[Rodrigo Veronezi Garcia] Google+ Rodrigo Veronezi Garcia+ Google Google AS TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO DE RODRIGO VERONEZI GARCIA : As Pirâmides Submersas do Japão (Ilha de Yonaguni) /* Bio Autor Box */ .autorbox { position: relative; margin: 20px auto; border: 10px solid #CAE3F2; /*cor da borda do box*/ padding: 5px; -webkit-transition: all 0.3s ease-in; -moz-transition: all 0.3s ease-in; -ms-transition: all 0.3s ease-in; -o-transition: all 0.3s ease-in; transition: all 0.3s ease-in; } .autorbox:hover { border: 10px solid #E7F2F9; /*cor da borda do box hover*/ -webkit-transition: all 0.3s ease-in; -moz-transition: all 0.3s ease-in; -ms-transition: all 0.3s ease-in; -o-transition: all 0.3s ease-in; transition: all 0.3s ease-in; } .autoravatar { background: #fff; border: 1px solid #ccc9bd; /*cor da borda do avatar*/ float: left; height: 100px; padding: 2px; position: relative; -webkit-border-radius: 4px; -moz-border-radius: 4px; border-radius: 4px; -webkit-box-shadow: 0 0 4px 0 #d9d9d9; -moz-box-shadow: 0 0 4px 0 #d9d9d9; box-shadow: 0 0 4px 0 #d9d9d9; width: 100px; } .autoravatar img { height: 100px; width: 100px; } .autorcontent { margin-left: 120px; } .autorhead { border-bottom: 1px solid #ddd; margin-bottom: 12px; padding: 0 160px 5px 0; position: relative; } .autorbox h3 { font-family: Arial, Verdana, georgia, serif; color: #3399bb; /*cor da fonte do nome do autor*/ font-size: 24px; font-weight: bold; line-height: 30px; margin: 0; border: none; text-transform:uppercase; text-decoration: none; -webkit-transition: all 0.2s ease-in-out; -moz-transition: all 0.2s ease-in-out; -ms-transition: all 0.2s ease-in-out; -o-transition: all 0.2s ease-in-out; transition: all 0.2s ease-in-out; } .autorbox h3:hover { color: #0b5b94; /*cor da fonte do nome do autor com mouse em cima*/ -webkit-transition: all 0.2s ease-in-out; -moz-transition: all 0.2s ease-in-out; -ms-transition: all 0.2s ease-in-out; -o-transition: all 0.2s ease-in-out; transition: all 0.2s ease-in-out; } .autorbox h3 a { color: #3399bb!important; /*cor da fonte do nome do autor*/ text-decoration: none; -webkit-transition: all 0.2s ease-in-out; -moz-transition: all 0.2s ease-in-out; -ms-transition: all 0.2s ease-in-out; -o-transition: all 0.2s ease-in-out; transition: all 0.2s ease-in-out; } .autorbox h3 a:hover { color: #0b5b94!important; /*cor da fonte do nome do autor com mouse em cima*/ -webkit-transition: all 0.2s ease-in-out; -moz-transition: all 0.2s ease-in-out; -ms-transition: all 0.2s ease-in-out; -o-transition: all 0.2s ease-in-out; transition: all 0.2s ease-in-out; } .autorsocial { list-style: none; margin: 0; padding: 0; position: absolute; top: 2px; right: 0; } .autorsocial li { float: left; margin-right: 4px; padding: 0; } .autorsocial li a { display:block; width:32px; height:32px; margin:0 2px; background:transparent url(http://3.bp.blogspot.com/-atvhxnn9xVI/UKXReUQS5UI/AAAAAAAAAM4/b--qqw3W49s/s1600/bg_sprites2.png) no-repeat; text-indent:-9000px; position: relative; overflow:hidden; } .autorsocial li a.autorFacebook { background-position: 0 0; } .autorsocial li a.autorGooglePlus { background-position: 0 -32px; } .autorsocial li a.autorTwitter { background-position: -64px -32px; } .autorsocial li a.autorFacebook:hover { background-position:-32px 0; } .autorsocial li a.autorGooglePlus:hover { background-position: -32px -32px; } .autorsocial li a.autorTwitter:hover { background-position: -96px -32px; } .autorbox p.bio { font-family: 'lucida sans unicode', 'lucida grande', sans-serif; font-size: 12px; line-height: 18px; } href=https://plus.google.com/u/0/+RodrigoVeroneziGarciarodrigoenok rel=publisher

Google+ Badge

domingo, 10 de fevereiro de 2008

As Pirâmides Submersas do Japão (Ilha de Yonaguni)
























Desde 1995, mergulhadores e cientistas japoneses estudam uma das mais importantes descobertas arqueológicas do planeta, misteriosamente ignorada pela imprensa ocidental.
Localizada a alguns quilômetros da ilha de Yonaguni, estão os restos submersos de uma cidade muito antiga. Muito antiga MESMO! Os estudos geológicos calcularam a idade destes monumentos como tendo 11.000 anos de idade, o que os colocaria como uma das edificações mais antigas do planeta.

Ao longo de mais de uma década de explorações, mergulhadores já haviam localizado nada menos do que oito grandes estruturas feitas pelo homem, incluindo um enorme platô com mais de 200m de comprimento, uma pirâmide no mesmo estilo das aztecas e maias (constituídas de 5 andares e alinhadas de acordo com pontos cardeais), bem como um conjunto completo de zigurates, demarcando áreas e regiões específicas no platô.Assim como são “coincidências” o fato das pirâmides do Egito estarem alinhadas com a constelação de Orion (Osíris), as pirâmides encontradas na China alinharem perfeitamente com a constelação de Gêmeos, os Templos astecas de Tecnochtitlan estarem alinhados com a constelação de Urso, Angkor Wat (aqueles templos que a Lara Croft explora no Cambodja) estarem alinhados com a constelação do Dragão e assim por diante…

Uma estrutura que se pensa ser a construção mais velha do mundo, com quase duas vezes a idade das grandes pirâmides do Egito, foi recentemente descoberta. A formação retangular de pedras abaixo do mar na costa do Japão poderia ser a primeira evidência de uma desconhecida civilização anterior a Idade da Pedra, dizem os arqueólogos. O monumento tem 600 pés de largura e 90 pés de altura e foi datado com pelo menos 8.000 a.C.
Equipe do dr. Masaaki Kimura, da Universidade de Ryûkyû, exploram o sítio arqueológico submarino. Escadarias, rampas, terraços, entalhes na rocha e outros indícios da "mão humana", como ferramentas. Yonaguni pode ser o mais antigo consjunto arquitetônico da história.
DIREITA: A Okinawan Rosseta stone, com símbolos que foram encontrados gravados nas pedras das ruínas submersas. A Okinawa Roseta é um achado arqueológico de Okinawa.



No arquipélago de Ryûkyû, a 480 km a sudoeste de Okinawa - Japão, as águas em torno da ilha de Yonaguni escondem um conjunto de misteriosas ruínas magalíticas. O território, de 28,88 km² e uma população de pouco mais de mil e setecentas pessoas, atraiu a atenção de historiadores, arqueólogos e outros cientistas quando, em 1985, um mergulhador descobriu as magníficas estruturas de pedra submersas nas águas que circundam a ilha.

Quando fotos do lugar foram divulgadas, imediatamente começou a polêmica sobre a origem dos terraços e escadarias. Muitos estudiosos recusaram aceitar que as ruínas sejam de construções feitas por mão humana. As formas geométricas, os ângulos muito certos, foram atribuídos a "agentes naturais". Entretanto, outros pesquisadores afirmam que o fundo do mar de Yonaguni é o túmulo de uma próspera civilização possivelmente mais antiga que Suméria, Egito, Índia ou China.

Em 1997, dr. Masaaki Kimura, professor da Universidade de Ryûkyû, PHD em geologia marinha, publicou A Continent Lost In The Pacific Ocean, onde defende a teoria da civilização submersa; no mesmo ano, uma equipe da universidade empreendeu estudos no sítio arqueológico.

Em 04 de maio de 1998, partes da ilha e das ruínas foram sacudidas por um terremoto. Depois do abalo, foram realizadas filmagens submarinas. Constatou-se que haviam surgido novas estruturas de forma similar aos zigurats da Mesopotâmia. Estes seriam, então, os edifícios mais antigos do mundo. Foram encontradas marcas nas pedras que evidenciam o trabalho feito nelas, incluse entalhes. Também foram achadas ferramentas e uma pequena escadaria. A hipótese de formação natural em Yonaguni tornou-se, então, pouco plausivel.
O Enigma da Face
Submersa, 18 metros abaixo da superfície, surge uma cabeça megalítica, um rosto de pedra gasto pela erosão das águas que faz lembrar as cabeças de pedra de outros lugares antigos: Moais, no Pacífico; La Venta, Golfo do México.

Há 6 mil anos, as ruínas eram terras emersas, ligadas ao continente. A elevação do nível dos mares ao longo de eras fez submergir territórios como os da costa de Yonaguni. Há especulações sobre a "identidade" da civilização sepultada naquelas águas. Muitos falam em Atlântida mas, se parte de uma "civilização perdida" repousa no leito daquele mar então o mais certo é que seja a Lemúria ou Mu, ainda mais antiga, chamada pelos esotéricos de civilização da Terceira Raça.
http://www.sofadasala.com/noticia/yonaguni00.htm

http://www.youtube.com/watch?v=jLUh9Qucj2k&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=QXoA-94_c6k

http://www.youtube.com/watch?v=ZTVDQksgxJM&feature=related
VEJAM OS VIDEOS

40 comentários :

  1. TUDO o que eu gostaria de ver EM TODAS essas matérias deste blog é a INDICAÇÃO DE FONTES SÉRIAS, FIDEDNAS E IDÔNEAS de caráter CIENTÍFICO, que possa CORROBORAR o que se "revela" aqui...

    - Vou aguardar...

    ResponderExcluir
  2. Que máximo.
    Acho muito interessante essas coisas.
    Parabens pelo post.

    ResponderExcluir
  3. eh meu bota o link da fonte pro maluco ai parar de te xaropar

    ResponderExcluir
  4. quem disse que esses mergulhadores estão no Japão?
    isso tem aqui em Itamaracá-PE

    ResponderExcluir
  5. isso sim é interessante....nao sei como nunca passou na midia nacional...

    ResponderExcluir
  6. "...é a INDICAÇÃO DE FONTES SÉRIAS, FIDEDNAS E IDÔNEAS de caráter CIENTÍFICO, que possa CORROBORAR o que se "revela" aqui..."

    Roquel, as fontes não são reconhecidas, por mais sérias que sejam, por isso o assunto é 'conspiratório'. E as fontes 'oficiais' sempre vão tentar manchar a reputação de quem tem coragem de dizer o que os governantes não querem que o mundo saiba...

    ResponderExcluir
  7. "...é a INDICAÇÃO DE FONTES SÉRIAS, FIDEDNAS E IDÔNEAS de caráter CIENTÍFICO, que possa CORROBORAR o que se "revela" aqui..."
    Seria muito bom que este personagem de hitóraia infantil, se deslocasse até o local e visse os achados. O São Tomé aí só acredita na bobagens maquiadas da NASA. Se a imprensa não dá cobertura é porque AÍ TEM.

    ResponderExcluir
  8. Há evidências de que os continentes antes eram unidos e que foram se separando com os anos. De fato, os índios sul-americanos parecem ter origem asiática.

    Outra coisa, há 1.100 anos atrás o alinhamento com constelações e estrelas deviam ser outro. Não entendi, portanto, a referência feita com o atual alinhamento.

    ResponderExcluir
  9. Vendo melhor as fotos, parece-me que se trata de um platô de cultivo antigo, à semelhança dos peruanos do Macho Picho, que foi petrificado pela lava vulcânica e afundou.

    ResponderExcluir
  10. Eu já conheço este trabalho e é de um pesquisador estrangeiro que publicou muitos livros sobre este assunto: arqueologia marinha. Aqui no Brasil, que eu saiba, nenhuma editora publicou. Uma pena!! Mas existe o site e se eu reencontrar o link publico aqui. Além deste autor há muitos outros que se dedicam à arqueologia marinha. Não é enganação.

    ResponderExcluir
  11. vixi!!! o cara ae eh o zé da teoria da conspiração!!! "o governo nao quer permitir q o mundo saiba q o japao tem piramides antigas"!!!!kkkkkkkkkkk!!! boa!!!!!

    ResponderExcluir
  12. http://arquiteturaegipciafraude.blogspot.com/
    Arquitetura Egípcia - Fraudes da Arqueologia

    O que aconteceu no mar do Egito na cidade de Alexandria se impõe como um novo marco para a arqueologia. Uma quantidade expressiva de objetos, estilos se subvertem idades se confundem, esfíngies magníficas e um extraordinário e portentoso templo. Descoberta que quando for compreendida a contento deixará a arqueologia egípcia e de todo o mundo desacreditada.


    Tudo leva a crer que Faraós espertalhões creditaram como suas, obras que na verdade não lhes pertenciam.

    Depois desta descoberta o que fica evidenciado é que não apenas as três pirâmide no Egito não são de origem egipcia, muito dos monumentos e grande parte da arquitetura creditada aos antigos egipcios, na verdade não lhes pertence.
    Entre eles.
    Karnak... e todos os monumentos significativamente superior tecnologicamente aos antigos egipcios.

    ResponderExcluir
  13. http://arquiteturaegipciafraude.blogspot.com/
    Arquitetura Egípcia - Fraudes da Arqueologia

    O que aconteceu no mar do Egito na cidade de Alexandria se impõe como um novo marco para a arqueologia. Uma quantidade expressiva de objetos, estilos se subvertem idades se confundem, esfíngies magníficas e um extraordinário e portentoso templo. Descoberta que quando for compreendida a contento deixará a arqueologia egípcia e de todo o mundo desacreditada.


    Tudo leva a crer que Faraós espertalhões creditaram como suas, obras que na verdade não lhes pertenciam.

    Depois desta descoberta o que fica evidenciado é que não apenas as três pirâmide no Egito não são de origem egipcia, muito dos monumentos e grande parte da arquitetura creditada aos antigos egipcios, na verdade não lhes pertence.
    Entre eles.
    Karnak... e todos os monumentos significativamente superior tecnologicamente aos antigos egipcios.

    ResponderExcluir
  14. Impressionante isso!

    Só os cientistas naum conseguem perceber q já teve muitas civilizações com alta tecnologia milênios atrás, quanto mais antes do século 16!

    ResponderExcluir
  15. Para aqueles que acham que não há nenhuma fonte cientifica ou de caráter sério, lê a notícia na página da BBC. Além do mais, eu postei um comentário, de minha autoria, no endereço, abaixo:

    pensamentosintrusos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Para aqueles que acham que não há nenhuma fonte cientifica ou de caráter sério, lê a notícia na página da BBC. Além do mais, eu postei um comentário, de minha autoria, no endereço, abaixo:

    pensamentosintrusos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Para aqueles que acham que não há fontes sérias, lê a notícia na página da BBC. Além disso, eu postei um comentárioa em meu blog, no endereço abaixo: pensamentosintruosos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Ae, galera, tem um livro q foi escrito por um médim chamado rubens saraceni pela editora madras que cita uma civilização extremamente desenvolvida que vivia neste lugar e cita inclusive o cataclisma que sepultou ela...

    o livro está catalogado como romance mediúnico por naum existirem fatos concretos que provem a veracidade daquilo que está relatado nele, o nome é templos de cristais: a era dos grandes magos.

    pra quem ficou intrigado com as pirâmides, leiam o livro, escrito no ano de 1991 e publicado bem depois, em 1997 quando o autor leu um outro livro, psicografado havia mais de um século, que também relatava um elixir da vida eterna que está presente neste livro.

    pra quem só acrdita na ciência eh perda de tempo, mas pra quem tem a mente aberta e um bom senso crítico, leia e tome as próprias conclusões, quem quiser falar comigo por e-mail fique à vontade

    ResponderExcluir
  19. São vestígios da Antiga Lemúria com toda certeza...

    ResponderExcluir
  20. Uma net work para visitar:
    LUSITÂNIA LIGHTHOUSE da ning.
    Excelente trabalho de pesquisa.

    ResponderExcluir
  21. CONCORDO COM ESTE COMENTÁRIO "Tudo leva a crer que Faraós espertalhões creditaram como suas, obras que na verdade não lhes pertenciam"

    ResponderExcluir
  22. boto fé, gosto muito das matérias do veronezi.

    ResponderExcluir
  23. Hiiiiii , na verdade a tecnica de construção piramidal era de conhecimento de muitas civilizações, os Faraos não enganaram ninguem , eles fizeram as suas piramides assim como outras civilizaçõs fizeram as delas. Isso eh um fato.
    Pesquisem sobre Gobleck Tepe , na Turquia ,
    Piramides de Visoko na Bósnia, e incrivel que pareça na nossa Amazônia tbe .
    Isso tudo teve uma origem , que remonta a nossa antiguidade, muito ,muito , mas muito tempo antes dos hebreus !!
    A melhor explicação que existe sobre esse assunto vcs encontram no Livro de Urântia
    www.urÂntia.com.br baixe o livro sem custo algum.
    Amor, Verdade , Beleza e Bondade

    ResponderExcluir
  24. VEIHA MESMO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  25. Fico imaginando...que interesses escusos existem por trás dos que fingem ignorar tais descobertas...

    ResponderExcluir
  26. Muito interessante!!! Na Mahikari recebemos ensinamentos (para o grupo de jovens e nível intermediário) de que o que conhecemos hoje como o arquipélago do Japão, são as partes ainda emersas do continente Mu e de que ali seria o berço de todas as civilizações... Essas revelações foram recebidas na década de 60... O fundador da entidade previu que seriam encontradas ruínas ainda bem mais antigas do que as conhecidas até então,que iriam reformular a história da humanidade.

    Só um detalhe, sou biólogo...

    ResponderExcluir
  27. Muito bom o post, bem detalhado. Pena q os videos são em inglês :/

    ResponderExcluir
  28. Legal este post, mas eu gostaria de ver videos em português... Jão!!!

    ResponderExcluir
  29. Parabens veronezi, desculpe pois no item na piramide de cuba eu postei para voce colocar sobre esta do japão.

    ResponderExcluir
  30. Parabéns aos cientístas, fora ignorância.

    ResponderExcluir
  31. Uma vez que a Atlântida afundou há mais ou menos 9.000 anos atrás, então essas construções não poderiam pertencer a essa civilização.


    Giselle

    ResponderExcluir
  32. Cientistas e céticos conjecturam, conjecturam, conjecturam, mas acabam mentindo, pois só conjecturam.
    Quem de sã consciência espera que os "Doutores" e "Mestres" em arqueologia venham a público e digam: "Desculpem-nos estávamos enganados e tudo o escrevemos sobre as civilização da Antiguidade não é preciso. Outras civilizações, anteriores às da Antiguidade Clássica, foram mais desenvolvidas e nos ludibriaram, por isso, escrevemos e ensinamos tantas coisas equivocadamente".
    Ora, reconhecer que aquilo sobre o que conjecturaram até agora não é preciso, coloca-os na condição de mentirosos e não mais de "gênios", assim: negam, negam, negam... E talvez, com sorte, pensam eles cientistas, quando se descobrir a verdade estaremos já mortos e não sentiremos vergonha por termos mentido e, depois, negado.

    ResponderExcluir
  33. adoro me segue
    http://piramidesdomundo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. êêêta!lelê!estamos no século 21 e ainda parece para alguns que não saimos do primeiro século.
    já entendi,e aí vai.quando se descobriu que a terra era redonda a igreja matou quem falou.que os planetas giram em volta do sol a igreja matou.disseram que os dias e as noites acontecia por causa da rotação da terra a igreja matou.he aí matuzalem?voce quer matar mais alguem? porque não tem FONTE FIDEDINAS E IDONEAS?VOLTA PRO TEU SARCÓFAGO NEANDHERTAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  35. Quem somos? de onde viemos? para onde iremos? Gnoste Ipsum ( conheça te a ti mesmo) e conhecerás o universo. Nada há de novo debaixo do sol.

    ResponderExcluir
  36. obg pela ajuda ai !! ta otima a pesquisa ...parabns

    ResponderExcluir
  37. hé...parece que há muita gente comentando só para denegrir o bom trabalho dos outros. Se querem provas fidedignas...busquem ! Elas existem. Parabens pelos excelentes trabalhos apresentados no blog.

    ResponderExcluir
  38. Muito bom! Mais dias menos dias a verdade virá à tona e veremos o quanto a em nome da ciência fomos enganados por pessoas que se auto enganam ou ganham de alguma forma para manter-nos na ignorância. Excelente trabalho de divulgação. Parabéns.

    ResponderExcluir

COMENTE AQUI