Google+ Badge

sábado, 20 de dezembro de 2008

BASES SUBTERRÂNEAS NAZISTAS NA GROENLÂNDIA "PONTO 103"
















“ Wiener Montag” de 29 de Dezembro de 1947: “Grupos de Combate Ainda Ativos na Groenlândia? Desembarcados Submarinos Alemães há Quase Seis Anos na Planície Nevada!”. Segue o texto do jornal: “O Comandante Hammerlein, que antes da Segunda Guerra Mundial fez várias expedições polares, chefiou o grupo Bando Branco da Morte, muito bem equipado e com 150 homens que portavamos mais sofisticados; a 180 Km do porto Augmasalik constituíram uma estação para telegrafar informações metereológicas para a Alemanha. Com os submarinos vieram os mantimentos e dois geólogos que provavelmente buscavam urânio; segundo os esquimós, os alemães trouxeram um avião desmontado no Outono de 1943. No outono seguinte, vieram no último transporte 30 homens da SS e em Maio de 45, 150 sodados desapareceram da região, mas alguns anos depois os esquimós acharam os mesmos alemães em1947, na Groenlândia.”

A clara implicação disto é que a inscrição “Thule 1 K” é “Thule Kampfgruppe 1 e que jamais se renderia, tendo uma missão a cumprir; é notório o fato que os americanos não descobriram bases na Groenlândia por duas razões: a primeira é que a região é enorme e porque, como aconteceu na Nova Suábia, essas bases foram cosntruídas sob o gelo e rocha a uma profundidade de 2.000 metros. Se a base fosse dedectada, os alemães se serviriam de duas novas armas, a de raios laser inventadas por Nicola Tesla e o Paralizador de Motores, capazes de imobilizar à distância tanto aviões quanto automóveis. Landig nos diz que a base a leste da Groenlândia tinha de 80 a 100 homens da Wermacht, mas estranhamente isolada das demais; se isto não for suficiente, há uma fotografia de soldados americanos comendo rações capturadas de bases germânicas na Groenlândia, fora outra que exibe um barco alemão com suprimentos da região.

O vídeo “Segredos Ufológicos do Terceiro Reich” ( N.T.: o vídeo “Os Ufos do Terceiro Reich”, editado por Rodolfo Heltai com tradução e comentários deste tradutor, é ainda mais completo) sugere que as bases groenlandenses serviam como apoio aos Discos Voadores e é preciso dizer que William Landig diz em sua obra “ficcional” que os fatos são verídicos mas os nomes foram mudados por razão de segurança. Isso significa que o seu Ponto 103 não é a Groenlândia e sim a região ártica canadense, embora outros detalhes geográficos nos dêem a entender que é da Groenlãndia que se trata por ser próxima da Noruega. A base do Polo Norte alemã era denominada de Ponto 103 por Landig, que a descreveu como sendo muito grande e importante contendo hangares para aviões, armas, suprimentos, comida, munição, comando de oficiais, salas de conferência militar, sem falar em todo tipo de instrumentos estocados. Centenas de soldados guardavam o local, que como as demais, funcionava como estação metereológica, dando a impressão de que se parecia com a Força Aérea, exceto que se localizava no Polo Norte e que os suprimentos estavam enterrados em rocha sólida; uma montanha semi-circular amuralhava o Ponto 103 e o sopé serviu de pista para aviões especiais ( D.V.s? ) que por motivo de segurança não podiam ser montados na Alemanha. O ponto 103 se conectava com outras partes do mundo através dos V-7; após a Capitulação de 8 de Maio de 45, as insígnias da Luftwaffe foram substituídas pelo símbolo do Sol Negro (Um círculo preto e vermelho). Novas ordens chegavam ao Ponto 103 por rádio e aquele estava ligado às bases antárticas e a nodeste dos Andes. Muitos ramos das Forças Armadas (antiga Reichwehr) foram representadas pela SS em muitos segmentos, sendo possível que a Divisão Polaris fizesse parte da Thule Kampfgruppe quando habitava o Ponto 103; Polaris se referia à estrela polar, a única que permanece estática enquanto as demais circulam no céu noturno, apontando o norte verdadeiro aos navegadores. Curiosamente, há dois pontos magnéticos polares no ártico canadense e Landig descreve, além dos V-7, outros aparelhos aéreos que não tinham sido produzidos como o Junker Dornier, logo construído em Berlim, com duas fuselagens e uma tripulação de tres pilotos e era desarmado e refrigerado a ar com motor Daimler-Benz 606 com quatro motores fazendo o avião atingir 735 Km p/hora, comalcance de 8.000 Km, sendo extraordinariamente rápido, funcionando como nave de reconhecimento; já o Dornier 635 tinha a surpreendente função de puxar grande massa, i. é, outro avião, lembrando o glamuroso Messerschmidt gigante; o que era curioso é que o 635 era resultado de uma fusão de dois Dornier 335 com asa central. O piloto sentava à esquerda do aparelho junto com o homem do rádio enquanto que o co-piloto ocupava olado direito do”gêmeo, sendo que o combustível ficava armazenado no centro da asa e o aparelho era similar ao Heinkel 111. O Dornier 635 foi trazido para o Ponto 103 através da Noruega, equipado com nova espécie de bússola que não se orientava por linhas magnéticas porque bússolascomuns não funcionam no Polo Norte. A nova bússola, a HimmelKompass ou Bússola Celeste, usava a posição do sol, funcionandomesmo no crepúsculo ou quando o astro estava abaixo da linha do horiizonte, já que a luz solar é polarizada quando atinge a Terra, produzindo forte campo magnético na região. Com o auxílio de outras ferramentas de mensuração, a localização exata era conseguida; presumivelmente, todas as aeronaves, incluindo as V-7 eram orientadas pela Himmelkompass. Um Segundo avião, semelhante a um inseto era o Dosthra, que usava insígnia de dois círculos pretos (Shwartze Rundel); sua envergadura media um lado da asa dum B-29, construído em metal comprimido a pressão de 400.000 atmosferas, que funcionava como armadura protetora e o que realçava a aparência de inseto eram as duas torres de vidro com metralhadoras na frente do aparelho. Em vez de metralhadoras, o Dosthra era munido de raios letais, atraindo ou repelindo forças magnéticas lançando balas especiais de inacreditável velocidade. Tinha uma tripulação de sete pessoas, podendo operar com apenas cinco. Com trem de pouso de quatro metros de diâmetro, aterrissava confortavelmente; suas asas possuíam quatro propulsores radiais Argus. E como no caso do B-36 americano, outro motor era colocado na parte detrás do aparelho e nas pontas das asas, podemos dirigir o avião, muito resistente. O Dosthra voava a 830 Km p/hora e seu alcance era de 22.000 Km, com altitude de 32.000 Km, podendo voar à América costa a costa. Não se sabe se era usado como bombardeiro mas é uma possibilidade. O desenvolvimento do Dosthra ( Dornier Stratosphaeren Flugzeug) ou Avião Dornier Estratosférico, que gerou o Haunebu, o mais “conhecido” segredo do Terceiro Reich, um autêntico Disco Voador, com características maiores que o Vril, ambos movidos eletro-magnéticamente. Durante a Segunda Guerra, a Alemanha foi rodeada de inimigos ferrenhos e o governo teve que importar trabalhadores de vários países ocupados; a espionagem inimiga tinha problemas de distância e relativa homogeneidade étnica. Além disso, o código secreto alemão foi decifrado pelos ingleses: a máquina “Enigma”; os alemães confiavam em Enigma porque o código era reprogramado mecânicamente, sendo que o envio e o recebimento de mensagens obedecia a um arranjo de tempo e issojá não podia ser feito.

Contrariamente ao que se pensa, os alemães não eram idiotas; conhecendo sua derrota, os técnicos desenvolveram uma espionagem “low tech”, usando mensagens dos Aliados contra eles mesmos, como o de falsear a numeração dos submarinos afundados, escondendo dos inimigos poderosa frota de mais de cem U-Boots. Dois ou mais projetos possuíam o mesmo codinome, o que deixava os americanos zonzos, sem mencionar que os projetos tinham diferentes níveis de prioridade e segredo. Renato Vesco batizou de “Bolas Luminosas”( Kugelblitz) para denominar os D.V. da Segunda Guerra, porém um escritor contestou-o, dizendo que o Kugelblitz era peça de ignição usada na bateria anti-aérea; o escritor Moore pensava que dois projetos diferentes não deveriam Ter o mesmo nome e que um deles deveria ser falso. Isso apenas serviu para se jogar a água da bacia com o bebê junto...

O que esse escritor não sabia que havia um terceiro Kugelblitz, um tanque anti-aéreo; os truques dos alemães confundiram pessoas como as que atacaram Vesco, como também os países vencedores por 50 anos. Lembremo-nos que havia tres Kugelblitz, o tanque, a ignição e o Disco Voador eram níveis de prioridade e segredo; dois projetos homônimos não significam uma fraude. Recordemo-nos do Dosthra bombardeiro, avião e Haunebu, ambos envolvendo vôos de longa distância e a firma Dornier podia se beneficiar da confusão gerada pela mesma designação; de fato, os ingleses captaram uma mensagem a respeito do haunebu-Dosthra já em 1941 e os britânicos não creram nela...

Sabemos que a SS mantinha um departamento de energia alternativa, a Instalação de Desenvolvimento 4 e outra instituição era o Gabinete Especial 13 com codinome Urano-13 e que a energia Vril foi adaptada para os D.V. V-4 e V-7, conectados esses departamentos com o Ponto 103. O Vril é descrito como sendo a extração da eletricidade na condição de agregado de massa, como umgás, um fluido e ao mesmo tempo um sólido, uma aplicação do éter em alta voltagem descrita por William Lyne em seu livro “Alienígenas do Pentágono”. A personagem do livro de Landig, o capitão Reiner, diz: “Apenas falsas predisposições nos impedem que dominemos a fissão nuclear; o Ponto 103 é um império, não uma ilha.”

O Ponto 103 ocupou-se também com a pesquisa de energia alternativa baseada no calor latente da atmosfera, usando o vapor de benzeno, processo desenvolvido em 1944 pelo engenheiro Doczekal como um motor perpétuo; esse calor é gerado ou absorvido por fusão ou vaporização.

Um invento maravilhoso foi o Magnetofunk, que através de ondas magnéticas desviava a rota de aviões inimigos, fazendo com que nunca achassem o Ponto 103, que por causar alterações na leitura do norte magnético, deveria estar muito próximo ao polo magnético numa área em que distorções da leitura da bússola eram esperadas, além de que novo aparelho pudesse guiar os aviões a local seguro. O norte geográfico, localizado a 70 graus de latitude norte e 29 graus de longitude oeste na península Boothia no território noroeste do Canadá; pela lógica, o Ponto 103 estaria na ilha do rei William ou na ilha Príncipe de Gales, ilha Somerset, ilhas Baffin ou ainda a ilha Victoria, todas rodeando o polo magnético. A pergunta é: como os pilotos alemães conseguiam localizar a base na vastidão gelada? Simples: usavam uma combinação da Bússola Celeste com o sistema Junker-Dornier.

Em 1978, sete anos depois que Landig escreveu sua obra, um cidadão do NOVO MÉXICO, Bill Lyne, colecionava objetos insólitos, além de ouro; na cidade de Albuquerque, Lyne comprou de uma instalação militar americana, a Base Scandia, um velho aparelho navegacional, compreendendo que estava diante de um velho achado: era uma bússola, um giroscópio manual fabricado na Alemanha em 1942;



Bases subterrâneas
Recentemente, deparei com uma lista muito interessante de um livro chamado ingressos para os túneis subterrâneos "Underground Bases Alien" (UAB) ISBN: 0-938294-92-X (UAB), que pretende listar
todas as entradas conhecidas subterrâneos de bases. Aqui é onde estão!

New York City
Há uma entrada para os túneis em Nova York "nos arredores de Manhattan que pode ser alcançado através de um poço de elevador abandonado que só muito poucos conhecem

O Nahanni Vale Ingresso (Canadá)
Este abrange 250 quilômetros quadrados no extremo sul das montanhas do Canadá Mackenzie. Encontra-se quase 550 milhas a oeste de Fort Simpson no Rio Mackenzie, no noroeste do Canadá. As fontes termais e gêiseres de enxofre manter o vale mais quente que nas áreas circundantes de cerca de 30 graus o ano todo (o vale é acima de 60 graus de latitude), tornando-se perpetuamente coberto de névoa. Este vale é habitado apenas por animais como pessoas que entram no vale são normalmente encontrados sem cabeça e completamente morto. As tribos indígenas da área de evitar este vale. (Essas tribos incluem os Ojibways, o escravo, os Dogribs, o Stoney, os castores e as Chipweyans.) Este vale é muitas vezes referida como "Vale dos homens sem cabeça.

A entrada da caverna Liyobaa
Este foi selada por padres católicos, que acreditavam que ela seja uma entrada para "o inferno". "A aldeia de 'Liyobaa' ou para traduzir," The Cavern of Death ", foi localizado na província de Zapoteca, em algum lugar perto da antiga vila de 'Mictlan' ou a aldeia dos Underworld '.

"The Cavern of Death foi realmente localizado na última câmara de um edifício de câmara de oito ou templo. Este templo tinha quatro quartos acima do solo e quatro câmaras mais importantes construídos abaixo da superfície da Terra. Este edifício estava localizado em" Theozapotlan " e da entrada do túnel levou um debaixo de uma montanha.

A entrada da caverna maltês
Esta entrada está localizado na ilha de Malta, perto da pequena aldeia de "Casal Paula." (Esta aldeia é construída sobre a "Corradino" plateau, e tem vista para a cidade capital de Malta, "Valletta", bem como Grande Porto.) Em 1902, operários escavavam um poço em Casal Paula caiu em uma caverna subterrânea. O poço estava sendo cavado para uma casa em "Hal Saflienti," a rua principal em Casal Paula. A caverna dos trabalhadores havia caído conectado com todo um complexo de cavernas e túneis. Esta entrada é conhecida como a "Hypogeum de Hal Saflienti." (Em latim, "Hypogeum" é o nome de uma estrutura subterrânea.) "Os túneis sob a Hypogeum ter sido selada mesmo desde uma escola levou 30 alunos para as cavernas e desapareceu, guia e todas as partes. Busca nunca foram capazes de localizar qualquer vestígio das pessoas e crianças.

O Staffordshire, Inglaterra Entrada
Em algum lugar em Staffordshire, Inglaterra, um campo solitário em que existe um operário descobriu uma grande chapa de ferro abaixo da terra. O "hatch" era grande e oval, com um anel de ferro montada sobre ele. Esta entrada levou para os túneis. O campo está em um vale cercado por todos os lados por florestas. O trabalhador estava cavando uma vala para algum propósito. O incidente foi relatado em "A History of Staffordshire", pelo Dr. Plot, que escreveu o livro no final de 1700. Pode ser possível encontrar a entrada se ela pode ser verificada exatamente o que vale o trabalhador estava escavando dentro

A Dulce, Novo México Base de Dados
Uma base subterrânea Militar / Laboratório de Dulce, Novo México se conecta com a rede subterrânea de túneis que favos nosso planeta, e os níveis mais baixos desta base são supostamente sob o controle dos seres do interior da Terra ou estrangeiros. Esta base é ligada a centros de pesquisa de Los Alamos através de um metro "tubo de transporte." (Pode-se assumir que forma a lançadeira seria uma construção de linha recta. Deve então ser possível, usando mapas e alguns dedução, para determinar o local mais provável desta base, especialmente desde que a localização geral já é conhecido. ) A partir de 1947, uma estrada foi construída perto da Base Dulce, sob a capa de uma empresa madeireira. Não madeira nunca foi rebocado, ea estrada foi mais tarde destruída. Navajo Dam é a principal fonte Base de Dulce de poder, apesar de uma segunda fonte é em El Vado (que é também uma outra entrada). (Nota:. Os fatos acima também deve ajudar a localizar a base) A maioria dos lagos perto de Dulce foram efectuadas através de subsídios do governo "para" os índios. (Nota: A Setembro de 1983 questão da Omni (Pg. 80) tem um desenho colorido de 'O semiperene ", o Los Alamos máquina túnel de propulsão nuclear que tocas através da rocha, no subsolo, por aquecimento qualquer pedra que ele encontra em fundido . rock, que resfria após a semiperene mudou O resultado é um túnel com um revestimento de vidro liso,) "(Nota:. Onde a rocha derretida ir E o que foi feito com esse conceito desde 1983)?

Bechtel (BECK-tul) é um super segredo polvo corporativo internacional, fundada em 1898. Alguns dizem que a empresa é realmente o braço de trabalho um "Governo Sombra da CIA. É a maior construção e equipamento de engenharia nos EUA e no Mundo (e alguns dizem que, além dela). "" As mensagens mais importantes no Governo dos EUA são ocupados por ex-oficiais da Bechtel. Existem mais de 100 saídas secretas de perto e em torno de Dulce. Muitos ao redor Archuleta Mesa, outros para a fonte em torno de Dulce Lake e até mesmo como Extremo Oriente como Lindrich. Seções profundas do Complexo conectar em Sistemas de caverna natural. (Nota:. Os elevadores, luzes, portas e na Base de Dulce são magneticamente controlado)

A área em torno Dulce teve um elevado número de mutilações de animais relatados "Os pesquisadores da Base de Dulce também sequestrado várias pessoas da população civil de Dulce e implantados dispositivos de vários tipos em suas cabeças e corpos (Nota:.. Livermore Berkeley Labs (onde? ) começou a produzir sangue para a Base de Dulce em meados de 1980, e os raptos Humana e Animal desacelerou consideravelmente. Pode valer a pena fazer o check-out Livermore Berkeley Labs.) DELTA grupo (do Grupo Nacional Recon) é responsável pela segurança de todos os estrangeiros conectados projetos. O símbolo DELTA é um triângulo preto sobre um fundo vermelho. símbolo Dulce Base de Dados é um Delta (triângulo) com a letra grega "Tau" (t) dentro dele, e então todo o símbolo é invertido, de modo que os pontos do triângulo para baixo, eo "Tau" também é invertido. Christa Tilton (foi raptado e levado para a Base de Dados de Dulce) Ela é o editor do "Crux" A revista, que trata de OVNIs, raptos, etc PO Box 906237 Tulsa, Oklahoma (zip? ??)

Bases nos Estados Unidos Mt. Ranier, Estado de Washington Mt. Lassen, Tehama County, Califórnia Death Valley, montanhas da superstição da Califórnia, Arizona Mt. Shasta, Califórnia Brown Mountain, na Carolina do Norte Mt. Entrada Ranier.

Um muito ativo base de UFO existe sob o monte. Ranier. Há também disse ser subterrâneos "cofres", contendo os registros dos Lemurianos antigos. (Nota: FL Boschke escreveu o livro "O inexplicável", sobre os mistérios que cercam o Monte Ranier.). A calota de gelo do Monte. Ranier contém um labirinto de corredores e cavernas. Em agosto de 1970, os cientistas subiu ao topo do Monte. Ranier, e entrou destas cavernas e túneis. Foram encontradas evidências indicando que um pequeno lago existe nas profundezas do gelo. É possível que se poderia encontrar uma maneira de obter sob o monte. Ranier através destes túneis.
O Mt. Mt Entrada Lassen. Lassen em Tehama County, Califórnia, é uma entrada para uma grande cidade subterrânea. Próximo ao pé do Monte. Lassen é uma cidade chamada Manten. Um homem chamado "Campos Ralph B." viveu (vive?) Lá, e encontrou a entrada para a cidade subterrânea. Seu amigo "Joe" estava com ele. A entrada da caverna está no lado da montanha, a pouco mais de 7.000 metros acima do nível do mar, e está perto de uma rocha aflorante adequado para acampar sob.

Death Valley, na Califórnia. Entrada.
Locais lendas indígenas falam de um túnel que corre sob o deserto. (Nota: O livro "Os homens do Vale da Morte", conta a história de 3 pessoas que deveriam ter encontrado uma cidade subterrânea conectado com este túnel, e que de fato tomaram tesouros de que A entrada para o túnel do Vale da Morte está no Panamint. Montanhas para baixo sobre o bordo inferior da gama de perto Wingate Pass, no fundo de um eixo abandonada. A parte inferior do veio é recolhido, abrindo uma entrada para um sistema de túnel grande contendo tesouro muito. Estes túneis ligar-se com a superfície também através arcos (como janelas grandes) no lado da montanha e olhar para baixo em Vale da Morte. Eles estão muito acima do vale agora, mas eles foram uma vez à beira da água, e foram acessados ​​por barcos. O "janelas" no Vale da Morte lado das Montanhas Panamint são cerca de 4,500-5,000 metros acima do fundo do Vale da Morte, e estão do outro lado do Rancho Furnace Creek. A partir dessas aberturas você pode ver o verde da fazenda abaixo de você e Wash Furnace Creek em todo o vale . (Assim, com binóculos de alta potência ou um telescópio, você deve ser capaz de ver as aberturas do Rancho Furnace Creek, ou Washington) Você pode reduzir Emigrante Canyon para Death Valley. Você pode, então, estacionar ao lado da estrada entre Forno Creek Ranch Bed eo sal. (A partir daqui, as janelas devem ser visível através de binóculos.) lendas indígenas dos índios Paiutes falar das pessoas que viviam em cavernas do Panamint do.

O Mt. Shasta, CA Entrada
Há túneis sob Mt. Shasta que levam a uma base de UFO lá, bem como túneis que ligam com a rede de túnel vasta a nível mundial. A cidade lemuriana "Telos" é dito que existe sob o monte. Shasta. William Hamilton fez muita pesquisa sobre Mt. Shasta e os túneis. Ele privada publicou um livro intitulado "Magic Alien" 249 North Marca Boulevard, Suite 651 Glendale, CA 91203

A entrada Montanha Brown
Brown Mountain é na Carolina do Norte perto Morganton. Morganton é "cerca de 15 quilômetros ao norte de um marcador de estrada real que foi publicado pelo Estado de fornecer qualquer visitante a melhor vista" da Montanha Brown. Brown Mountain é uma área em que muitas luzes estranhas foram vistas. Há entradas que levam dentro da montanha a uma base alienígena isolado (?).

Canadian UFO Bases
Entradas no Lago Ontário possíveis bases submarinas OVNI / cidades. Túneis Toronto levando a cidade subterrânea. Newfoundland Mina de Ferro Condenado conecta com túneis. Lago Ontário "luzes" Orange-coloridas esferas foram vistos saindo de / mergulho no lago Ontário. A área de maior atividade é entre Oakville e Toronto. Pode haver uma conexão com a planta Lakeview Hydro-elétrico, como muitos desses UFOs foram vistos indo na direção. (Nota: "O Triângulo dos Grandes Lagos", de Jay Gourley seria leitura interessante para obter mais informações sobre UFOs, etc na área dos Grandes Lagos.)

Toronto Entrada
Há uma pequena abertura para os túneis subterrâneos fora Parliament Street, no centro de Toronto. (A entrada é entre dois prédios de apartamentos, e leva para os túneis através dos esgotos). A cidade subterrânea (abandonado?) Abaixo Toronto tem o seu centro sob Gerrard Street e Church Street. Acima desta área, estranhas efeitos magnéticos têm sido observados. (Nota: Esta esquina das ruas Gerrard & Igreja tem uma taxa de acidentes mais elevada do que em qualquer outro lugar em Toronto Acredita-se que o equipamento subterrâneo utilizando poderosos campos magnéticos (que têm causado muitos estranhos efeitos magnéticos em casas perto deste cruzamento) são responsáveis ​​pela bizarra. falhas de equipamentos que muitas vezes são a causa desses acidentes.) Os índios perto de Toronto tem lendas desses túneis.

Terra Nova mina de ferro de entrada
Depois de uma das minas de ferro, em Newfoundland tinha sido cavada mais profundamente do que quaisquer outros estranhos acontecimentos fez com que o meu para ser desligado. A cidade mineira em que a mina está localizada perto da fronteira Newfoundland-Quebec. Esta mina, tendo sido condenado, está fora dos limites, e que a polícia faz valer isso. Esgueirando-se tarde da noite parece ser a única maneira de ganhar a entrada.

BRASIL
Um túnel no Brasil está perto de Ponte Grosse no estado do Paraná. (Pomares foram vistas aqui.) Outra entrada no Brasil está perto de estado Rincon, do Paraná. Além disso, no estado de Santa Catarina, Brasil, perto da cidade de Joinville, há uma montanha que contém uma entrada para os túneis. (Santa Catarina é uma área viva com a atividade subterrânea, incluindo 'cantar' estranho do subsolo). Outra entrada no Brasil está no estado de São Paulo perto de Concepiao. Ainda uma outra entrada em Santa Catarina perto de Gaspar tem pomares subterrâneas. "Os estados de Santa Catarina e Paraná, Brasil, são em forma de colméia por uma rede de túneis Atlantes que levam a cidades subterrâneas."

Dulce & Outros metro
Bases e Túneis
por William Hamilton III

(Trecho do Top Secret cósmica por William H. Hamilton III)

Bases subterrâneas e túneis

Será um mundo estranho existe debaixo de nossos pés? Lendas estranhas têm persistido por séculos sobre o mundo caverna misteriosa e os seres igualmente estranhos que nele habitam.

Mais ufólogos têm considerado a possibilidade de que os OVNIs podem ser provenientes de bases subterrâneas, que OVNIs e extraterrestres construíram essas bases para a realização de várias missões que envolvem a Terra ou seres humanos.

A crença em um mundo subterrâneo tem sido transmitida como mito, conto, ou rumor ao longo das gerações de todo o mundo. Algumas dessas histórias remontam a tempos antigos e contar contos fantásticos de flora e fauna que podem ser encontrados nas cavernas de raças antigas. Sócrates falava de buracos enormes no interior da Terra que é habitada pelo homem, e vastas cavernas quais correm os rios.

A caverna lendária grande supostamente existe abaixo Kokoweef Peak, no sudoeste da Califórnia. Earl Dorr, um mineiro e prospector, seguido pistas dadas a ele por índios. Ele entrou na caverna de cristal dos anos trinta e seguiu uma passagem para dentro da montanha Kokoweef até atingir uma profundidade de cerca de um quilômetro. Lá, ele entrou em uma grande caverna que ele passou a explorar por uma distância de oito quilômetros. No fundo da caverna, um rio fluiu, subindo e descendo com as marés lunares, e depositando areias negras ricas em ouro de aluvião ao longo de suas margens. Um dia, enlouquecido por febre, Dorr usado dinamite para selar fechar a entrada de sua caverna fabuloso, e começou uma lenda que ainda atrai os homens a buscar a riqueza fabulosa abaixo Kokoweef.

Em nenhum lugar é a crença em um mundo subterrâneo mais prevalente do que com os índios da América do Norte. Os Hopis acreditavam que surgiu de um mundo abaixo da terra através de um túnel na base dos picos de San Francisco perto de Flagstaff.

Existem também lendas sobre misterioso Monte Shasta, no norte da Califórnia. A montanha é dito ter abrigado uma raça de lemurianos sobreviventes que construíram um santuário nas profundezas da terra para fugir das catástrofes que se abateram sobre eles. Estes Lumerians se aliaram com os viajantes espaciais que construíram uma base de pires dentro da montanha.

Se existem cidades antigas em cavernas debaixo da terra é uma incógnita, mas é um fato que os governos construíram túneis subterrâneos e instalações para uma variedade de razões. Os chineses, russos, vietnamitas todos os túneis subterrâneos construídos e bases. Ele não deve vir como uma surpresa que a América tem vindo a construir seu próprio mundo subterrâneo.

Um relatório evasivo no 07 de agosto de 1989 edição do EUA News and World Report, revela o plano secreto para continuar a governo em caso de um desastre. O plano é chamado de "Continuidade do Governo" ou COG. O artigo afirmava que o CG é a política do governo de seguro final deve Armageddon nunca chegar, oferecendo o programa é executado sem problemas. Em 1982, uma agência secreta de novo, a Defesa Mobilização Planejamento Agência de Sistemas foi criado e se reporta ao presidente. No caso de um ataque nuclear, as equipes especiais equipados com os planos de guerra, os códigos militares, e outros dados essenciais iria acompanhar cada sucessor designado presidencial para postos de comando secretas em todo o país. Além do presidente, outros 46 funcionários-chave citados no Plano de Evacuação de Emergência Conjunta (JEEP) seriam evacuados. Há 50 desses bunkers de comando subterrâneos pós localizadas em 10 diferentes regiões do país, e cada um está ligado com os outros através de relés de satélite ou terrestre de onda.

Os EUA Força Aérea patrocinou a pesquisa na construção subterrânea em 1958. A corporação RAND realizou esta pesquisa, e publicou um processo de simpósios realizados sobre o tema dos métodos de construção e equipamentos, instalação, utilidade e da utilização de explosões nucleares para a produção de cavidades subterrâneas.

Uma grande preocupação para os engenheiros de construção subterrâneas era o problema de ventilação. Eles consideraram que seria conveniente ter em conta todos os tipos de contaminação, ventilação e não apenas a precipitação radioativa. Obras subterrâneas incluídos ingressos e egressos, e acomodações. Os dois primeiros são geralmente fornecidos pelo poços ou túneis, enquanto o terceiro requer aberturas maiores, tais como salas, câmaras, células, abóbadas, ou outros espaços abertos. Muitos problemas no desenho e construção são comuns a todos os três, mas os problemas associados com as aberturas de maiores dimensões na rocha, necessárias para fins de alojamento, são geralmente mais complexa e difícil do que aqueles para as aberturas mais pequenas de túneis ou veios. Operação e manutenção de instalações subterrâneas também podem representar problemas especiais.

Enormes máquinas de perfuração com grande diâmetro do disco de moinhos são usados ​​na construção de túneis. Túneis são necessárias para ligar uma área de alojamento para o outro, ou uma instalação para outra.

O projeto Chunnel Inglês é o maior projeto de engenharia na Europa, e w liga a França ea Inglaterra através de um túnel ferroviário três. As onze máquinas de perfuração utilizados no projeto eram tão grandes e tão longa que eles foram montados em áreas subterrâneas 65 metros de altura. Seis das máquinas são cavou o túnel submarino entre o Estreito de Dover e Calais e cinco cavou os túneis de terra que levam longe o canal para terminais acima do solo. A parte da frente da máquina de furar contém tungsténio com ponta de palhetas que os trabalhadores guia com a utilização de projecções de laser em telas de vídeo.

Estas máquinas de perfuração são como enormes, de aço revestidas vermes. Selado em cada máquina são equipes de 35 homens que fazem fila na cavidade do túnel com concreto e orientar a lama na pista. As máquinas tinha o buraco, remover a terra, e preparar o interior do túnel, com segmentos pré-moldados de concreto. A face de escavação da máquina é de 95 toneladas, diâmetro disco 28-pé-6-polegadas, dividido em lâminas de corte. A broca é de 300 metros de comprimento.

A Setembro de 1983 Omni publicou uma história sobre a imagem "semiperene," uma máquina túnel chato nuclear desenvolvido em Los Alamos. A máquina tocas através da rocha subterrânea, aquecendo-o a um estado fundido (magma), que resfria após os movimentos de semiperene. O resultado é um tubo com um revestimento liso, vidrada que pode ser usado para as lançadeiras de alta velocidade de transporte que ligam os complexos sub-base.

Curiosamente, um inventor chamado Charles Kaempen inventou um tubo composto que tem resistência à tração enorme. Kaempen desenvolveu um tubo de transporte submarino que usa o seu sistema exclusivo de acoplamento de bloqueio e apenas tem de ser colocada no fundo do mar, eliminando a necessidade de escavação e tunelamento. Ele fez uma proposta para a Espanha para vincular a Espanha e Marrocos usando sua tecnologia de tubo de novo.

Chato túnel está passando por um boom de acordo com um recente artigo no Wall Street Journal (12 de dezembro de 1990). Susan Nelson, diretor da Associação Espacial Americana subterrânea é citado no artigo, dizendo: "Não é simplesmente um interesse muito mais no mundo nestes dias em encapsulamento e uso do subsolo em geral." Ele diz que o metro está cheio de governo financiados pelo mega-projetos e projetos propostos. O espanhol quer colocar um túnel através dos Pryenees e deu à luz uma estrada para Marrocos, na costa Africano. Os noruegueses querem escavar sob os fiordes. Os japoneses estão brincando com um túnel através da Coreia do Sul. Os canadenses estão construindo um túnel de Nova Foundland ao príncipe Edwards Island. Na América, existem 87 projetos de obras públicas planejadas para os próximos três anos apenas.

Tenha em mente o fato de que todos estes são classificados como projectos de engenharia civil. Onde engenharia civil vai hoje, a engenharia militar já foi ontem. Em 1959, o Relatório Rand realizadas fotos das máquinas gigantes Túnel Boring (TBMs). Grande escala de projetos de engenharia militar pode ter feito uso extensivo destas máquinas desde os anos cinquenta.

O tunelamento é recebendo um impulso por causa da paisagem cada vez mais lotado global. Planejadores no norte da Itália estão enterrando trechos de uma rodovia em um túnel para evitar o corte de uma estrada através da floresta de importância histórica e fazendas.

Mr. Russell J. Miller, da Colorado School of Mines e diretor do Centro de mineração espacial em Boulder, Colorado, está trabalhando em estudos para determinar a viabilidade de colocar bases espaciais e cidades subterrâneas em Marte e na lua. Claro, alguém de outro lugar pode já ter batido o Sr. Miller para o soco.

Informantes nos disseram que as instalações subterrâneas utilizar tubos de transporte para os trabalhadores de ônibus para o trabalho. Isso é mais do que um metrô. Estes trens tubo utilizar alta tecnologia. Não é de estranhar, então, ao saber que Frank P. Davidson, do Massachusetts Institute of Technology tem um plano para desobstruir as vias aéreas através da concepção de aviões elétricos "sem asas" que hurtle em todos os continentes e oceanos em tubos fechados ou túneis que são essencialmente sem atrito câmaras de vácuo. Talvez ele deve se encontrar com Dr. Kaempen e considerar o uso de cachimbo composto como o tubo.

Cavadores subterrâneos têm a sua própria sociedade chamado "moles", que fala de encontrar túneis e túneis mais picantes do que a maioria dos moradores nos superfície.

Não é nenhum segredo que os governos têm construído suas próprias secretas subterrâneas e túneis. Os líderes chineses construíram túneis ferroviários sob Bejing secretas que lhes permitam fugir em uma crise. De acordo com um funcionário civil chinesa, os túneis ligados casas líder, edifícios governamentais, o banco central e uma base do Exército. Isso soa como um bem-pensamento-para fora de plano. Pegue suas possessões, dinheiro do banco, guardas armados a partir da base e funcionam como o inferno! A rede foi construído ao longo de um período de 40 anos como uma defesa contra os invasores estranhos. Podemos ter certeza de que o que a China tem feito o que fizemos.

Japão, densa e superpovoada, está pensando seriamente em viver no subsolo. Eles estão planejando a construção de usinas de esgoto subterrâneos, ferrovias subterrâneas e cidades subterrâneas. De acordo com uma recente edição da Omni, A Corporação Taisei está planejando construir um shopping subterrâneo chamado "Cidade Alice." Haveria lojas subterrâneas, escritórios, hotéis, teatros e arenas esportivas. Espaços passeando iria serpentear através de espaços interiores preenchidos com árvores, pássaros, aquários, pontes e cachoeiras. A Corporação Shimizu tem um projeto para a construção de uma rede subterrânea que se estende sobre 2.000 milhas quadradas debaixo de Tóquio. Esta grade deve conter um número de centros comerciais ligados por trens do metrô que irão colocar os trabalhadores de ônibus para o trabalho.

De acordo com Isaac Asimov ciência escritor, há vantagens em viver no subsolo. Por um lado, ninguém iria se preocupar com o tempo. A temperatura poderia ser realizada em um nível relativamente constante, entre 55 e 60 graus F, e uma grande quantidade de energia usada para aquecimento e refrigeração poderiam ser salvas. Sem o ciclo solar diurna, ninguém saberia o dia da noite. As pessoas poderiam estar trabalhando em torno do relógio ou jogar o tempo todo, dependendo de sua inclinação. Todos os transportes, comunicação e habitação poderia passar à clandestinidade, livrando o mundo da superfície do pisoteio humano. A superfície do planeta teria alguns restaurantes agradáveis ​​e centros de recreação, onde as pessoas podiam observar céu azul, a sala de retornar planeta e da vida animal, e tem para todos a vaguear em uma caminhada de fim de semana. Terremotos causaria apenas um quinto do dano às estruturas subterrâneas que eles causam a estruturas de superfície.



3 comentários:

  1. Devo lhe dizer que este artigo está absolutamente espectacular. Eu sou um apaixonado pelos mistérios que envolvem a humanidade, e existe muitas coisas que nao batem certo e outras que podem parecer irracionais, mas que podem ter uma base de verdade...muitos parabens pelo seu trabalho de investigaçao.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito desse artigo, mas eu gostaria de saber se esta base ainda está operacional ou já foi desmantelada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho um amigo que acabou de voltar do Canada e disse que lá já tem muita coisa em baixo da terra. Shopping, aréas comerciais e de escritório, recreativas, etc. Eu não sabia dessas coisas no Canadá. Montreal

      Excluir

COMENTE AQUI