Google+ Badge

sábado, 20 de junho de 2009

AS PROVAS DA EXISTENCIA DOS UFOS (FOTOS E PROVAS)







































23 de setembro de 1947
PARA: Comando Geral
Forças Aéreas do Exercito
Washington 25, D.C

ATENÇÃO: General-Brigadeiro George Shulgen.
AC / AS-2

23 de setembro de 1947
PARA: Comando Geral
Forças Aéreas do Exercito
Washington 25, D.C
ATENÇÃO: General-Brigadeiro George Shulgen.
AC / AS-2
1. Como solicitado pela AC / AS-2, apresenta–se abaixo a opinião considerada deste comando a respeito dos assim chamados “discos voadores”, Essa opinião é baseada em dados de relatos de interrogatórios fornecidos pela AC / AS-2 e estudos preliminares pelo pessoal do T-2 e Laboratório de Aeronaves. Divisão de Engenharia T-3. Chegou-se a essa opinião numa conferencia entre o pessoal do Instituto Aéreo de Tecnologia, Informações T-2, Escritório Chefia da Divisão de Engenharia e Laboratório de Aeronaves, Usinas e Propulsores da Divisão de Engenharia T-3.
2. É de opinião que:


3. a) O fenômeno relatado é real e não visionário ou fictício.
4. b) Existem objetos, provavelmente, de formato 

semelhante a um disco,de tamanho perceptível, que parecem ser tão grandes quanto as aeronaves feitas pelo homem.

5. c) Os relatórios de características de operação tais como: extrema velocidade para subir e maneabilidade (principalmente volta completa em torno de seu eixo longitudinal), ação esta que deve ser considerada evasiva quando comunicada por aeronave conhecida e radar, empresta credibilidade para a possibilidade de que alguns objetos são controlados manualmente, automaticamente ou a longa distância.

6. d) A descrição comum da aparência dos objetos é como segue:


7. e) superfície metálica ou refletindo luz.


8. f) Ausência de rastro, com exceção de alguns casos, quando o objeto estava operando sob elevadas condições de desempenho.


9. g) Formato circular ou elíptico, superfície plana na parte de baixo e cúpula em cima. 10. h) Diversos relatórios de favorável preservação de formação de vôos, variando de três a nove objetos.


11. i) Normalmente não há som, com exceção de três exemplos, em que um forte ruído continuo foi notado.
12. j) Níveis normais de velocidade de vôo são calculados acima dos trezentos nós.


13. k) E possível dentro da atual tecnologia dos EUA – previsto que detalhado extenso programa de desenvolvimento seja assumido – construir uma aeronave pilotada, que tenha a descrição geral do objeto subparágrafo “e” acima, que fosse capaz de uma variação aproximada de onze mil duzentos e cinqüenta quilômetros numa velocidade subsônica.
 





PILOTOS SÃO AMEAÇADOS PELA CIA E NÃO PODEM RELATAR OS FATOS  

“(Carta ao Presidente Ronald Reagan): Estimado Senhor Presidente, a CIA[e tudo aquilo que esta por trás dela, como o nome disfarce MJ – 12 ou PI – 40, o NSA, a Sociedade Jason, o CFR, TC, Os Bilderburguers, em suma, o governo clandestino etc. ] lançou ao ridículo sobre a própria constituição dos Estados Unido, decretando que o cidadão americano deve conhecer ou não deve... Por causa disso, nós do JMP, solicitamos a vossa Excelência, na condição de Presidente, emita uma ordem executiva que torne obrigatório a todos, militares, políticos, na ativa ou mesmo aposentados, e que possuam informações sobre óvni, de tornarem públicos seus testemunhos diante de um comitê especial do Congresso, o qual garantir-lhes salvaguarda e imunidade. A CIA insiste em alegar que o acobertamento ou Black-Out é necessário para manter os militares em estado de alerta. A NSA, NASA, CIA, RAND, e associadas da AFOSI informaram-nos que os óvnis tem as mais diversas origens. Cada óvni que aparece, pode-se dizer que representa uma civilização avançada em milhares de anos da nossa. Daí porque todas as operações deles nos parecem não explicáveis. Praticamente não podemos fazer nada para nos proteger deles. A aviação militar terrestre em sua totalidade fica praticamente impotente quando tem que se confrontar com os óvnis. A CIA e o Pentágono sabem muito bem da irrefutável habilidade que os óvnis possuem ao interferir em nossos instrumentos eletrônicos, tanto na terra como no ar, bem como a capacidade deles de desestabilizar instantaneamente todos os sistemas de comando das forças armadas. A CIA se empenhou em tentar compreender cada acontecimento e tentou reproduzir os sistemas de propulsão dos óvnis. Isso apenas significou que inumeráveis vidas de pilotos foram sacrificadas. A Força Aérea ordenou que seus pilotos perseguissem propositalmente os óvnis, com a esperança de derrubar ou capturar um aparelho desses. Mas isso na maioria das vezes só resultou na explosão dos aviões e na morte dos pilotos. Parece que os tripulantes dos óvnis “adivinharam’ todas as ações de nossos aviadores. Analisamos centenas de filmes onde os óvnis aparecem e nenhum deles parecia se teleguiado[ao contrario havia uma inteligência por trás).” “A CIA e forças estranhas, mas muito poderosas impuseram silencio aos pilotos comerciais e de guerra, testemunhas perfeitas das observações ao vivo. Não lhes permitem falar em público, nem mesmo entre eles. Interrogam-nos, ameaçam-nos, intimidam-nos. Molestam militares que viram tais objetos para convence-los a dizerem “sempre aquilo que não viram”!. Obrigam-nos a falar sobre aquilo que deveriam ter visto, mas nunca óvnis e isso vem acompanhado pela ameaça de julgamento, de encarceramento, de transferência para outras bases, ou ainda enviam para hospitais psiquiátricos ou até mesmo para prisões militares. Atualmente, graças aos sistemas de detecção mais sofisticados, os óvnis são percebidos mais freqüentemente sobre nossas bases militares e sobre os silos subterrâneos, de onde saem os mísseis nucleares. Eles vem observar ou espionar os lugares secretos e proibidos e as nossas experiências militares. A RAND disse que a CIA considera que uma catástrofe de grande envergadura como o aparecimento em massa de óvnis sobre a cidade de Washington e da Casa Branca em 1982, não poderá voltar a acontecer. “Um grupo cientifico da NASA concluiu que o acobertamento tinha que acabar porque o público já sabia que os astronautas haviam fotografado óvnis no espaço exterior e que suas naves foram seguidas pelos óvnis. Não obstante, tais astronautas, de tempos m tempos, foram constrangidos a mentir à Grande Imprensa. A CIA insistiu na manutenção do black- out e fez pressão sobre a NASA para que ela continuasse mentindo ao público.

Um comentário:

  1. Excelente blog!

    Os EUA sabem a tempo sobre a existência dos UFOs, mas nunca divulgam. O motivo, creio eu, seria uma crise social e religiosa, onde as pessoas descobririam que tudo que aprenderam sobre a vida (principalmente no sentido religioso) é uma grande mentira.

    ResponderExcluir

COMENTE AQUI