do consumidor identificado (através do cartão de crédito, e mas tarde com o tatouagem permanente sobre o corpo de um número invisível sob a luz ambiente ordinária).

Silvio: De futuro será um sinal/ tatuagem? Ou mudaram de ideias e vão avançar com o implante digital ?

Graças à prova de choque (choque-testing), foi descoberta uma relação directa ente a disponibilidade do fluxo de dinheiro numa economia e a resposta de uma massa de gente em função a essa disponibilidade.
Por exemplo, estabeleceu-se que existe uma relação quantitativa mensurável entre o preço da gasolina e a probabilidade de que pessoa sofra de dor de cabeça, ressinta vontades de ver uma película violenta, fumar um cigarro, ou ir a um bar para tomar um par de cervejas.


Silvio: Eu posso citar outro exemplo, devido á crise económica em Portugal, subida do Iva e dos preços, a população portuguesa entrou em depressão, nos noticiários falaram que duplicou o consumo de anti-depressivos, e que os portugueses começaram a consumir mais alcóol. Eis aqui um efeito da economia- crise- na vida social.


Indução económica:

Um inductor eléctrico tem uma corrente eléctrica como primeiro fenómeno, e um campo magnético como segundo fenómeno (inércia). Corresponde a isto, um inductor económico a um fluxo de valor económico como primeiro fenómeno, e um campo de população como segundo fenómeno de inércia
Quando o fluxo de valor económico (isto é o dinheiro) diminui, o campo de população humana desaparece com o objectivo de permitir ao valor económico de seguir circulando (caso extremo: guerra).


Amplificadores económicos:

A forma a mais simples de amplificador económico é um instrumento chamado publicidade.

Se uma publicidade televisiva se dirige a uma pessoa como se ela tivesse 12 anos de idade, então, em razão da sugestibilidade, ela terá, com uma verdadeira probabilidade uma resposta ou uma reacção tão desprovida de sentido critico que aquelas pessoas com uma idade de 12 anos.



Consentimento, a primeira vitória:

Um sistema de arma silenciosa opera a partir de dados (informação) obtida de um publico dócil por meios legais. Tanta informação se acha disponível para os programadores de sistemas de armas silenciosas através do Internal Revenue Service. (Ver Estudos na Estrutura da econômica americana para uma lista de fontes I.R.S.)
A informação consiste na entrega obrigatória de dados bem organizados conteúdos nos formulários de impostos federais ou nacionais, colectados, sistematizados, e apresentados pelos mesmos pagadores de impostos e os empregados.

Ademais, o número de tais formulários submetidos à I.R.S. é um indicador útil do consentimento do publico, um factor importante na tomada de decisão estratégica. Outras fontes de dados são expostos na curta Lista de inputs.

Os coeficientes de consentimento são um feedback numérico indicando o estatuto ou grau da vitória. Base sicológica: Quando o governo é capaz de colectar ou arrecadar os impostos e de dimensionar a propriedade privada sem justa compensação, é uma indicação que o publico esta maduro para render-se e consentir sua posta em escravatura e a seu submetimento legal. Um bom indicador, facilmente quantificável, de tempo mas duros no futuro é o numero de cidadãos públicos que pagam um imposto sobre lhe ingresso ante uma carência evidente de reciprocidade ou de serviço honesto por parte do governo.



Diversão, a primeira estratégia:


A experiência mostrou que o método mais simples para voltar eficaz uma arma silenciosa é ganhar o controle do publico é de manter o publico ignorante dos princípios básicos dos sistemas por um lado, sempre levando-lhe à confusão, desorganização, e distraído com temas sem importância real por outro lado.
Isto é obtido com:

1 - descomprometiendo suas mentes e espíritos ; saboteando suas atividades mentais; Provendo programas educativos de baixa qualidade em matemáticas, lógica, desenho de sistema e economia, e desmotivando a criatividade.

2 - Comprometendo as suas emoções, aumentando o seu egocentrismo e o seu gosto pelas actividades emocionais e físicas :
a) - multiplicando as suas confrontações e ataques emocionais (violação mental e emocional) por meio de um estanque constante de violência, de guerra, de sexo nos meios de comunicação social - em particular a TV e os jornais.
b) - dando-lhe o que eles desejam - em excesso - "junk food" para o espírito, e privando-lhe do que realmente precisam.
3 - Reescrevendo a história e a lei, e submetendo ao publico a distrações, de forma a ser capaz de deslocar seus pensamentos sobre suas necessidades pessoais para prioridades externas altamente fabricadas (artificiais).

Silvio: Programas de baixo nível como aqueles na tv de infedilidade em directo, instalam a insegurança na mente das pessoas, programas de piadinhas ordinárias e sem graça distraem as massas, tornando-as distraídas dos problemas da vida e das maquinações do governo.



Resumo da diversão:

Meios de comunicação: Manter o atendimento do publico adulto distraído, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativando-o com temas sem importância real.

Ensino: Manter ao publico ignorante das verdadeiras matemáticas, da verdadeira economia, da verdadeira lei, e da verdadeira história.



Trabalho: Manter o publico ocupado, ocupado, ocupado, sem tempo para pensar, de volta à granja com os demais animais.



Faça isto Para obter isto
Manter o publico ignorante Menos organização publica
Criar preocupação e inquietude Menos defesas
Atacar o núcleo familiar Controlar a educação da juventude
Reduzir a liquidez e dar mais créditos ou indenizações Mas deixar fazer, deixar passar e prover-se de mais dados

Conformismo social Simplicidade na programação informática
Minimizar as queixas contra os impostos Máxima quantidade de dados económicos, mínimos problemas restritivos
Estabilizar o consentimento Simplicidade dos coeficientes
Estabelecer condições-marco Simplicidade dos problemas, solução das equações diferenciais
Apertar as agendas Menos defasagens e borrosidade nos dados obtidos
Maximizar o controle Resistência mínima ao controle





O que se investiga de cada cidadão:

Fontes de informação gerais:
- escutas telefónicas
- vigilância- análise do lixo
- comportamento dos meninos/meninas na escola colégio
-
Nível de vida segundo:
- alimentação
- vestimenta
- alojamento
- meios de transporte
-
Contactos sociais:
- telefone (gravação dos telefonemas registrados)
- família (certificados de casal, de nascimento, etc...)
- amigos, sócios, etc.
- adesão a associações
- afiliação política
A impressão do papel pessoal

Costumes pessoais de compra:
- cheques bancários
- compras por cartão de crédito
- compras por cartão de crédito "marcado" - associação do cartão de crédito com código de barra dos produtos (Ou.P.C. - Universal Product Code)
-
Posses (ativos):
- conta corrente
- caixa de poupança
- deposito em caixa forte de banco
- buissnes
- automóveis
-
Debilidades (passivos):
- empréstitos, créditos de consumo
- inimigos (ver fontes legais)
-
Fontes governamentais:
- Ajudas sociais
- Segurança social
- Indeminizações ou subsídios de desemprego
- Subvenções e bolsas
- Serviço de Rendimentos Interno
- OSHA
- Censos
- etc.
-Outras fontes governamentais:
- Vigilância do correio postal



Comportamentos adaptativos:
- consumo de álcool
- consumo de drogas
- entretenimento, espetáculos

fatores religiosos influenciando o comportamento
- outros métodos para escapar à realidade
-
Sensibilidade política:
- convicções
- contatos
- posição
- forças / debilidades
- projectos / actividades
-
Imputs legais - controle do comportamento:
- registo dos tribunais
- processos verbais (policiais)
- infracções de transito
- denúncias feitas à polícia







Criação de situações controladas, manipulação da economia e da sociedade
- oferecer oportunidades
- destruir oportunidades
- controlar o meio económico
- controlar a disponibilidade de matérias primas
- controlar o capital
- controlar as taxas bancárias
- controlar a inflacção da moeda
- controlar a posse da propriedade
- controlar a capacidade industrial
- controlar a fabricação
- controlar a disponibilidade dos bens de consumo
- controlar o preço dos bens de consumo
- controlar os serviços, a força de trabalho, etc.
- controlar os pagamentos aos servidores públicos de governo
- controlar as funções jurídicas
- controlar as bases de dados pessoais
- controlar a publicidade
- controlar o contacto com os meios
- controlar o material disponível para a recepção de sinais TV
- distrair o atendimento dos problemas reais
- fomentar as emoções
- criar desordem, caos e alinhamento mental
- controlar a elaboração de formulários de impostos mais detalhados
- controlar o armazenamento de informação
- desenvolver análise e perfis psicológicos sobre os indivíduos
- controlar os factores sociológicos
- controlar as possibilidades de riqueza
- fazer do débil uma presa
- neutralizar lhes forças
- succionar a riqueza e a substância

O comportamento do publico é dominado pelo medo, a flojera e a facilidade. Isto é a base do estado de providência enquanto arma estratégica, útil contra um publico indigesto.

Ação- Ofensiva

A maioria das pessoas quer ser capaz de submeter e/ou de matar outros seres humanos que molestam ou perturbam suas vidas cotidianas mas eles não querem enfrentar os problemas morais e religiosos que um tal acto da sua parte poderia gerar.
Em conseqüência, eles asigan o trabalho sujo a outros (incluindo a seus próprios filhos) como para manter o sangue afastado das suas mãos. Eles extasíam-se ao salvar-se animais de humanos e depois sentam-sediantes dum delicioso hambúrguer num bar repintado de alvo abaixo na rua e fora da vista dos demais .

Mas ainda mais hipócrita, eles pagam impostos para financiar uma associação de profissionais de homens celebres colectivamente chamados políticos, e depois queixam-se da corrupção no governo.


Já que a maioria do publico ordinário não exercerá um restrição, há duas alternativas para reduzir a inductabilidade económica do sistema :

1) Deixar o povo matar-se na guerra, o que teria como único resultado a destruição total da vida sobre a terra.

2) Tomar o controle do mundo por meio da utilização de " armas silenciosas " económicas, sob a forma de uma "guerra calma", e reduzir a inductabilidade económica a um nível seguro, mediante um processo de escravatura e de genocídio


Algumas citações para meditar...
"Em política, nada ocorre por acaso. Cada vez que um acontecimento surge, pode-se estar seguro que foi previsto para levar-se a cabo dessa maneira."
Franklin D . Roosevelt
Presidente dos Estados Unidos (1933 a1945)

"O mundo divide-se em três categorias de gentes : Um muito pequeno número que produz acontecimentos, um grupo um pouco maior que assegura a execução e mira como acontecem, e por fim uma ampla maioria de não sabe nunca o que ocorreu em realidade "
Nicholas Murray Butler
Présidente da Pilgrim Society, membro da Carnegie, membro do CFR (Conselho para as Relações Externas, Council on Foreign Relations)


Números para reflectir:

Segundo um Relatório do Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento (PNUD):
As 3 pessoas mais ricas do mundo são tão ricas como os 48 países mais pobres.

A riqueza das 84 pessoas mais ricas do mundo supera o produto interno bruto da Chinesa com os seus 1,2 Mil Milhões de habitantes.

As 225 pessoas as mais ricas dispõem de uma fortuna equivalente ao rendimento anual acumulado do 47% do total de indivíduos mais pobres do planeta, isto é mais de 3 Mil Milhões de pessoas.

Segundo o mesmo organismo de Nações Unidas, seria suficiente menos de 4% da riqueza acumulada destas 225 maiores fortunas mundiais (avaluado em mais de 1.000 Biliões de dólares) para dar a toda a população do planeta acesso às necessidades básicas e acesso aos serviços elementares: saúde, educação, alimentação.

Informe ONU - PNUD 1998 - disponível em Economica, 49, rue Héricart, 75015 Paris


Nos Estados Unidos, os mais 100 importantes Chefes de empresa (Gerentes Gerais) ganham cada um de média 1000 vezes mais do que os seus empregados "ordinários".

Em 2002, George W. Bush decidiu um aumento dos gastos militares de 40 BILHÕES de dólares.
Este só aumento do orçamento militar americano representa exatamente a quantidade de dinheiro necessário para resolver definitivamente o problema da fome no mundo. (segundo estimações da ONU)


 O controle da imprensa

[...] Procederemos da seguinte forma com a imprensa:
Seu papel é o de excitar e inflamar as paixões entre o povo 


[...] e o público está muito longe de poder imaginar quem é o primeiro beneficiário da imprensa. [...] 
Entre todos os jornais, haverá também quem nos atacará, mas como somos os fundadores desses jornais, seus ataques se dirigirão exclusivamente sobre os pontos que lhes teremos determinado com antecedência. [...]


[...] Nenhuma  noticia Essas agências, estando sob nosso controle, só publicam o que aprovamos. [...]
[...] Nossos jornais serão de todas as tendências, aristocráticos, socialistas, republicanos, às vezes mesmo anarquistas, enquanto existir a constituição. [...]


[...] Esses idiotas que acreditarem que o texto de um jornal reflete sua própria opinião  nada fazem, na realidade, a não ser repetir nossa opinião  ou aquela que desejamos ver exprimida. [...]


Fonte: http://perso.wanadoo.fr/metasystems/ES/Topics.html

Tradução para português: Silvio G

« A diferença entre o pessimista e o optimista consiste no facto de o pessimista estar, em geral, mais bem informado »